PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Massa não é o único. Relembre pilotos que deixaram a F1 e depois voltaram

Do UOL, em São Paulo

18/01/2017 04h00

  • Charles Coates/Getty Images

    Kimi Raikkonen

    O finlandês é um dos casos mais recentes de quem deixou a F1 por algum tempo. Ele saiu da Ferrari em 2009 e se aventurou em outras categorias, mas em 2012 estava de volta pela Lotus, antes de reassumir seu posto na Ferrari.

  •  AFP PHOTO / YASUYOSHI CHIBA

    Michael Schumacher

    O maior campeão da história da categoria se despediu da F1 em 2006, dono de sete títulos. Em dezembro de 2009, anunciou seu retorno para pilotar o carro da Mercedes, equipe que defendeu pelas três temporadas seguintes, mas sem o mesmo brilho do passado. Maior recordista de títulos, vitórias e pole positions, despediu-se sem vencer pela equipe germânica.

  • Roger Gould/Getty Images

    Alain Prost

    Uma das lendas da Fórmula 1, o francês Alain Prost tirou um ano sabático em 1992, deixando a Ferrari depois de criticar publicamente o carro. Ele voltou à F1 em 1993, na Williams, e conquistou seu quarto título antes de se despedir definitivamente da categoria.

  • Antonio Scorza/AFP

    Nigel Mansell

    Mansell deixou a Fórmula 1 logo depois de ser campeão pela Williams em 1992, indo para a IndyCar (também foi campeão por lá). Logo na sequência, em 1994, ele desistiu da aposentadoria na F1 para fazer algumas provas pela Williams. Mansell ainda chegou a defender a McLaren, sem sucesso.

  • Mike Powell/Allsport

    Niki Lauda

    Tricampeão, Lauda saiu da categoria em 1979, desanimado com o rendimento ruim na temporada e motivado a cuidar dos negócios que abrira, entre eles uma companhia aérea. Mas um convite da McLaren em 1982 o levou de volta à F1, na qual faturou o terceiro título em 1984.

  • Chris Gardner/AP

    Mario Andretti

    O caso de Mario Andretti é bem específico. Isso porque ele não chegou a deixar a Fórmula 1 definitivamente. De 1968 a 1974, disputou corridas esporádicas sem fazer uma temporada inteira. A exceção foi 1973, em que ele se afastou da categoria. O retorno em 1974, no entanto, o animou a fazer seu primeiro ano completo em 1975, decisão que lhe rendeu o título de campeão em 1978.

  • Getty Images

    Alan Jones

    Campeão da F1 em 1980, o australiano Alan Jones voltou atrás em sua aposentadoria da categoria duas vezes, dividindo sua trajetória em três passagens. Nos dois retornos, no entanto, ele não conseguiu chegar a nenhum pódio.

  • AP

    Phil Hill

    Único piloto nascido nos EUA a ser campeão da F1, Phil Hill, dono do título de 1961, ficou na categoria de 1958 a 1964. Ele havia saído da F1 na sequência e tentou um retorno em 1966, pela nova equipe Anglo American Racers. Hill, porém, não conseguiu se classificar para o GP da Itália e então desistiu oficialmente da categoria.

Fórmula 1