PUBLICIDADE
Topo

Marina Mathey

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Travestis continuam sendo assassinadas, e vocês estão fazendo o quê?

iStockphoto/Arte/UOL
Imagem: iStockphoto/Arte/UOL
Marina Mathey

Marina Mathey é cantora, atriz e diretora. Multiartista e militante pelos direitos de pessoas trans, apresenta uma coluna com conteúdos relacionados a arte, questões sóciopoliticas e acontecimentos gerais, propondo ensaios com provocações para transver o mundo a partir de uma perspectiva não-hegemônica e inquieta.

30/06/2021 06h00

*Se você é uma pessoa trans ou LGBT em geral, o texto a seguir pode conter gatilhos de violência. Essa coluna é direcionada às pessoas cisgênero, heterossexuais, em suma as brancas. Me espanta o silêncio de vocês perante a realidade em que vivemos.

"A mulher trans de 33 anos que teve 40% do corpo queimado, após um adolescente ter ateado fogo nela, teve o braço esquerdo amputado durante uma cirurgia na noite do sábado (26). A amputação foi necessária devido à gravidade dos ferimentos, segundo o Hospital da Restauração, onde ela está internada desde que foi vítima da tentativa de homicídio, na madrugada da quinta-feira (24/06/2021). Segundo o boletim de ocorrência, testemunhas do crime disseram à Polícia Militar que um adolescente estava com Roberta, que é moradora de rua, em um barraco de lona e ateou fogo no corpo dela."

"Uma travesti, de 44 anos, foi encontrada morta em uma estrada vicinal no município de Rio Brilhante, no Mato Grosso do Sul, a 150 km de Campo Grande, com parte da cabeça esmagada, além de várias facadas espalhadas por todo o corpo." (2018)

"Após agressões com chutes e golpes de pau, a travesti Dandara dos Santos foi assassinada a tiros, segundo o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, delegado André Costa. Os dois suspeitos de atirar em Dandara foram presos, conforme o secretário. Também foram apreendidos três adolescentes que aparecem no vídeo agredindo a vítima, e um sexto suspeito está foragido." (2017)

"Juiz Kenichi Koyama, da 11ª Vara de Fazenda Pública do Foro Central, entendeu que o Estado foi omisso no caso Laura Vermont. Ela tinha 18 anos (em 2015) e morreu após ser espancada por rapazes na Zona Leste de São Paulo. Antes da morte, policiais a agrediram e atiraram nela."

"Mais uma travesti foi assassinada em Roraima. Até ontem sem identificação, e encontrada dentro de um saco de estopa, o IML afirmou na tarde desta terça-feira que o corpo é da estudante Letícia, de apenas 17 anos. A vítima foi morta por asfixia, de acordo com o laudo médico." (2020)

"As câmeras de segurança de um edifício da W3 Norte, de acordo com o Correio Braziliense, flagraram as imagens do momento em que a travesti Ana Clara Lima de apenas 36 anos foi assassinada em Brasília." (2020)

"Com pauladas, uma travesti foi assassinada em Barra Mansa, Sul do Rio de Janeiro, na sexta-feira. De acordo com a Polícia Militar, Aysla Souza tinha apenas 19 anos de idade. A vítima foi encontrada com o rosto desfigurado dentro de uma casa." (2019)

"A adolescente trans Keron Ravach, de 13 anos, assassinada a pauladas, chutes e socos em Camocim, Região Norte do Ceará, foi morta por cobrar uma dívida de R$ 50 por um encontro sexual que teve com o suspeito, de 17 anos. A vítima foi encontrada morta em um terreno baldio no Bairro Apossados." (2021)

"A travesti Índia foi assassinada com tiros na cabeça e um disparo no ombro esquerdo na rua Climério Montanha, em Salvador, por volta das 4h30 da madrugada." (2018)

"Em Goiânia (Goiás), no bairro do Jardim América, uma trans de 47 anos foi mais uma vítima dessas estatísticas de violência transfóbica fatal. O corpo foi localizado no próprio quarto e tudo indica que o crime — feito com uma arma branca — tenha acontecido na madrugada de domingo". (2020)

