PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jean descontrai em entrevista, brinca com Hernanes e ri de espionagem

Jean comemora gol do Palmeiras, o primeiro no Brasileiro-2017 - JALES VALQUER/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Jean comemora gol do Palmeiras, o primeiro no Brasileiro-2017 Imagem: JALES VALQUER/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

25/08/2017 18h02

Depois de ser poupado por Cuca de falar na última terça-feira, Jean foi o entrevistado desta sexta-feira do Palmeiras, a dois dias do clássico contra o São Paulo. O jogador deixou de lado o clima de ansiedade que normalmente marca a véspera de um grande jogo e descontraiu na conversa com os jornalistas.

A começar por uma brincadeira com Hernanes, quando revelou que não falará com o meio-campista são-paulino nem por mensagens de texto até a próxima segunda-feira. Eles ficaram amigos após jogarem juntos no time do Morumbi.

“O Hernanes é um grande amigo. Desde quando ele chegou eu já percebi que tinha essa chance de jogar contra. Nessa semana, a gente se encontrou sem querer na segunda ou na terça. Mas não falamos muito do jogo. Agora, desde quarta-feira nem por Whatsapp eu vou falar mais. Só segunda-feira mesmo”, brincou, para depois falar sobre o duelo de profetas no clássico.

“Cada um vai profetizar de sua maneira, mas agora, na minha situação, eu acho que o melhor profeta vai fazer a diferença para o Palmeiras no domingo”, afirmou ele se referindo a Moisés.

Jean seguiu a linha dos outros jogadores e não revelou a escalação que Cuca vai usar para o jogo. Ele ao menos admitiu que o técnico já contou aos atletas quem iniciará a partida. Na última quinta, Keno havia dito que nem o elenco sabia quem entraria em campo. “Vai ver que ele não prestou a atenção”, brincou Jean sobre o despiste do atacante.

Com tanto mistério, o lateral direito também fez piada sobre os casos de espionagem que marcaram os clássicos entre Palmeiras e São Paulo nos últimos anos. Na manhã desta sexta, Dorival já havia brincado com a situação. Agora, foi a vez do palmeirense.

“Eu nem sabia muito sobre isso, mas também a gente conversou ali em um lugar separado, onde esse tipo de aparelho não tem muito acesso. Então está tudo bem”, disse ele aos risos.

Pressionados por motivos diferentes, Palmeiras e São Paulo entram em campo neste domingo, às 16h, no Allianz Parque, pela 3ª rodada do 2º turno do Brasileirão.

Esporte