PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Rival de Tyson atuou em Matrix, ganhou agrado de Putin e foi rapper

Roy Jones Jr. em aparição no filme Matrix - Reprodução/Matrix
Roy Jones Jr. em aparição no filme Matrix Imagem: Reprodução/Matrix

Do UOL, São Paulo (SP)

25/11/2020 04h00

No próximo sábado (28), Mike Tyson (54) enfrenta Roy Jones Jr (51) em uma luta de exibição, no Staples Center, em Los Angeles, nos Estados Unidos. O rival de Tyson acumula oito títulos mundiais em quatro categorias diferentes: pesado, meio-pesado, médio e super-médio e foi medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Seul-1988, na Coreia do Sul.

Além do legado dentro do esporte, Roy Jones Jr tem aparições curiosas fora dos ringues: ele atuou na franquia de filmes Matrix, ganhou cidadania russa do próprio presidente Vladimir Putin e nas horas vagas já foi rapper.

Roy Jones rapper

Há 19 anos, ele lançou seu álbum de estreia com o título "Round One: The Album" — "Primeiro Round: o Álbum", em tradução livre. Logo após isso, ele formou o grupo de hip hop Body Head Bangerz, que com a música 'Can't Be Touched" chegou ao Top 40 de músicas mais tocadas nos Estados Unidos na época.

Roy Jones ator

Ainda no ramo do entretenimento, Roy Jones Jr. bebeu da água da fonte de Hollywood. Em 1997, ele fez uma aparição no filme Advogado do Diabo, ao lado de Keanu Reeves e Al Pacino. Em Matrix, o ex-lutador participou do segundo filme da franquia, Matrix: Reloaded. Outras produções recentes que tiveram a contribuição do astro foram Creed II e Nocaute.

Roy Jones russo

Outro fato curioso de Roy é que ele tem cidadania russa. Em 2015, ele viajou para a Crimeia para um encontro com o presidente da Rússia, Vladimir Putin. O ex-boxeador pediu ao líder russo a cidadania do país para seguir seus interesses comerciais. A ideia de Roy era treinar lutadores amadores do país.

Roy 2 - REUTERS - REUTERS
Imagem: REUTERS

Na época, Jones Jr afirmou se sentir mais valorizado na Rússia do que no seu próprio país, por isso ele optou por essa decisão. Putin aceitou a proposta do veterano de 51 anos — que prometeu aprender o idioma e abrir escola de boxe no país para treinar atletas em ascensão.

Esporte