"Um homem de 40 anos, apontado pela Polícia Civil como responsável pela morte de uma travesti, assassinada em junho de 2018, foi preso nesta quarta-feira. A Polícia Militar informou que ele foi preso na casa onde morava com os pais em Unamar, no distrito de Tamoios. Ele também é apontado como assassino de uma outra mulher cis, na mesma época do primeiro crime. Além disso, ele teria, ainda, tentado matar a travesti Kelly, em agosto de 2018. Kelly foi a única que sobreviveu. De acordo com os depoimentos, ele usava drogas e procurava as vítimas para ter relações sexuais e, quando voltava à sobriedade, ele se arrependia e ia atrás delas para eliminá-las." (2019)

"Sabrina Santos Vidal foi assassinada a facadas dentro de casa, no dia 31 de dezembro de 2018. Ao expedir o mandado de prisão preventiva do suspeito, a delegada Ana Maria Mendes informou que o perfil é de um jovem violento. Além disso, adicionou que a motivação para o crime teria sido dinheiro."

"Rogéria Paiva era travesti, tinha 46 anos e foi assassinada a tiros no último sábado, dia 29 de dezembro. O crime aconteceu no município de Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza." (2018)

"Uma travesti de 27 anos foi assassinada na madrugada desta quinta-feira, em Lucena, Litoral Norte da Paraíba. O crime aconteceu na comunidade Carrapeta, por volta da meia-noite e meia. Ainda não se sabe os pormenores do caso, tampouco a motivação do crime. Contudo, segundo familiares da vítima, a travesti sofria uma série de ameaças. Conforme informado pela chefe de Medicina Legal do Instituto de Polícia Científica, Cristiane Helena, a perícia também constatou que não haviam marcas de arma branca e investiga espancamento como uma possível causa da morte." (2019)

"Madalena Leite, de 64 anos, foi encontrada morta por uma vizinha na noite de terça-feira (06/04) em Piracicaba (SP). Leite ficou conhecida por ser a primeira vereadora travesti eleita na cidade, em 2012, pelo PSDB. Segundo a Polícia Militar, o corpo da ex-vereadora foi encontrado com sinais de violência na cabeça e estava no sofá da sala da residência." (2021)

"Anderson Aparecido dos Santos Pires, 28; Kenny Roger Fioravante Pereira, 26, e José Mauro Lopes da Silva, 25, estão detidos como suspeitos de crime em Londrina (PR). De acordo com testemunhas, eles são os responsáveis pela morte de Scarlety Mastroianny, 35. Ela era uma travesti, foi agredida e esfaqueada na madrugada de 10 de dezembro." (2018)

"A travesti Xaynna Shayuri Morganna, ou Lili, conhecida por sua militância pela causa LGBT, foi morta no último domingo, na cidade de Cachoeira, localizada no recôncavo baiano. De acordo com o delegado Eduardo Coutinho, a travesti foi atacada por três homens quando estava à beira do Rio Paraguaçu, os autores do crime estavam armados, que chegaram ao encontro da vítima de carro. Ao chegarem no local desceram do veículo e atiraram contra a travesti por diversas vezes." (2017)

"Depois de matar e arrancar o coração de uma travesti utilizando uma garrafa de vidro, o desempregado Caio Santos de Oliveira, de 20 anos, colocou uma imagem de Nossa Senhora Aparecida sobre o tórax da vítima. O autor do crime afirmou nesta segunda-feira que matou a travesti, que era dona de um bar, por ter ouvido um "chamado de Deus" e dizer que ela era "o demônio". O órgão foi encontrado enrolado em um pano em um guarda-roupa na casa de Oliveira, a alguns metros do bar." (2019)

Esses são apenas alguns dos assassinatos de travestis que ocorreram no Brasil nos últimos anos. Sempre com requintes de crueldade. Se você não se revolta com casos absurdos e recorrentes como esses, você também é responsável por essas mortes.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL