PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Elias exalta raça do Atlético após expulsão:"espírito que o torcedor gosta"

Cazares foi o nome do jogo, mas Elias se destacou bem na partida contra o Bahia - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Cazares foi o nome do jogo, mas Elias se destacou bem na partida contra o Bahia Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

17/11/2018 23h28

Cazares foi o grande nome do Atlético-MG na vitória por 1 a 0 contra o Bahia, mas o volante Elias também teve uma atuação elogiável no Independência. O jogador chegou a ouvir o questionamento da torcida no primeiro tempo, mas teve seu nome gritado pelo mesmo torcedor na etapa final. Veterano, ele foi uma das vozes da experiência do Galo após a expulsão de Fábio Santos e exaltou o espírito dos companheiros para garantir o triunfo na raça.

"Hoje a gente encarnou o espírito que o torcedor gosta. Quando o Fábio Santos foi expulso, chamei meus garotos e falei que íamos dar 10% a mais para suprir a ausência dele. Ele ajuda muito, com certeza um empate cairia na culpa dele. Mas a gente se dedicou para suprir essa ausência e sair com a vitória", comentou.

Com a vitória, o Atlético foi aos 53 pontos e voltou a abrir três de vantagem para o xará Atlético-PR, que venceu o Vitória. Agora, o Galo tem mais três partidas para tentar garantir uma vaga na pré-Libertadores do ano que vem.

"Momento muito importante, agora é vencer. Falei que às vezes não daria para dar espetáculo. Se der para jogar bem, vamos jogar. Se não der, vamos tentar fazer 1 a 0 e se defender. O mais importante é colocar o Atlético na Libertadores do ano que vem", concluiu.

Esporte