Topo

Viagem

Roteiros internacionais


Guia de Buenos Aires: de shows de tango à parrillada, veja roteiro completo

Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Marcel Vicenti

Colaboração para o UOL

23/11/2019 04h00

A cidade que inspirou o tango "Mi Buenos Aires Querido", de Carlos Gardel, é também amada por legiões de turistas brasileiros.

Dançarinos de tango no Caminito - iStock
Dançarinos de tango no Caminito
Imagem: iStock
Nada que surpreenda: facilmente acessível desde diversas partes do território verde e amarelo (um voo direto desde Guarulhos dura apenas três horas), a capital argentina oferece atrativos que podem preencher tranquilamente muitos dias (ou algumas semanas) das férias de qualquer pessoa.

A metrópole portenha abriga paisagens históricas charmosas, alguns dos melhores museus da América Latina, uma vida noturna animada, um cenário gastronômico de dar água na boca e áreas verdes belíssimas.

São muitas opções de passeios por lá, que têm tudo para fazer da sua viagem uma experiência inesquecível. Aqui, apresentamos os principais pontos de interesse turístico de Buenos Aires. Escolha seus lugares favoritos e prepare sua jornada para a capital do nosso país "hermano".

O bairro de San Telmo é destino certo aos sábados, dia de feira nas ruas - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
O bairro de San Telmo é destino certo aos sábados, dia de feira nas ruas
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

O QUE FAZER

ARQUITETURA E HISTÓRIA

O Palacio Barolo, de 1923, já foi o edifício mais alto da América do Sul  - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
O Palacio Barolo, de 1923, já foi o edifício mais alto da América do Sul
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Casa Rosada
Na Plaza de Mayo, a sede do governo da Argentina é um dos edifícios mais famosos de Buenos Aires. Sua fachada tem estilos arquitetônicos ecléticos e o interior é aberto a visitas. Entre os lugares explorados pelos tours, está a sacada de onde Eva Perón fez seu histórico discurso para os trabalhadores em 1º de maio de 1952. Vai lá: Balcarce, 50. Site.

A Casa Rosada, sede do governo argentino, pode ser visitada em tours guiados - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
A Casa Rosada, sede do governo argentino, pode ser visitada em tours guiados
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Caminito
Fica na região de La Boca e encanta os turistas com seus edifícios coloridos, onde funcionam restaurantes, barzinhos e lojas de souvenires. Trata-se de uma via ideal para ser percorrida a pé e que é marcada por apresentações de tango ao ar livre e artistas de rua vendendo suas obras. O nome do lugar é uma homenagem ao tango "Caminito", dos anos 1920.

Cementerio de la Recoleta
Um cemitério pode ser uma atração turística? Em Buenos Aires, sim. Em uma das áreas mais nobres da da cidade, Cemitério da Recoleta atrai visitantes com seus túmulos de pessoas famosas e mausoléus suntuosos. Lá estão enterrados, por exemplo, Eva Perón (a Evita), o escritor Adolfo Bioy Casares, o ex-presidente Bartolomé Mitre e Luis Federico Leloir (prêmio Nobel de Química em 1970). Vai lá: Junín, 1760. Site.

O Cementerio de la Recoleta preserva os túmulos de famosos como Evita e o prêmio Nobel Luis Federico Leloir - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
O Cementerio de la Recoleta preserva os túmulos de famosos como Evita e o prêmio Nobel Luis Federico Leloir
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Palacio Barolo
Quando inaugurado em 1923, ganhou o título de edifício mais alto da América do Sul. Trata-se de uma obra arquitetônica lindíssima: parte de seu projeto tem inspiração em edificações famosas da Índia (como o Palácio dos Ventos, na cidade de Jaipur) e, no seu topo, a cerca de 100 metros de altura, existe um farol giratório. Vai lá: Avenida de Mayo, 1370. Site.

Floralis Genérica
Inaugurada em 2002, é uma escultura em forma de flor com mais de 20 metros de altura, feita com aço inoxidável e alumínio. A obra fica na Plaza de las Naciones Unidas e é hoje uma das imagens mais fotografadas de Buenos Aires. O monumento abre e fecha suas "pétalas" no decorrer do dia, em um interessante espetáculo para o público. Vai lá: Plaza de las Naciones Unidas.

A flor de aço e alumínio é uma das atrações mais fotografadas da cidade - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
A flor de aço e alumínio é uma das atrações mais fotografadas da cidade
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Catedral Metropolitana
Contruído entre os séculso 18 e 20, o templo tem estilo neoclássico e, em seu interior, abriga um museu dedicado ao papa Francisco - que, antes de ir para o Vaticano, foi arcebispo de Buenos Aires.Vai lá: Avenida Rivadavia com San Martín. Site.

Puente de la Mujer
Ela marca a paisagem da região de Puerto Madero e foi projetada pelo célebre arquiteto espanhol Santiago Calatrava. A obra, feita para pedestres, representa um casal dançando tango: seu mastro branco simboliza o homem e sua silhueta curva, a mulher. Vai lá: Gorriti Juana Manuela, 900.

Puente de la Mujer: projetada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Puente de la Mujer: projetada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Obelisco
Poucos monumentos são tão associados a Buenos Aires como o Obelisco, que marca a paisagem da gigantesca Avenida 9 de Julio.Trata-se de uma estrutura com quase 70 metros de altura que foi inaugurada em 1936, em celebração ao quarto centenário da primeira fundação da cidade.

ÁREAS VERDES

O Parque Centenário é um dos preferidos dos portenhos - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
O Parque Centenário é um dos preferidos dos portenhos
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Parque Tres de Febrero
Também conhecido como "Bosques de Palermo", é uma linda área verde que conta com um lago, gramados onde os portenhos se reúnem para tomar mate e áreas para praticar exercícios.Um dos destaques do parque é o Rosedal de Palermo, que abriga mais de 18 mil rosas. Em julho, quando começa a época da poda, os visitantes são presenteados com rosas pelos jardineiros. Na área também fica o Jardim dos Poetas, com dezenas de bustos de personagens como Dante Alighieri, William Shakespeare e Jorge Luis Borges. Vai lá: Avenida Sarmiento com Avenida del Libertador. Site.

