Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Movimento

5 motivos para não parar de treinar no período menstrual

Malhar durante a menstruação garante bem-estar  - iStock
Malhar durante a menstruação garante bem-estar Imagem: iStock

Daniel Navas

Colaboração para o UOL VivaBem

28/09/2018 04h00

Os dias antes e durante a menstruação quase sempre deixam em um dilema as mulheres que gostam de fazer atividade física: treinar normalmente, pegar mais leve ou ficar em casa? Isso porque a oscilação hormonal nesse período provoca uma série de alterações no organismo e é normal se sentir indisposta, inchada, com dores pelo corpo e uma sensação de fraqueza.

"A taxa de estrógeno, hormônio relacionado à disposição, ao sono e ao relaxamento, fica baixa em determinado período do ciclo menstrual e isso pode diminuir a energia para se exercitar", explica Marcos Tcherniakovsky, ginecologista e obstetra responsável pelo setor de videoendoscopia ginecológica e endometriose da Faculdade de Medicina da Fundação do ABC.

Mas vale a pena vencer o desconforto, a indisposição, vestir o top e ir malhar. A seguir, mostramos bons motivos para isso. 
 

VEJA TAMBÉM:

1. Emoções em equilíbrio

Não pense que fazer esforço físico nesse momento vai acabar aumentando o mal-estar. Pelo contrário: os exercícios colaboram para minimizar o mau humor e a irritação característicos do período menstrual, pois liberam serotonina e endorfina, neurotransmissores ligados à sensação de bem-estar.

"A atividade física também atua no balanço de uma série de outras substâncias (como progesterona e aldosterona), que ajudam a eliminar o excesso de líquido que provoca inchaço e desconforto", explica Eduardo Vieira da Mota, ginecologista do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.


2. Cólicas sob controle

Malhar estimula a vasodilatação, o que melhora a irrigação sanguínea nos músculos e alivia as contrações do útero, responsáveis pelas cólicasOs neurotransmissores liberados no exercício também têm ação analgésica, ou seja, aliviam dores e desconfortos.

3. É possível driblar a fadiga

A dança hormonal típica do período e a perda de sangue com o fluxo menstrual respondem pela sensação de fraqueza que muitas mulheres têm nesses dias. Com isso, malhar pode ser um tormento. Mas para não jogar a toalha, uma solução é reduzir a intensidade do treino, seja aeróbico ou de força. Dessa maneira, é possível manter a rotina de ginástica sem sofrer.

"É melhor realizar um treinamento adaptado do que não fazer nada", fala Tathiana Parmigiano, ginecologista do esporte do Comitê Olímpico Brasileiro. Se a mulher não perceber nenhum tipo de desconforto ou fadiga muscular antes ou durante a menstruação, pode seguir a rotina normal de atividade física e não precisa reduzir a carga do treinamento, claro.

4. Força depois vai estar a seu favor

No fim da primeira fase do ciclo menstrual ocorre o aumento do nível de estrogênio (que dura até a segunda fase, por volta do 12º dia), e é nesse momento que a mulher se sente mais forte. A dica é aproveitar para realizar treinos pesados. Até porque o período que se segue é marcado pela queda desse hormônio e o aumento da progesterona, responsável pela mudança de humor e retenção de líquidos.


5. Dá para garantir proteção no treino

Externo, interno, calcinha absorvente, coletor menstrual --que não sai do lugar quando você se movimenta. Para cada mulher existe um tipo de proteção, e todas elas são capazes de garantir proteção durante a atividade física. Então, não há desculpa para não malhar menstruada.

"Como é natural a região vaginal ficar ainda mais quente e úmida nesse período, vale a pena investir em leggings e shorts feitos com tecidos que permitam a evaporação do suor, como algodão, strech ou tecidos tecnológicos", sugere Silvia Gomyde Casseb, ginecologista, obstetra e médica do esporte do Hospital e Maternidade São Luiz, em São Paulo. Evite materiais sintéticos, que impedem a ventilação e favorecem a proliferação de fungos e bactérias causadores de corrimento e infecções. 

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook -Instagram - YouTube