PUBLICIDADE
Topo

Milton Neves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Secar o Palmeiras na Libertadores é uma grande dureza!

Gustavo Scarpa, do Palmeiras, comemora seu segundo gol diante do Dep. Táchira, pela Libertadores - Marcello Zambrana/AGIF
Gustavo Scarpa, do Palmeiras, comemora seu segundo gol diante do Dep. Táchira, pela Libertadores Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Milton Neves

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

24/05/2022 23h20

Palmeiras 4 x 1 Deportivo Táchira

É chover no molhado, eu sei.

Mas o que posso fazer se o Palmeiras novamente jogou pela Libertadores e de novo goleou?

Só dá para elogiar!

Elogiar a organização interna promovida por Paulo Nobre, tendo sequência com Mauricio Galiotte e Leila Pereira; o grupo muito bom de jogadores do Verdão; e, é claro, o espetacular trabalho realizado por Abel Ferreira.

Não existe atalho para o sucesso, gente.

E o Palmeiras subiu, degrau por degrau, desde o seu último rebaixamento, em 2012, até o patamar atual.

Por isso fica cada dia mais difícil para o rival secar o Verdão na Libertadores.

Vai dormir toda terça ou quarta com uma raiva danada (risos).

Mas agora tem o seguinte, hein: com essa campanha fantástica, a cobrança será enorme em cima do Verdão na segunda fase da Libertadores.

Tem até gente falando por aí que o "mínimo" que o Alviverde pode conseguir é o título!

Você concorda com isso?

Está tão no "papo" assim?

Opine!