O Rosedal de Palermo é um dos destaques do Parque Tres de Febrero - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
O Rosedal de Palermo é um dos destaques do Parque Tres de Febrero
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Parque Centenario
Um das áreas verdes mais populares de Buenos Aires, espalha-se por 12 hectares e tem paisagens desenhadas pelo célebre paisagista francês Carlos Thays. Na área central, há um lago com patos e peixes e um anfiteatro, que é palco para espetáculos no verão. Lá também existem diversas esculturas que merecem ser admiradas de perto, como "La Aurora", do francês Émile Peynot. Vai lá: Avenida Ángel Gallardo com Calle Río de Janeiro. Site.

Costanera Sur: opção para passeios de bike - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Costanera Sur: opção para passeios de bike
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Reserva Ecológica Costanera Sur
Com 350 hectares, é uma das principais áreas verdes de Buenos Aires. Trata-se de um lugar para fazer caminhadas, corridas, passeios de bicicleta, observação de pássaros e trilhas no meio de bosques de amieiros.
O local também oferece visão privilegiada para o rio da Prata e para os arranha-céus de Puerto Madero.Vai lá: Avenida Dr. Tristán Achával Rodríguez, 1550. Site.

Jardin Botánico
Ele se espalha por uma área de sete hectares e é dono de mais de 6.000 espécies vegetais. Este espaço foi aberto em 1898 e tem projeto paisagístico assinado pelo francês Carlos Thays. Em dias de sol, reserve um bom tempo para caminhar pelas trilhas e observar seus jardins, herbário e imponentes árvores. Vai lá: Avenida Santa Fe, 3951. Site.

Belas trilhas e jardins compõe o agradável Jardin Botánico de Buenos Aires - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Belas trilhas e jardins compõe o agradável Jardin Botánico de Buenos Aires
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Plaza San Martín
É considerada uma das praças mais antigas de Buenos Aires. Nesta área ocorreu, por exemplo, um importante combate armado durante a invasão inglesa 1807. Hoje, é um agradável espaço verde, pontuado por esculturas. Vai lá: Avenida Santa Fe com Avenida Maipú.

Plaza Micaela Bastidas
Belo espaço verde para na região de Puerto Madero. Com aproximadamente 5 hectares, tem setores interligados por escadarias e trilhas, ótimas para caminhadas. Vai lá: Avenida Calabria com Rosario Vera Peñaloza

Jardin Japonés
Este jardim foi inagurado em 1967, por ocasião da visita do então príncipe herdeiro Akihito, da família imperial japonesa. Trata-se de um pacífico espaço verde no meio da região de Palermo, com lago com carpas, pontes de estilo nipônico e um jardim que lembra o dos palácios de Kyoto. Nesta mesma área há também um restaurante de comida japonesa e um viveiro de bonsais. Vai lá: Avenida Casares, 3401. Site.

Lago com carpas e pontes de estilo nipônico são atração no Jardin Japonés  - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Lago com carpas e pontes de estilo nipônico são atração no Jardin Japonés
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Parque Mujeres Argentinas
Na região de Puerto Madero, tem paisagem formada por jacarandás, araucárias e magnólias. Em dias de sol, portenhos se sentam sob as árvores do parque para tomar mate e bater papo. Vai lá: Manso Juana, 900.

Parque Lezama
Fica na região de San Telmo e é um elegante espaço público. O parque é pontuado por esculturas e cortado por alamedas, constituindo um agradável ponto de descanso depois de bater perna por esta área turística. Vai lá: Avenida Paseo Colón com Avenida Brasil.

Parque Lenzama: agradável ponto de descando no tour por San Telmo - Ente de Turismo de Buenos Aires/Divulgação
Parque Lenzama: agradável ponto de descando no tour por San Telmo
Imagem: Ente de Turismo de Buenos Aires/Divulgação

Parque Rivadavia
É marcado por uma grande escultura de Simón Bolívar e por uma feira de livros que acontece todos os dias. Oferece extensos gramados para o público sentar em dias de calor e um lago artificial cercado por árvores. Vai lá: Avenida Rivadavia, 4800.

MUSEUS

A cidade é conhecida pela qualidade de seus museus, como o MALBA - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
A cidade é conhecida pela qualidade de seus museus, como o MALBA
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Museo de Arte Latinoamericano (Malba)
Parada imperdível no circuito de museus de Buenos Aires. Ele abriga cerca de 400 obras (entre pinturas, esculturas, fotografias e gravuras) de alguns dos mais importantes artistas latino-americanos do século 20. Faz parte de seu acervo, por exemplo, o quadro "Abaporu", da brasileira Tarsila do Amaral. Frida Kahlo, Diego Rivera, Jorge de la Vega e Lygia Clark são outros artistas que têm trabalhos expostos no Malba. Vai lá: Avenida Presidente Figueroa Alcorta, 3415. Site.

Museo Nacional de Bellas Artes reúne gênios da pintura e da escultura - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Museo Nacional de Bellas Artes reúne gênios da pintura e da escultura
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Museo Nacional de Bellas Artes
É um dos melhores lugares de Buenos Aires para entrar em contato com grandes gênios da pintura e da escultura. A instituição abriga obras de artistas como Picasso, Goya, Rodin, Rembrandt, Rubens, Renoir, Degas, Cézanne e Chagall.

Seu acervo também exibe o trabalho de importantissimos artistas argentinos, como Xul Solar, Cándido López, Lino Enea Spilimbergo e Prilidiano Pueyrredón. Além disso, exposições de fotografias e uma ala de arte andina fazem parte do espaço. Vai lá: Avenida del Libertador, 1473. Site.

Museo Histórico Nacional del Cabildo
Abrigado em um edifício da época colonial, tem acervo com objetos dos séculos 17 ao 20 que foram importantes para a história argentina, como o Regulamento de Milícias de 1801, um documento que explica como os cidadãos locais deveriam usar armas no caso de uma invasão da cidade. Vai lá: Bolívar, 65. Site.

