PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ciclista é banida por seis anos por ter motor escondido na bicicleta

Femke Van der Driessche foi suspensa e multada pela UCI - AFP / Belga / YORICK JANSENS
Femke Van der Driessche foi suspensa e multada pela UCI Imagem: AFP / Belga / YORICK JANSENS

Do UOL, em São Paulo

26/04/2016 11h20

A ciclista belga Femke Van den Driessche, de 19 anos, tornou-se a primeira atleta punida por um caso de "doping mecânico". Ela foi banida do esporte por seis anos por esconder um motor elétrico em sua bicicleta.

O motor foi descoberto em janeiro, durante uma competição. Todos os resultados da atleta desde outubro de 2015 foram anulados, e ela está obrigada a devolver todo o dinheiro de premiação e medalhas.

A União dos Ciclistas Internacional (UCI) confirmou a punição, além de uma multa de 14 mil libras (cerca de R$ 72 mil). A pena vale a partir do ano passado, e terminará em 10 de outubro de 2021.

O motor secreto estava escondido dentro de uma bicicleta reserva de Van der Driessche e foi encontrado por inspetores da UCI usando um scanner especial. A peça era ativada por Bluetooth e melhorava o desempenho da atleta nas provas.

Em sua defesa, a belga alegou que a bicicleta era de um amigo e que estava em seu pit por engano. Ela já anunciou que não deve voltar a competir.

Esporte