PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Em primeiro duelo com Hamilton, Vettel diz ter se sentido de mãos atadas

Lewis Hamilton e Sebastian Vettel se cumprimentam após o treino classificatório para o GP do Japão - AFP PHOTO / Kazuhiro NOGI
Lewis Hamilton e Sebastian Vettel se cumprimentam após o treino classificatório para o GP do Japão Imagem: AFP PHOTO / Kazuhiro NOGI

Julianne Cerasoli

Do UOL, na Cidade do México (MEX)

28/10/2017 04h00

A temporada de 2017 da Fórmula 1 foi a primeira em que se viu um duelo que há muitos anos era esperado, entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel. Porém, depois de liderar a maior parte do campeonato, o alemão acabou perdendo contato com um acidente em Cingapura e duas quebras nas corridas seguidas, e o prometido duelo acabou se tornando um campeonato que deve ser conquistado por antecipação pelo inglês.

Por conta disso, Vettel lamenta que a briga não tenha sido como ele esperava.

“Eu discordo de usar o verbo lutar. Acho que, em algumas corridas, eu simplesmente não tive chance de lutar e isso foi ruim. Nos machuca muito. Mas nas corridas em que conseguimos lutar, acho que fomos muito bem. Foi bom ter a chance nos Estados Unidos e tomara que nós consigamos ter três outras brigas verdadeiras na parte final da temporada.”

Vettel e Hamilton estão no México, onde disputam a antepenúltima etapa do campeonato. O inglês tem grandes chances de ser campeão já neste final de semana, precisando chegar pelo menos em quinto lugar na prova que tem classificação neste sábado a partir das 16h pelo horário de Brasília e largada, no domingo, às 17h.

Fórmula 1