Perto da Casa Rosada, o Cabildo está na rota dos passeios pelo Centro - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Perto da Casa Rosada, o Cabildo está na rota dos passeios pelo Centro
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Museo Bernardino Rivadavia
Inaugurado em 1823, é o mais antigo da Argentina. Ele foi fundado por Bernardino Rivadavia, à época Ministro do Governo da Província de Buenos Aires, e, hoje, realiza importantes exposições sobre paleontologia, geologia e o mundo dos anfíbios e répteis. Ele está localizado dentro do Parque Centenário. Vai lá: Avenida Ángel Gallardo, 490. Site.

Museo de Arte Contemporáneo (Macba)
Um dos melhores lugares para curtir arte contemporânea assinada por artistas argentinos e internacionais. O acervo conta com pinturas, fotografias e esculturas que costumam cativar o público com sua originalidade. Vai lá: Avenida San Juan, 328. Site.

Salão principal da Colección de Arte Amalia Lacroze de Fortabat - Divulgação
Salão principal da Colección de Arte Amalia Lacroze de Fortabat
Imagem: Divulgação
Colección de Arte Amalia Lacroze de Fortabat
Este museu abriga uma coleção privada de mais de 150 obras de arte, muitas delas assinadas por gênios celebrados ao redor do mundo, como Rodin, Warhol e Salvador Dalí.

Seu acervo também possui trabalhos assinados por artistas argentinos de grande renome, como Benito Quinquela Martín, Pérez Celis e Xul Solar. Vai lá: Olga Cossettini, 141. Site.

Museo de Arte Moderno de Buenos Aires
Localizado em um edifício que remete às construções industriais inglesas do século 19, este museu possui obras de grandes artistas argentinos das décadas de 1940, 50 e 60. Também exibe trabalhos de estrelas internacionais como Salvador Dalí, Pablo Picasso, Joan Miró e Henri Matisse. Vai lá: Avenida San Juan, 350. Site.

Obras de Salvador Dalí, Pablo Picasso e Joan Miró estão no Museo de Arte Moderno - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Obras de Salvador Dalí, Pablo Picasso e Joan Miró estão no Museo de Arte Moderno
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Museo del Cine Pablo Ducrós Hicken
Conta a história da evolução do prestigiado cinema argentino desde as últimas décadas do século 19 até hoje. Em exibição, há câmeras, projetores, enroladoras, copiadoras, moviolas, vestuários de filmes clássicos, maquetes e esboços cenográficos. Vai lá: Agustín Caffarena, 49. Site.

Museo River
Buenos Aires é uma cidade que respira futebol e há diversas atrações relacionadas ao esporte. Uma delas é o Museo River, que ocupa uma área de 3.500 m² e conta a história do clube River Plate. É possível ver de perto camisas de craques que passaram pelo time e ver numa espécie de cinema em 360º imagens da trajetória vitoriosa do time portenho. Vai lá: Avenida Presidente Figueroa Alcorta, 7597. Site.

Museo de la Pasión Boquense
Grande rival do River, o Boca Juniors também tem um interessante museu. No local, o público conhece a história dos títulos conquistados, vê camisetas oficiais de todas as épocas e passeia por uma seção dedicada a Diego Armando Maradona, torcedor fervoroso do Boca e que vestiu profissionalmente a camisa do clube. O museu fica dentro do estádio La Bombonera, cujas arquibancadas podem ser visitadas junto com o museu. Vai lá: Brandsen, 805. Site.

A visita ao museu do Boca Juniors inclui vista ao estádio La Bombonera - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
A visita ao museu do Boca Juniors inclui vista ao estádio La Bombonera
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Museo del Holocausto
Lar de uma grande comunidade judaica, Buenos Aires possui um museu dedicado a contar a história e os horrores do Holocausto. Entre as exibições, há relatos sobre a vida dos judeus na Argentina e na Europa durante a Segunda Guerra Mundial e sobre as condições dos campos de concentrações nazistas em países como a Polônia. Vai lá: José Hernández, 1750. Site.

Museo Evita: ode ao ícone dos argentinos - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Museo Evita: ode ao ícone dos argentinos
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Museo Evita
Foi aberto em 2002, ano do 50° aniversario da morte de María Eva Duarte de Perón. Exibe diversos objetos pessoais de uma das mais proeminentes figuras da história argentina, como vestimentas, lembranças familiares e condecorações.

Em exposição, há também itens da época em que Eva Duarte trabalhou como atriz. Vai lá: Lafinur, 2988. Site.

Museo Xul Solar
Funciona na antiga residência de Xul Solar (1887-1963), versátil artista argentino que pintava, fazia esculturas, escrevia e compunha músicas. O espaço possui diversas obras dele, além de alguns de seus objetos pessoais. Vai lá: Laprida, 1212. Site.

ARTE E CULTURA

Teatro Colón
Inaugurado em 25 de maio de 1908, com uma exibição da ópera Aida, de Giuseppe Verdi, é uma das mais importantes instituições culturais de Buenos Aires. Em seu suntuoso palco, já se apresentaram artistas como Igor Stravinsky, Maria Callas e Luciano Pavarotti. Nos dias atuais, continua recebendo grandes números de música clássica, balé e ópera. Em visitas guiadas, é possível conhecer sua sala central - em formato de ferradura, ela tem uma das melhores acústicas do mundo. Vai lá: Cerrito, 628. Site.

Visitas guiadas apresentam o interior do suntuoso Teatro Colón - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Visitas guiadas apresentam o interior do suntuoso Teatro Colón
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Teatro 25 de Mayo
O Centro Cultural 25 de Mayo tem uma história que remonta aos anos 1920 e foi palco para apresentações de lendas do tango como Carlos Gardel e Edmundo Rivero. Após um longo período fechado, foi reaberto em 2008 e, atualmente, tem uma agitada agenda de eventos culturais, que incluem peças de teatro, exposições de arte e festivais de cinema. Em algumas noites, turistas podem participar de encontros dançantes embalados por milongas. Vai lá: Avenida Triunvirato, 4444. Facebook.

El Ateneo Grand Splendid
Uma das livrarias mais lindas do mundo, opera dentro de um antigo teatro e cinema na região da Recoleta. Sua cúpula adornada com afrescos e os balcões originais encantam os visitantes. Na área do palco, marcada por uma cortina de veludo entreaberta, funciona um café. É um lugar perfeito para um passeio em busca de livros de grandes escritores argentinos, como Jorge Luis Borges e Julio Cortázar. Vai lá: Avenida Santa Fá, 1860. Site.

A livraria El Ateneo é considerada uma das mais bonitas do mundo - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
A livraria El Ateneo é considerada uma das mais bonitas do mundo
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Metropolitan Citi
Quer assistir a grandes produções teatrais em Buenos Aires? Então se programe para fazer uma visita ao Metropolitan Citi, situado na agitada Avenida Corrientes, uma espécie de Broadway portenha. No Metropolitan Citi, é possível curtir musicais e peças cômicas que são enorme sucesso de público entre os argentinos. Vai lá: Avenida Corrientes, 1434. Site.

ND Teatro
Apresentações de balé, de orquestras sinfônicas e de bandas de jazz: é isso, e muito mais, o que oferece a agenda do teatro, um dos mais ecléticos espaços culturais de Buenos Aires. Vai lá: Paraguay, 918. Site.

Teatro Apolo
O Teatro Apolo tem uma história que remonta aos anos 1880 e constitui um dos espaços culturais mais tradicionais de Buenos Aires. Trata-se de um lugar que ainda sedia boas peças de teatro, que vão da comédia ao drama. Vai lá: Avenida Corrientes, 1372. Site.

A Avenida Corrientes é uma espécie de Brodway portenha, pela quantidade de teatros que abriga - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
A Avenida Corrientes é uma espécie de Brodway portenha, pela quantidade de teatros que abriga
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Teatro Avenida
Inaugurado em 1908, o Teatro Avenida tem capacidade para 1.200 espectadores e é um dos melhores lugares da capital argentina para assistir a apresentações de ópera. Vai lá: Avenida de Mayo,1220. Site.

Teatro Coliseo
Outro tradicionalíssimo ponto de apresentações de música clássica em Buenos Aires, no qual já se apresentaram grandes nomes do teatro e da música argentina, como Les Luthiers, Serú Girán e Sui Generis. Vai lá: Marcelo T. de Alvear, 1125. Site.

O Teatro San Martín é um dos maiores complexos culturais de Buenos Aires - Divulgação
O Teatro San Martín é um dos maiores complexos culturais de Buenos Aires
Imagem: Divulgação

Teatro General San Martín
Com uma área com mais de 30 mil m², é um dos maiores complexos culturais de Buenos Aires. O local abriga três salas teatrais, um cinema com filmes fora do circuito comercial, salões para exposições e uma galeria de fotos. Vai lá: Avenida Corrientes, 1530. Site.

Teatro Gran Rex
Fica a menos de 200 metros do Obelisco e é célebre por causa de suas peças teatrais musicais e shows de artistas internacionais. Na construção, chama a atenção sua arquitetura imponente, que mescla mármore, bronze e uma enorme superfície envidraçada na fachada. Vai lá: Avenida Corrientes, 857. Site.

Teatro Liceo
É considerado o teatro mais antigo de Buenos Aires. Ele foi inaugurado em 1872 com o nome de El Dorado e recebeu seu nome atual em 1918. O edifício passou por um amplo processo de restauração em 2006, que conservou sua estrutura original. Atualmente, é palco para peças de teatro dos mais diversos gêneros. Vai lá: Avenida Rivadavia, 1499. Site.

ONDE COMPRAR

Galerías Pacífico: vale pelas compras e pela bela arquitetura - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Galerías Pacífico: vale pelas compras e pela bela arquitetura
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Galerías Pacífico
Quer fazer compras em um lugar de beleza estonteante em Buenos Aires? Então vá para as Galerías Pacífico, centro comercial que funciona em uma edificação marcada por uma enorme cúpula e adornada por murais assinados por famosos artistas argentinos, como Antonio Berni e Demetrio Urruchúa. Vai lá: Florida, 753. Site.

Feria de Artesanos de la Recoleta
Aos fins de semana é realizada, na região da Recoleta, uma famosa feira de artesanatos. O evento acontece na linda Plaza Francia, coroada por uma escultura feita com mármore de Carrara e embelezada por jardins fotogênicos. Vai lá: Avenida del Libertador, 1400.

Feria de la Plaza Dorrego
Na charmosa região de San Telmo é realizada, aos domingos, a famosa Feria de la Plaza Dorrego, com barracas vendendo artesanatos, antiguidades e outros objetos artísticos. Ao redor da praça, se espalham lindos casarões do século 19 que, atualmente, abrigam estilosos restaurantes, cafés e barzinhos. Vai lá: Humberto 1º, 400.

Feria de la Plaza Dorrego: ótimo programa para os domingos na cidade - iStock
Feria de la Plaza Dorrego: ótimo programa para os domingos na cidade
Imagem: iStock

Feria de la Plaza Julio Cortázar
Localizada na descolada área conhecida como Palermo Soho, este centro comercial ao ar livre reúne mais de 40 artistas plásticos que, ali, comercializam quadros, gravuras, esculturas e afins. É um bom lugar para encontrar trabalhos de qualidade: as pessoas autorizadas a vender na praça foram selecionadas por um grupo que reúne reconhecidos artistas argentinos, como Alejandro Boim, Juan Doffo e Ana Eckell. A feira funciona aos fins de semana. Vai lá: Plaza Julio Cortázar, entre as ruas Honduras e Serrano.

Um pouco mais distante do Centro, a Feria de Mataderos vale a viagem - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Um pouco mais distante do Centro, a Feria de Mataderos vale a viagem
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Feria de Mataderos
Este evento é realizado aos domingos (de março a dezembro) na região de Mataderos, a aproximadamente meia-hora do centro de Buenos Aires. É uma feira de artesanatos e de celebração de tradições populares argentinas, com centenas de barracas vendendo mate, ponchos, mantas, facas e objetos de couro. Há também grande oferta de comida (como as tradicionais empanadas) e exibições de músicas típicas, como as "chacareras". Lugar muito bom para comprar presentes originais. Endereço: Avenida Lisandro de la Torre com Avenida de los Corrales.

Mercado del Progreso
Belo mercado, sua história remonta ao século 19. Ali se vende de tudo: de roupas a produtos eletrônicos, de queijos artesanais a vinhos argentinos. Vai lá: Avenida Rivadavia, 5430. Site.

Mercado de San Telmo
Funciona em um lindo edifício histórico com um interior marcado por arcos e colunas de metal. Lá dentro, os turistas encontram uma ampla variedade de produtos, desde antiguidades até frutas e temperos. O local também possui quiosques onde é possível tomar um café preparado por baristas ou comer uma empanada argentina. Vai lá: Bolívar, 970. Site.

No Mercado de San Telmo, você encontra de frutas a iguarias argentinas - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
No Mercado de San Telmo, você encontra de frutas a iguarias argentinas
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Patio Bullrich
Um dos mais famosos shopping centers de Buenos Aires. Abriga lojas de grife como Calvin Klein, Hugo Boss, Salvatore Ferragamo e Lacoste. Vai lá: Avenida del Libertador, 750. Site.

Abasto Shopping
Reúne uma grande oferta de lojas a uma linda arquitetura - que, em 1937, ganhou o Prêmio Municipal de Fachadas. Hoje, os visitantes encontram ali lojas típicas de grandes centros comerciais, que incluem marcas como Adidas, Brooksfield, Billabong e MAC. Vai lá: Avenida Corrientes, 3247. Site.

No Shopping Abasto, você encontra grifes conhecidas, como Adidas e MAC - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
No Shopping Abasto, você encontra grifes conhecidas, como Adidas e MAC
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Alto Palermo Shopping
Outro shopping center de grandes proporções na capital argentina, com lojas de roupas masculinas e femininas, de tecnologia, de cosméticos e fast food. Vai lá: Santa Fe, 3253. Site.

ONDE COMER

Restaurante tradicional na região de San Telmo - iStock
Restaurante tradicional na região de San Telmo
Imagem: iStock

Buenos Aires é um dos principais polos gastronômicos das Américas, com ampla oferta de culinária típica e internacional servida em restaurantes que vão do luxo ao ambiente mais informal.

No centro da capital portenha se localizam diversos restaurantes e cafés clássicos, com histórias que remontam ao século 19 ou ao começo do século 20. O mais famoso deles é o Café Tortoni, fundado em 1858, frequentado por Carlos Gardel e que, hoje, serve pratos de suculentas carnes ou sobremesas como um delicioso chocolate quente com churros.

Para restaurantes mais sofisticados de culinária argentina e internacional, com cardápios assinados por chefs renomados, vá até a área chamada Palermo Hollywood, que faz parte da região de Palermo e está delimitada pela avenida Juan B. Justo, rua Dorrego, avenida Santa Fe e avenida Córdoba.

Também parte de Palermo, na rua Báez e arredores, a zona conhecida como Las Cañitas, que reúne restaurantes excelentes, alguns mais informais do que em Palermo Hollywood.

Puerto Madero, por sua vez, é um dos lugares da moda de Buenos Aires: a área abriga atualmente restaurantes de alta gastronomia funcionando em antigas docas e em outros edifícios relacionados à atividade portuária da cidade, propiciando ambientes bem originais para um jantar. Este é um ótimo lugar provar a parrilla (o churrasco argentino).

E Recoleta e San Telmo são considerados dois dos polos gastronômicos mais tradicionais de Buenos Aires, com restaurantes clássicos de comida argentina e café elegantes que também servem refeições.

Os cortes de carne, como o chorizo, são sempre uma boa pedida em Buenos Aires - iStock
Os cortes de carne, como o chorizo, são sempre uma boa pedida em Buenos Aires
Imagem: iStock

Club del Progreso
Fundado em 1852, tem salão principal com decoração clássica de madeira e detalhes em bronze. Entre as especialidades da casa estão as empanadas, as costeletas de cordeiro e o leitão ao estilo segoviano. Avenida Segovia, 1334, região central. Site.

El Globo
O restaurante é famosíssimo pelo seu "puchero", receita de caldo de carne com legumes e grãos. Fica na região central de Buenos Aires (a poucas quadras da Avenida 9 de Julio). Hipólito Yrigoyen, 1199, região central.

El Imparcial
Outro restaurante que é uma verdadeira instituição portenha, o El Imparcial foi fundado em 1860 e serve comida espanhola. Entre as receitas mais famosas da casa estão a paelha valenciana e o polvo à galega. Um bom lugar para quem quiser fugir um pouco do churrasco argentino. Hipólito Yrigoyen, 1201, região central. Site.

Antiga Tasca de Cuchilleros
Restaurante famoso por seus suculentos churrascos e que ocupa um casarão histórico de San Telmo. No menu, aparecem as mais famosas receitas de "asado" argentino, como bife de chorizo, morcilla criolla, chinchulines e salsicha parrillera. Carlos Calvo, 319, San Telmo. Site.

Café Tortoni
Buenos Aires é conhecida por seus elegantes cafés, que constituem atrações turísticas à parte. Um dos mais famosos deles é o Café Tortoni, fundado em 1858 e cujas mesas de mármore já receberam a visita de gente como Jorge Luis Borges, Federico García Lorca, Julio Cortázar e Carlos Gardel. Uma das especialidades da casa é a deliciosa combinação de chocolate quente com churros. O Tortoni também serve receitas tipicamente argentinas, como o bife de chorizo. E, no subsolo do café, são realizados espetáculos de jazz e de tango. Avenida de Mayo, 825 - Região central. Site.

O Café Tortoni é uma das casas mais tradionais da cidade - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
O Café Tortoni é uma das casas mais tradionais da cidade
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

El Histórico
Em San Telmo, tem um interior elegante adornado por lustres e estantes de livros. No cardápio, destaque para receitas da culinária italiana. O estabelecimento é também palco para apresentações de piano. México, 524, San Telmo. Facebook.

Cabaña Las Lilas
Localizado em Puerto Madero, é especializado em churrasco, oferecendo um salão elegante com vista para o rio. Entre as carnes que são carro-chefe estão o ojo de bife, o bife de chorizo, o bife de costilla e o medallón de lomo. Avenida Alicia Moreau de Justo, 516, Puerto Madero. Site.

Carne a la parrilla: um clássico argentino - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Carne a la parrilla: um clássico argentino
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Don Julio
É considerado por muitos como um dos melhores restaurantes de Buenos Aires. O local é famoso por suas carnes de altíssima qualidade, preparadas na brasa pelo célebre churrasqueiro Pepe Sotelo.Também tem opções para vegetarianos, como churrasco de legumes e saladas que levam ingredientes como quinoa, abóbora assada, avelãs tostadas, cebolinha e menta fresca. Guatemala, 4691, Palermo. Site.

Uco
Sofisticadíssimo restaurante de Palermo Hollywood, com pratos que vão de truta da Patagônia a um suculento T-Bone. Soler, 5862, Palermo Hollywood. Site.

Novecento Cañitas
Aconchegante bistrô da área de Las Cañitas que serve opções de carnes argentinas, pratos italianos e opções de peixes. Báez, 1999, Las Cañitas.

SHOWS DE TANGO

Com ares de produção da Broadway, os shows de tango encantam aos turistas - iStock
Com ares de produção da Broadway, os shows de tango encantam aos turistas
Imagem: iStock

El Viejo Almacén
Avenida Independencia, 303.
www.viejoalmacen.com.ar

Café El Querandí
Perú, 302
querandi.com.ar/en/

El Faro
Constituyentes, 4099
Facebook

Bar Sur
Estados Unidos, 299
bar-sur.com.ar

ESCOLAS DE TANGO

As apresentações na rua inspiram a marcar aulas para aprender os passos de tango - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
As apresentações na rua inspiram a marcar aulas para aprender os passos de tango
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

El Tacuari Tango
Tacuarí, 1557
Facebook

Escuela Mundial de Tango
Viamonte, 525
escuelamundialdetango.com

Canelo Tango
Ecuador, 682
canelotango.com/es/clases/

Gisel Duran - Estudio de Tango
Doctor Enrique Finochietto, 558
estudiogiselduran.com.ar

ONDE AGITAR

VIDA NOTURNA

Konex: balada que funciona em uma antiga fábrica e depósito de azeites - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
Konex: balada que funciona em uma antiga fábrica e depósito de azeites
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Ciudad Cultural Konex
É um lugar bem original para curtir apresentações de DJs descolados, de bandas de rock indie e cantores que estão despontando na cena pop argentina. O ambiente da balada é uma atração à parte: o Konex funciona em uma antiga fábrica e depósito de azeites, com uma atmosfera industrial que promete encantar os moderninhos de plantão. Sarmiento, 3151. Site.

La Trastienda
La Trastienda é uma casa de shows com capacidade para cerca de 700 pessoas e muito elogiada por causa de sua excelente acústica. O local fica na charmosa região de San Telmo e oferece um ambiente agradável para ver shows de grandes nomes da música: já passaram por lá bandas como Paralamas do Sucesso, The Skatalites e The Wailers. Balcarce, 460. Site.

Luna Park
É conhecido por ser palco de grandes lutas do boxe argentino. Mas o local também é usado para a realização de shows musicais de artistas famosos, como Patti Smith e The Offspring. Está em Buenos Aires e quer curtir um grande concerto? Fique ligado na agenda do Luna Park, pois sempre tem coisa boa programada. Avenida Eduardo Madero, 420. Site.

O Luna Parke é palco de shows musicais de artistas internacionais - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
O Luna Parke é palco de shows musicais de artistas internacionais
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Kika Club
O Kika Club é uma das discotecas mais famosas de Buenos Aires. É um lugar para atravessar a noite dançando música eletrônica ou reggaeton junto com gente bonita e animada. Honduras, 533. Site.

Bahrein
Uma das melhores discotecas para curtir música eletrônica de qualidade na capital Argentina. É uma balada com mais de 2.000 m² de área, diversos ambientes e que frequentemente recebe Djs de renome internacional. Lavalle, 345. Site.

The Library Lounge
Fica no estilosíssimo hotel Faena, na região de Puerto Madero. É um lugar elegante com sofás de couro, cortinas de tecido vermelho e candelabros de cristal, ideal para encontros romântico à noite ou um coquetel antes de uma balada madrugada adentro. Martha Salotti, 445. Site.

Sky Bar
Fica no alto do edifício do Hotel Pulitzer, oferecendo vistas panorâmicas para Buenos Aires.Ótimo lugar para visitar no começo da noite e curtir coquetéis elogiados ao som de bossa nova ou soul. Maipú, 907. Site.

Buller Brewing Company
Tem uma unidade localizada perto do turístico Cemitério da Recoleta e oferece uma extensa carta de cervejas artesanais, que vão da golden ale à stout. As bebidas podem ser acompanhadas por hambúrgueres, pizzas, costelinhas ao molho barbecue ou batatas fritas com cheddar. Junín, 1747. Site.

Bar 878
Um dos lugares mais famosos de Buenos Aires para tomar um drinque no meio de um ambiente casual. O 878 é conhecido por seus coquetéis de qualidade, que podem ser acompanhados por petiscos saborosos. Thames, 878. Site.

The Roxy
Quer assistir a um show de rock ao vivo na metrópole portenha? Caso a resposta seja sim, o The Roxy é uma boa opção de rolê. Lá tocam bandas que estão chamando a atenção na cena musical argentina. Niceto Vega, 5542. Facebook.

Amerika
Buenos Aires é uma das cidades mais gay friendly do mundo e tem ótimas opções de balada para o público LGBT. Uma delas é a Amerika, que possui três pistas de dança e uma programação de festas que atravessam a madrugada.Gazcón, 1040. Site.

ONDE FICAR

A região do Obelisco, no Centro, concentra grande variedade de hotéis - Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação
A região do Obelisco, no Centro, concentra grande variedade de hotéis
Imagem: Ente de Turismo de la Ciudad de Buenos Aires/Divulgação

Buenos Aires recebe mais de 10 milhões de visitantes por ano e, por isso mesmo, tem uma extensa infraestrutura hoteleira, com profusão de estabelecimentos de 5, 4 e 3 estrelas, além de diversos hostels, ideais para mochileiros.

Se a sua intenção for economizar e ficar em uma localização estratégica (que dispense o uso excessivo de transporte público ou táxi e facilite a locomoção a pé), vale a pena buscar hospedagem na região central da cidade, principalmente nos arredores da Avenida Corrientes, que desemboca na Avenida 9 de Julio, bem na altura do Obelisco.

