PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dudu desencanta, e Palmeiras vence Santa Cruz com autoridade

Placa Allianz Parque - José Edgar de Matos/UOL Esporte - José Edgar de Matos/UOL Esporte
Palmeiras pede colaboração dos torcedores no estádio
Imagem: José Edgar de Matos/UOL Esporte

José Edgar de Matos

do UOL, em São Paulo

18/06/2016 17h50

Um pequeno susto, sem efeito para apagar uma tarde de festa no Allianz Parque. Neste sábado, o Palmeiras contou com uma grande exibição ofensiva para superar com autoridade o Santa Cruz por 3 a 1 e recuperar a liderança do Campeonato Brasileiro - pelo menos até este domingo, quando o Internacional encara o Figueirense, fora de casa, para tentar retomar a ponta.

De quebra, o Palmeiras viu um dos seus principais jogadores desencantar. Dudu fez dois gols, deu show com passes importantes - como quando deixou Gabriel Jesus na cara do gol, na segunda etapa -, e liderou a sexta vitória palestrina na Série A, a qual deixa o clube com 19 pontos, mesmo número do Inter.

Em contrapartida, o Santa Cruz perdeu a chance de confirmar a reação no Brasileiro. A quarta derrota nos últimos cinco jogos deixa o clube pernambucano com 11 pontos, estacionado exatamente no meio da tabela (10º lugar).

O embalado Palmeiras, que não perde há cinco rodadas, retorna a campo já na terça-feira, quando, a partir das 21h30 (de Brasília), receberá o América-MG, novamente no Allianz Parque. O Santa Cruz joga na quarta-feira, às 21h, contra o Flamengo, no Arruda.

Quem foi bem: Moisés por todos os lados

Moisés contra o Santa Cruz - Cesar Greco/Ag Palmeiras - Cesar Greco/Ag Palmeiras
Imagem: Cesar Greco/Ag Palmeiras

Moisés acabou 'sacrificado' por Cuca nesta tarde de sábado. Conforme a estratégia ousada de Cuca, o meio-campista atuou a maior parte da partida como o volante responsável pela saída de bola e proteção do sistema defensivo - Tchê Tchê usufruía de maior liberdade. Apesar de recuado, o camisa 28 manteve o nível de exibição altíssimo. Aos poucos, se torna fundamental para este time.

Quem foi mal: zaga do Santa Cruz

Formada por uma linha com Vítor, Neris, Danny Morais e Tiago Costa, o sistema defensivo do Santa Cruz teve problemas para encaixar a marcação no "leve" Palmeiras. Sem um atacante de ofício, Dudu e Gabriel Jesus revezavam no comando do ataque, confundindo os marcadores, enquanto Róger Guedes dava trabalho pelo lado direito do campo. Para completar, o goleiro Tiago Cardoso colaborou com uma falha grotesca no primeiro gol dos donos da casa ao soltar a bola nos pés de Cleiton Xavier.

Palmeiras: apenas 45min para matar o jogo

Palmeirenses comemoram gol contra o Santa Cruz - Cesar Greco/Ag Palmeiras - Cesar Greco/Ag Palmeiras
Imagem: Cesar Greco/Ag Palmeiras

A estratégia de Cuca deu certo logo nos primeiros minutos. Sem um volante fixo no setor de meio-campo - Moisés e Tchê Tchê atuaram mais recuados -, o Palmeiras ganhou mobilidade para conduzir a partida. O domínio em campo surgiu naturalmente, e a equipe paulista acuou o Santa Cruz desde o princípio com movimentação e intensidade.

Santa Cruz: frágil e perdido no Allianz Parque

Sem referências do adversário - Palmeiras, além de não contar com um 'volante-volante', também atua sem um centroavante fixo (Gabriel Jesus se movimenta e alterna com Dudu e Róger Guedes), o Santa Cruz pareceu perdido no Allianz Parque. Limitado a contra-ataques, o clube pernambucano pouco ameaçou a meta de Fernando Prass e descontou em um lance de bola parada, com Grafite, no começo do segundo tempo. A marcação do time de Milton Mendes não encaixou sobre o versátil Palmeiras.

