PUBLICIDADE

Topo

Nova variante da covid-19 faz Reino Unido adiar reabertura total em um mês

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson - John Sibley/Reuters
O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson Imagem: John Sibley/Reuters

14/06/2021 15h23

LONDRES, 14 JUN (ANSA) - O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou nesta segunda-feira (14) que a reabertura total, programada inicialmente para o próximo dia 21 de junho, foi adiada para 19 de julho devido à disseminação da variante Delta do novo coronavírus Sars-CoV-2.

O premiê britânico pediu aos cidadãos "um último esforço" até que as regras de distanciamento social impostas para evitar a propagação da Covid-19 cheguem ao fim.

"Hoje eu não posso dizer que nós atingimos todos os critérios para seguir com a quarta etapa do plano de relaxamento no dia 21 de junho, creio que precisamos de mais tempo", disse Johnson durante pronunciamento oficial em Downing Street.

O premiê afirmou que o país precisará aprender a conviver com o vírus. "Ao sermos cautelosos agora, teremos a oportunidade nas próximas semanas de salvar milhares de vidas ao vacinarmos mais milhares de pessoas", acrescentou.

Segundo o primeiro-ministro, a medida foi tomada para que mais pessoas sejam vacinadas, já que durante este período será possível continuar a administrar as segundas doses anti-Covid.

O governo está bastante preocupado com o aumento das infecções no país, principalmente porque a variante Delta, inicialmente descoberta na Índia, pode ser cerca de 60% mais agressiva do que a variante dominante anterior. De acordo com Johnson, os casos da doença na Inglaterra estão crescendo em torno de 64% por semana.

Desde fevereiro deste ano, o Reino Unido está seguindo um plano gradual de flexibilização dividido em quatro etapas. Atualmente, bares, pubs e restaurantes podem funcionar, mas com capacidade limitada, e eventos também têm restrições de público. (ANSA)