Lá, há grande oferta de hotéis 3 e 4 estrelas. E da região é prático chegar andando até locais como a Casa Rosada e o Teatro Colón. A área também é bem provida de estações de metrô (ou "subte", como chamado pelos portenhos).

As zonas da Recoleta, Puerto Madero e Retiro, por sua vez, são famosas por abrigar hotéis mais luxuosos, de 5 estrelas. A Recoleta é um dos bairros mais elegantes de Buenos Aires, mas não está tão perto do Centro Porém, é uma área com metrô perto e que oferece acesso fácil a atrativos como o Museo Nacional de Bellas Artes, a escultura Floralis Genérica e, logicamente, ao mais famoso cemitério da Argentina.

Puerto Madero é um dos lugares mais badalados da cidade, com restaurantes chiques, casas que misturam gastronomia com shows de tango e cartões-postais como a Puente de la Mujer. Aqui perto se situam atrativos como San Telmo e a Reserva Ecológica Costanera Sur). E o Retiro tem localização mais central, com acesso prático às principais atrações da metrópole.

Para alugar acomodações estilosas no Airbnb ou ficar em hotéis-boutique, concentre sua busca nas boêmias regiões de San Telmo e Palermo, onde operam bares, cafés e restaurantes que prometem agradar os moderninhos de plantão.

Hostels bem avaliados podem ser encontrados em San Telmo e nos arredores da Avenida 9 de Julio.

5 ESTRELAS

Sheraton Buenos Aires Hotel & Convention Center
San Martín 1225/1275, Retiro. Site.

Regal Pacific
25 de Mayo, 764, região central. Site.

Palacio Duhau - Park Hyatt Buenos Aires
Avenida Alvear, 1661, Recoleta. Site.

Loi Suites Recoleta Hotel
Vicente López 1955, Recoleta. Site.

Hilton Buenos Aires
Avenida Macacha Guemes, 351, Puerto Madero. Site.

Four Seasons Hotel Buenos Aires
Posadas, 1086/88, Recoleta. Site.

Alvear Palace Hotel
Avenida Alvear, 1891, Recoleta. Site.

4 ESTRELAS

Wilton Hotel
Av. Callao, 1162/64, Recoleta. Site.

Tritone Hotel
Maipú, 657, região central. Site.

Savoy Hotel
Avenida Callao, 181, região central. Site.

Regente Palace Hotel
Suipacha, 964, região central. Site.

Pestana Buenos Aires
Carlos Pellegrini, 877, região central. Site.

NH Buenos Aires Tango
Cerrito, 550, região central. Site.

Intersur Recoleta
Callao, 1764, Recoleta. Site.

3 ESTRELAS

Columbia Palace Hotel
Avenida Corrientes 1533/35/37, região central. Site.

Europlaza Hotel & Suites
Montevideo, 327, região central. Site.

Ibis Buenos Aires Obelisco
Avenida Corrientes, 1344, região central. Site.

Waldorf Hotel
Paraguay, 450, região central. Site.

HOSTELS

Malevo Muraña Hostel
Pasaje Russel, 5050, Palermo. Site.

Selina Palermo
Guatemala, 4931, Palermo Soho. Site.

America del Sur Hostel Buenos Aires
Chacabuco, 718, San Telmo. Site.

Milhouse Hipo
Hipolito Yrigoyen, 959, região central. Site.

Rayuela Hostel
Avenida Belgrano 887, San Telmo. Site.

ARREDORES

Passeios de barco por canais e construções históricas são atrações em Tigre - iStock
Passeios de barco por canais e construções históricas são atrações em Tigre
Imagem: iStock

TIGRE

A cerca de 40 quilômetros de Buenos Aires, é um centro urbano localizado na região do delta do rio Paraná, cercado por ilhas e labirintos de água que podem ser explorados em passeios de barco.

Tigre também possui um cassino, um parque de diversões (o Parque de la Costa) e lindas edificações históricas, além de ser um ótimo lugar para comprar produtos de couro e doces artesanais. É possível ir até lá desde a capital argentina com trens que saem da estação Retiro.

SAN ANTONIO DE ARECO

A região da cidade de San Antonio de Areco, a aproximadamente 120 quilômetros de Buenos Aires, propicia inúmeras oportunidades de lazer no ambiente rural dos pampas argentinos. Lá, existem diversas fazendas onde é possível se hospedar e curtir atividades como saborear o tradicional churrasco local, aprender equitação e praticar polo - um esporte muito tradicional no país.

A estância El Ombú de Areco é um dos estabelecimentos que oferecem hospedagem na área. San Antonio de Areco também possui um acolhedor centro histórico com ruas de ladrinhos, edifícios antigos e restaurantes tradicionais de comida argentina.

COLONIA DEL SACRAMENTO (URUGUAI)

É uma linda cidade histórica do Uruguai localizada em uma das margens do Rio da Prata. Ela pode ser visitada a partir de Buenos Aires, em um trajeto feito com ferryboats. As viagens entre as duas localidades costumam durar entre uma e três horas (dependendo da velocidade das embarcações).

Colonia del Sacramento exibe lindas ruazinhas com calçamento de pedra cercadas por edifícios históricos, onde funcionam restaurantes acolhedores, galerias de arte e pousadinhas. A cidade também propicia lindas vistas para o Rio da Prata, em um cenário ideal para um passeio romântico de um dia ou dois.

No Uruguai, Colonia del Sacramento pode ser um belo passeio de um dia desde Buenos Aires - iStock
No Uruguai, Colonia del Sacramento pode ser um belo passeio de um dia desde Buenos Aires
Imagem: iStock

LA PLATA

Localizada a aproximadamente 60 quilômetros de Buenos Aires, La Plata é um centro urbano extremamente interessante de ser visitado. Trata-se de uma cidade famosa por seu cuidadoso desenho urbano, com quarteirões bem planejados marcados por parques ou praças a cada seis quadras.

Entre os principais cartões-postais de La Plata estão sua belíssima catedral neogótica e o Museo de la Plata, com mais de três milhões de itens relacionados à geologia, biologia, zoologia, paleontologia e antropologia.

