Topo

Fórmula 1


Fórmula 1

Hamilton é punido e perde 3º lugar no Brasil; McLaren volta ao pódio

Douglas Magno / AFP
Imagem: Douglas Magno / AFP

José Edgar de Matos e Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/11/2019 17h04

Lewis Hamilton foi punido e perdeu o terceiro lugar no Grande Prêmio do Brasil de 2019. A decisão foi tomada por comissários da prova às 16h45 (de Brasília) e divulgada em comunicado pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) após a corrida em Interlagos.

O britânico da Mercedes foi considerado culpado pelo acidente com Alexander Albon, da Red Bull, na penúltima volta. Com isso, teve 5 segundos acrescentados no tempo final, caindo do terceiro para o sétimo lugar. A terceira posição no pódio foi herdada por Carlos Sainz, espanhol da McLaren.

"Os comissários revisaram evidências em vídeo de múltiplos ângulos, incluindo câmeras onboard, câmeras de transmissão e de circuito interno. O carro 23 [Albon] estava em sua trajetória normal de corrida. O carro 44 [Hamilton] tentou ultrapassar por dentro, mas não conseguiu entrar o suficiente para completar a ultrapassagem; no momento em que percebeu que não teria espaço suficiente, não conseguiu retornar da situação, provocando a colisão", diz o comunicado da entidade.

"Os comissários determinaram que o carro 44 teve predominantemente culpa pela colisão com o carro 23 na curva 10 e, desta forma, ordenou uma punição de 5 segundos", acrescentou a FIA.

Com o resultado, a McLaren volta a conquistar um pódio na Fórmula 1, o que não acontecia desde 2014. Naquele ano, a equipe colocou seus dois carros entre os três primeiros no GP da Austrália, com Kevin Magnussen em segundo e Jenson Button em terceiro.

Pilotos evitam conflito

Albon evitou qualquer polêmica com Lewis Hamilton. Em entrevista concedida na zona mista do circuito de Interlagos, o tailandês evitou reforçar qualquer crítica ao hexacampeão mundial, que se culpou pela batida.

"Não estou bravo com Lewis. Corrida é isso. Estava em um ponto cego, não dava para saber ao certo qual a distância", falou Albon sobre a colisão. "Claro que eu queria o pódio. Eu senti que merecia hoje. É um pouco triste, mas corridas de carro são assim", completou.

"Tentei me colocar entre as Red Bulls, mas acabou sendo frustrante, com certeza. Estou triste por Albon, ele fez um grande trabalho. Eu quero pedir desculpas", disse Hamilton na zona mista, pouco depois do piloto da Red Bull.

Sainz é absolvido

Carlos Sainz comemora o primeiro pódio da carreira na F1 - Divulgação/McLaren
Carlos Sainz comemora o primeiro pódio da carreira na F1
Imagem: Divulgação/McLaren

O próprio Carlos Sainz permaneceu quase uma hora com o terceiro lugar ameaçado. A FIA absolveu o espanhol após investigá-lo por uso irregular do DRS na bandeira amarela. A McLaren comemorou o primeiro pódio do piloto na carreira em post nas redes sociais.

Fórmula 1