PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Como Hamilton chegou a seu auge físico deixando de comer carne

Hamilton tem como meta a longo prazo se tornar vegano - Clive Mason/Getty Images
Hamilton tem como meta a longo prazo se tornar vegano Imagem: Clive Mason/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

31/10/2017 04h00

Antes do GP de Cingapura, no dia 17 de setembro, Lewis Hamilton colocou em prática uma decisão importante que tomou: a de parar de comer todo tipo de carne. Depois disso, ele engatou três vitórias em cinco corridas (além de um segundo lugar) e agora comemora seu quarto título na Fórmula 1, desfrutando do que ele classifica como seu auge mental e físico.

O piloto inglês já havia cortado a carne vermelha de seu cardápio havia dois anos. Também havia tentado, sem sucesso, eliminar frango e peixe. Essa etapa, contudo, só foi cumprida no mês passado. E Hamilton parece bastante satisfeito com o resultado.

“Eu me sinto como nunca me senti antes, física e mentalmente. Durante todo o ano me senti bem mentalmente, mas o meu físico agora deu um salto adiante e isso se deve à decisão que tomei de mudar minha dieta”, analisou o piloto depois de sua vitória no GP dos Estados Unidos, no último dia 22.

Hamilton afirma que teve duas grandes motivações para dar esse passo: ideologia e saúde. Ao pesquisar conteúdos sobre os processos envolvidos na produção de carnes e nos efeitos disso para o meio ambiente, o inglês diz ter encontrado o que faltava para mudar a comida que coloca no seu prato.

“Como seres humanos, o que estamos fazendo com o mundo... A poluição vinda da produção de vacas é incrível. E a crueldade [com os animais] é horrível. Não quero apoiar isso e quero ter uma vida saudável”, justificou o inglês.

Diante da grande exigência física para pilotar um carro na Fórmula 1, Hamilton afirmou que a mudança só lhe trouxe benefícios. No entanto, ele projetou mais dificuldades ao fim da temporada, quando não terá a estrutura da Mercedes para elaborar seus cardápios e precisará encarar “um teste real”.

Mesmo assim, o piloto também já avisou que gostaria de não só eliminar todo tipo de carne de seu prato, como também cortar a proteína de origem animal, tornando-se vegano. Esse passo, porém, ainda não foi dado.

“Acho que esse é o caminho certo. E dividindo isso com as pessoas que me acompanham talvez eu vá encorajar algumas delas a fazer a mesma coisa”, completou Hamilton.

Fórmula 1