PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rodolfo Rodrigues: Vasco e Cruzeiro devem ficar mais um ano na Série B

Cano, do Vasco, e Bruno Silva, do Avaí, disputam a bola em jogo na Ressacada, na Série B do Brasileiro - R.Pierre/AGIF
Cano, do Vasco, e Bruno Silva, do Avaí, disputam a bola em jogo na Ressacada, na Série B do Brasileiro Imagem: R.Pierre/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

07/09/2021 09h54

Depois de ficar apenas no empate com o Brasil de Pelotas, 19º colocado, em casa, o Vasco voltou a tropeçar e perdeu para o Avaí por 3 x 1 nessa segunda-feira. O resultado deixou o time do técnico Lisca com apenas 32 pontos em 23 jogos, na 9ª colocação, e 46,4% de aproveitamento.

Sem conseguir engatar uma boa sequência, o Vasco está a 6 pontos do Goiás, o 4º colocado, na zona de acesso à Série A de 2022, mas com 2 jogos a mais. Na atual situação, o time carioca tem hoje apenas 9,7% de chance de voltar à primeira divisão segundo o site Chance de Gol.

Em 2020, o Cuiabá, 4º colocado, garantiu sua vaga no Brasileirão 2021 com 61 pontos na Série B de 2020. Para alcançar essa pontuação, o Vasco vai precisar de 29 pontos em 15 jogos (45 pontos em disputa), ou 64,4% de aproveitamento. O time precisaria vencer pelo menos metade dos jogos. Situação que parece distante pelo fraco futebol apresentado pelo time de Lisca que tem a 4ª pior defesa da competição com 27 gols sofridos.

Já o Cruzeiro, que ainda não perdeu sob o comando do técnico Luxemburgo (3 vitórias e 3 empates), tem pela frente nesta terça-feira (7) o Goiás, em Goiânia, em jogo da 22ª rodada. Com apenas 25 pontos e 39,7% de aproveitamento, a Raposa ocupa a 15ª colocação e está 2 pontos à frente do Vitória, o primeiro time da zona do rebaixamento com 23 pontos.

Segundo o Chance de Gol, o Cruzeiro tem somente 0,8% de probabilidade de acesso à Série A de 2022. Para alcançar os 61 pontos do Cuiabá de 2020, o time de Luxa precisa de 36 dos 51 pontos em disputada ou 70,5% de aproveitamento. Uma chance praticamente nula. Hoje, a realidade do Cruzeiro é que ele precisa lutar para ficar pelo terceiro ano seguido na Série B. Sua chance de rebaixamento para a Série C é de 13% e pode aumentar em caso de derrota para o Goiás, o 4º colocado.

Na Série B com mais grandes na história (Vasco, Cruzeiro e Botafogo) e também com mais ex-campeões (tem ainda Guarani e Coritiba na disputa), a probabilidade maior é que apenas um desses grandes volte à Série A em 2022 — o Botafogo do técnico Enderson Moreira. Vasco e Cruzeiro, para desespero de suas enormes torcidas, caminham firme para ficar longe da elite do Brasileirão.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL