PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Pilotos se unem e pedem mudanças aos dirigentes da F-1: 'Obsoleta e doente'

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

23/03/2016 12h05

Descontente com os rumos da Fórmula 1, a Associação dos Pilotos, em carta assinada por Sebastian Vettel, Jenson Button e o presidente e ex-piloto da categoria Alex Wurz, cobraram o estabelecimento de uma nova forma de tomada de decisão.

A posição oficial foi tomada após uma série de críticas dos próprios pilotos à maneira como as mudanças na categoria têm sido impostas. Apesar do descontentamento ser antigo, o estopim da crise foi a alteração do formato de classificação sem que equipes ou pilotos fossem consultados. Após a desastrosa estreia na Austrália, quando o grid já estava formado com quatro minutos para o final, o novo sistema foi alterado.

“Os pilotos chegaram à conclusão de que o processo decisório no esporte é obsoleto e trata-se de uma estrutura doente, que impede que sejam feitos progressos”, disseram os pilotos no documento. “Inclusive, isso pode criar o oposto, travar o grid. Isso reflete negativamente em nosso esporte, impede que ele seja adequado para a nova geração e compromete um crescimento futuro”.

Os pilotos prosseguiram dizendo que pedem “que os donos e acionistas da Fórmula 1 considerem reestruturar seu sistema de governo. As direções e decisões futuras da Fórmula 1, a curto ou longo prazo, técnicas, esportivas ou econômicas, deveriam estar baseadas em um plano claro. Este plano deve refletir os princípios e valores da categoria.”

São várias as questões que têm gerado discordâncias na categoria nos últimos meses, desde a introdução de novas regras para deixar os carros mais rápidos a partir de 2017, gerando a desconfiança de que as ultrapassagens se tornarão ainda mais difíceis, até a adoção de algum tipo de proteção para a cabeça dos pilotos também a partir do próximo ano.

Fórmula 1