PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Temporada da F-1 acabou de começar. Mas três regras já ficaram pelo caminho

GP de abertura da temporada foi vencido por Nico Rosberg - Jason Reed/Reuters
GP de abertura da temporada foi vencido por Nico Rosberg Imagem: Jason Reed/Reuters

Do UOL, em São Paulo

20/03/2016 12h00

Uma corrida movimentada, com muitas variáveis estratégicas, a Ferrari ameaçando de fato a Mercedes e um acidente espetacular acabou desviando a atenção do que vinha sendo um final de semana desgastante para a Fórmula 1: das três grandes mudanças de regras propostas para esta temporada, duas ficaram pelo caminho mesmo antes das luzes vermelhas se apagarem em Albert Park. E uma terceira novidade simplesmente sumiu do mapa.

A grande fonte de críticas foi a nova classificação, disputada em sistema de eliminação a cada 90 segundos. Sem pneus novos para ir à pista na parte final do treino, os pilotos permaneceram nos boxes e a pole position foi definida mais de 3 minutos antes da bandeirada.

O sistema foi muito criticado por equipes e pilotos, que reclamaram muito por não terem sido consultados sobre a mudança, decidida semanas antes do início do campeonato pela Federação Internacional de Automobilismo. Menos de 24h depois, os dirigentes e times decidiram voltar ao sistema antigo, utilizado há 10 anos, em que os pilotos são eliminados em grupos no Q1 e no Q2 e disputam a pole position nos minutos finais, no Q3. O retorno vai acontecer já na próxima etapa, no Bahrein, daqui a duas semanas.

A segunda alteração nas novas regras foi um relaxamento em relação às restrições da comunicação entre engenheiro e piloto. Temendo que a proibição de dar dados sobre estratégia engessasse as corridas, comunicações deste tipo foram liberadas, o que acabou sendo importante para que o GP da Austrália fosse mais movimentado.

Já a terceira regra que ficou para trás foi a eleição do piloto do dia, que seria feita por meio das mídias sociais com o público. O vencedor seria anunciado ao final da prova. Porém, nada foi divulgado pela FIA nem durante a transmissão, nem depois da corrida. Não houve nenhuma explicação oficial para a novidade ter sido deixada de lado.

Fórmula 1