Cuca ousado

Conservadorismo ficou no passado, e Cuca enviou a campo uma equipe ofensiva para o duelo deste sábado. Sem um volante de ofício, Moisés exerceu a função de organizar a saída de bola e atuou ainda mais recuado do que o de costume. A ousadia acabou premiada ainda no primeiro tempo: atuação impecável e uma vitória construída de maneira tranquila.

'Dudusencanta'

Dudu comemora gol Palmeiras - Danilo Verpa/Folhapress - Danilo Verpa/Folhapress
Dudu voltou a marcar com a camisa do Palmeiras
Imagem: Danilo Verpa/Folhapress

De volta ao time titular do Palmeiras após ser poupado no meio de semana, Dudu não demorou a responder ao chamado de Cuca. O camisa 7 abriu o placar no Allianz Parque e quebrou um importante jejum: não balançava as redes desde 3 de abril, quando decidiu o clássico contra o Corinthians pelo Campeonato Paulista. De quebra, o meia-atacante balançou a rede logo por duas vezes. Antes dos rivais, o atacante só havia marcado em outras duas oportunidades: contra o São Paulo, em março, e Botafogo-SP, em janeiro, ambos pelo Estadual.

Jogadas ensaiadas

Por incrível que pareça, um simples lateral tem virado uma das armas do Palmeiras neste Campeonato Brasileiro. Utilizando muito bem a força dos braços do meio-campista Moisés, Cuca começou a treinar essa jogada nos treinamentos e já colhe frutos nas partidas. Depois de marcar o segundo gol contra o Coritiba dessa maneira, o lance foi repetido contra o Santa Cruz. E deu certo. Aos 28min do primeiro tempo, Moisés cobrou um lateral dentro da área, viu a zaga desviar antes de chegar em Cleiton Xavier. O camisa 10, no entanto, falhou no domínio, mas viu o goleiro Tiago Cardoso falhar ao não segurar a bola e só rolou para Dudu encher o pé e abrir o placar. Também foi assim com a cobrança de falta de Jean, que resultou no segundo gol da partida.

Recado claro e reforçado

Depois de sofrer novamente com o comportamento de um grupo de palmeirenses na última quarta, quando torcedores acenderam sinalizadores no Couto Pereira, em Curitiba, o Palmeiras usou o gramado do Allianz Parque para cobrar disciplina. Mensagens como 'não acenda sinalizadores' e 'Palmeirense, não prejudique o Palmeiras. Identifique o infrator' foram exibidas para o público neste sábado.

50 vezes Allianz Parque

Em meio às turbulências na relação com a construtora WTorre, o Palmeiras comemorou uma data importante neste sábado. Diante do Santa Cruz, o clube de Palestra Itália completou o 50º jogo no Allianz Parque. Para simbolizar a data, uma ótima atuação para devolver a equipe à liderança do Campeonato Brasileiro - pelo menos até este domingo. Com o resultado deste sábado, a equipe agora possui um retrospecto de 32 vitórias, 11 derrotas e sete empates.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 3 x 1 SANTA CRUZ

Data: 18/06/2016 (sábado), às 16h (Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Público: 34.162
Renda: R$ 2.167.071,76
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (FIFA /GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Gols: Dudu, aos 28min, e Jean, aos 47min do 1º tempo; Grafite, aos 6min, e Dudu, aos 20min, do 2º tempo.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Tchê Tchê e Moisés (Thiago Santos); Dudu (Fabrício), Cleiton Xavier (Cristaldo) e Róger Guedes; Gabriel Jesus.
Treinador: Cuca.

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor (Mário Sérgio), Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, João Paulo (Wallyson) e Lelê (Daniel Costa); Arthur, Keno e Grafite.
Treinador: Milton Mendes.

Esporte