PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Ex-F1, Raul Boesel vira vendedor de coxinhas nos Estados Unidos

Piloto, com passagens por March e Ligier na F1, vive nos EUA há 30 anos - Manuela Scarpa/Foto Rio News
Piloto, com passagens por March e Ligier na F1, vive nos EUA há 30 anos Imagem: Manuela Scarpa/Foto Rio News

Do UOL, em São Paulo

14/12/2016 19h41

O piloto Raul Boesel decidiu se aventurar em uma nova empreitada. Desde o segundo semestre de 2016, Boesel é sócio de uma rede de restaurantes de coxinhas nos Estados Unidos, que conta inclusive com um food truck.

Em entrevista ao Programa Amaury Jr., na RedeTV!, Boesel deu detalhes a respeito de sua novidade no estado da Flórida. O ex-piloto de Fórmula 1 e Fórmula Indy mora nos EUA há quase 30 anos, e decidiu “contribuir” com o empresário Wagner Zaratin na empresa.

“Meu sócio [Zaratin] e eu estávamos conversando. Ele compartilhou comigo e eu disse: 'Quero ser seu sócio'. Achei que poderia contribuir. Gostei muito da ideia”, disse o paranaense, que entrou na aventura há três meses.

Em entrevista a Amaury Jr (foto), Boesel deu detalhes a respeito da empreitada na Flórida - Divulgação - Divulgação
Em entrevista a Amaury Jr (foto), Boesel deu detalhes a respeito da empreitada na Flórida
Imagem: Divulgação
Segundo Boesel, a aposta em Orlando visava atender ao público de várias nacionalidades que visitam ou moram na cidade, um dos principais polos de atração turística nos Estados Unidos.

“Aqui é uma cidade internacional, não tem só a nacionalidade americana. Pessoas de todo o mundo vêm para cá, então ele [o negócio] vai ser apresentado não só pra quem já vive aqui”, disse o piloto.

Zaratin, por sua vez, defendeu a escolha de coxinhas na negociação – para ele, uma quebra de paradigma. “Vender coxinha não é coisa de gente simples. Não importa o projeto: se você faz ele com planejamento, tem tudo pra dar certo”, aposta.

A empresa apostou inicialmente em lojas físicas para vender a iguaria. Entretanto, a partir da entrada de Boesel na sociedade, colocou na rua um food truck para atingir o público. “Montamos a fábrica e precisávamos ter algo móvel, que chegasse até onde as pessoas estão para levar as coxinhas”, contou.

Boesel esteve na Fórmula 1 em 1982 e 1983, correndo pelas equipes March e Ligier. Sem pontuar, teve como melhor desempenho o sétimo lugar no GP dos EUA (Oeste) de 1983. Entre 1985 e 2002, correu nos monopostos americanos, entre Fórmula Indy (unificada), Cart e IRL (separadas).

Quer receber notícias da F1 de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Fórmula 1