PUBLICIDADE

Topo

Pensando em comprar máscara PFF2/N95? Saiba o que é e como usar

Buscas por máscaras PFF2 e N95 cresceram no Google por causa da preocupação com a variante ômicron - Getty Images
Buscas por máscaras PFF2 e N95 cresceram no Google por causa da preocupação com a variante ômicron Imagem: Getty Images

Danielle Sanches

De VivaBem, em São Paulo*

07/12/2021 13h50Atualizada em 07/12/2021 14h18

Após meses de queda na procura, as máscaras do tipo PFF2/N95 voltaram a ser objeto de busca pelos brasileiros. Uma pesquisa do Google apontou que o modelo é o tipo de máscara mais pesquisado no país, e as consultas por parte dos internautas subiram 35% na última sexta-feira (3), comparado a uma semana antes.

O aumento nas buscas está diretamente ligado ao surgimento da variante ômicron. Em 26 de novembro, a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou a nova cepa do novo coronavírus como uma variante de "preocupação".

Se você está pensando em comprar máscaras desse tipo para se proteger, confira a seguir algumas sugestões. Mais abaixo, veja as dúvidas mais frequentes sobre esse modelo.

Máscara PFF2 (1 unidade) - 3M

Preço: R$ 9,90

Kit com 5 unidades PFF2 - Alliance

Preço: R$ 19,37

Kit com 10 unidades PFF2 - SuperSafety

Preço: R$ 24,90

Kit com 10 unidades PFF2 - 3M

Preço: R$ 34,99

Kit com 50 unidades PFF2 - SuperSafety

Preço: R$ 83,10*

O que é uma máscara PFF2/N95?

É uma máscara com poder de filtragem maior que as cirúrgicas. A sigla significa Peça Facial Filtrante e ela é considerada um EPI (Equipamento de Proteção Individual), sendo muito usada por profissionais da saúde.

Também chamadas de respiradores, as máscaras PFF2 cobrem nariz e boca, "vedando" o rosto. Isso quer dizer que, além de reter as gotículas, ele ainda protege o usuário de aerossóis (partículas minúsculas que ficam suspensas no ar por alguns minutos) contendo o vírus (além de bactérias e fungos) que possam estar no ambiente.

Importante: a sigla PFF2 é brasileira; nos EUA, ela é conhecida como N95. Já na Europa, ela é chamada de FFP2.

Por que a PFF2 protege mais?

Por dois motivos: primeiro, ela tem uma capacidade de filtragem maior, atraindo e "prendendo" as partículas contaminadas no filtro por meio de ação eletrostática.

Segundo porque a PFF2 tem um ajuste melhor no rosto, com aro para ajustar a vedação da peça, impedindo que as partículas contaminadas entrem por meio do espaço entre o nariz e os olhos —o que pode acontecer com as máscaras cirúrgicas ou as de tecido, por exemplo.

Em quais situações é melhor usar?

A PFF2 deve ser usada quando for absolutamente necessário estar em locais com pouca ventilação e/ou aglomeração de pessoas. Exemplos: transporte público, avião, mercados, ambientes hospitalares, escolas, etc.

Os especialistas, no entanto, ressaltam que a máscara não elimina 100% dos riscos. O melhor, mesmo, é evitar sair de casa sempre que for possível.

Devo limpar a máscara com álcool ou lavar com sabão?

Não. Nunca! Assim como a máscara cirúrgica, esses produtos interferem na camada de filtragem da máscara, comprometendo a proteção. Por isso, é proibido lavar com sabão, passar pano úmido com desinfetante (ou qualquer outro produto) ou borrifar álcool.

Posso reaproveitar minha máscara PFF2?

Sim. Basta deixar a máscara "descansando" em local arejado —pode ser até no varal, mas sem sol direto— entre 3 a 7 dias após o uso. É recomendado descartar caso ela esteja rasgada ou com aspecto envelhecido.

Fontes: Beatriz Klimeck, doutoranda em saúde coletiva na UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), idealizadora do perfil "Qual Máscara?" no Instagram e no Twitter; e João Prats, médico infectologista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo; CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças) dos EUA; e Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

*Os preços foram checados em 7 de dezembro de 2021. Pode ser que eles variem com o tempo.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelos links recomendados neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.