COMO CHEGAR

iStock
Imagem: iStock

DE AVIÃO

Buenos Aires é servida por voos diretos vindos de várias cidades brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Porto Alegre. A capital tem dois aeroportos:

Aeroporto Internacional Ministro Pistarini - Ezeiza
Principal aeroporto que serve Buenos Aires, recebe a maioria dos voos internacionais que chegam à Argentina. Fica na cidade de Ezeiza, a cerca de 35 quilômetros da capital (ou aproximadamente 50 minutos da região central). Há ampla oferta de táxis na saída do seu terminal de desembarque. É também possível usar os serviços de shuttles e transfers privados da empresa Tienda León.

Aeroporto Jorge Newbery - Aeroparque
Tem uma localização mais central do que Ezeiza: fica dentro de Buenos Aires, na região de Palermo, a aproximadamente 25 minutos do centro da cidade. Há ampla oferta de táxis na saída do seu terminal de desembarque. É também possível usar os serviços de shuttles e transfers privados da empresa Tienda León.

DE FERRYBOAT

Se você estiver no Uruguai, é possível ir até Buenos Aires com ferryboat. A jornada direta desde Montevidéu dura cerca de 2h15. Desde Colonia del Sacramento, dura aproximadamente 1h20. A empresa Buquebus faz estas rotas.

DE CRUZEIRO

Buenos Aires recebe diversos navios turísticos vindos do Brasil durante a temporada brasileira de cruzeiros, que costuma durar entre novembro e abril. As companhias Costa e MSC realizam viagens marítimas para a capital argentina. Ao chegar à metrópole portenha, as embarcações atracam no terminal de pasageiros Quinquela Martín, no bairro de Retiro, próximo ao centro da cidade e atendido por táxis e ônibus turísticos.

DE ÔNIBUS

É possível viajar de ônibus entre o Brasil e Buenos Aires, mas a jornada é longuíssima. Com a empresa de transporte rodoviário JBL Internacional, por exemplo, a rota entre Porto Alegre (RS) e a capital argentina dura cerca de 20 horas. Já a viagem de ônibus entre São Paulo e Buenos Aires chega a durar, com a mesma JBL, mais de 40 horas.

DE CARRO

Há brasileiros que gostam de dirigir e decidem ir de carro até a capital argentina.Trata-se de uma empreitada demorada, mas possível. De Porto Alegre (RS) até Buenos Aires, por exemplo, são aproximadamente 1.300 km de distância, com os motoristas cruzando a fronteira pela cidade gaúcha de Uruguaiana.

Carros com placa brasileira podem circular na Argentina e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) brasileira é aceita por lá (mas o motorista também deve portar o RG). Porém, alguns outros documentos pessoais e do carro podem ser exigidos na hora de entrar no país "hermano". Esta lista de documentos pedidos pode mudar de uma hora para outra. Por isso, recomendamos que você consulte o consulado argentino em Uruguaiana antes de fazer a viagem.

CIRCULANDO

O metrô de Buenos Aires é chamado "subte" e tem seis linhas que cortam a cidade - iStock
O metrô de Buenos Aires é chamado "subte" e tem seis linhas que cortam a cidade
Imagem: iStock

Buenos Aires conta com seis linhas de metrô e mais de 180 linhas de ônibus. Se sua ideia é evitar os táxis, adquira o cartão SUBE, uma espécie de bilhete único que permite que o turista use o sistema de trasporte público da cidade de maneira bem prática. Ele pode ser adquirido na internet ou em qualquer um dos Centros de Atenção do Turista da capital argentina.

O metrô portenho é chamado de "subte" e suas linhas dão acesso a muitos dos principais atrativos turísticos de Buenos Aires. Para saber sobre o horário de funcionamento do "subte", acesse: www.buenosaires.gob.ar/subte/horarios

Os ônibus, por sua vez, chamados pelos argentinos de "colectivos", circulam 24 horas por dia, mas têm sua frequência diminuída depois das 23 horas.

Na cidade, há também o sistema de bicicletas gratuitas EcoBici, com estações de bikes espalhadas por diversos pontos turísticos de Buenos Aires.

Táxis, por sua vez, são extremamente fáceis de achar na capital argentina: são veículos pintados de preto e amarelo e podem ser parados na rua. Antes de começar a corrida, certifique-se de que o taxímetro está sendo utilizado (há motoristas que deixam o taxímetro desligado e, depois, cobram um preço abusivo do passageiro).
E Uber também funciona na cidade.

Já para alugar um carro em Buenos Aires, é necessário ser maior de 21 anos, possuir habilitação vigente por pelo menos dois anos e um cartão de crédito com limite para cobrir o aluguel e a garantia do veículo.

Para saber qual é a melhor maneira de se deslocar entre um ponto e outro da capital argentina (seja de transporte público, a pé, bicicleta ou carro), use o aplicativo chamado BA Cómo Llego, disponível para iOS e Android.

INFORMAÇÕES PRÁTICAS

CENTROS DE ATENÇÃO AO TURISTA

Nos "Centros de Atención al Turista", o vaiajante pode conseguir mapas de Buenos Aires, receber dicas de passeios pela cidade, recarregar o celular e ter informações práticas como endereços de caixas eletrônicos e de locais para trocar dinheiro. Abaixo, o endereço e horário de funcionamento destes locais.

Região: Centro
Horário: de segunda a segunda, das 9h às 18h
Endereço: Florida, 50

Região: Centro
Horário: de segunda a segunda, das 9h às 18h
Endereço: Florida, 1000 (esquina com Rua Marcelo T. de Alvear)

Região: Puerto Madero
Horário: de segunda a segunda, das 9h às 18h
Endereço: Juana Manuela Gorriti, 200

Região: Recoleta
Horário: de segunda a segunda das 9h às 18h
Endereço: Avenida Quintana, 596

Região: Caminito
Horário: de segunda a segunda das 9h às 18h
Endereço: Avenida Don Pedro de Mendoza, 1800

Região: Palermo
Horário: de segunda a sexta, das 9h às 18h
Endereço: Avenida Sarmiento, entre Avenida Belisario Roldán e Avenida Figueroa Alcorta

Região: Aeroporto Aeroparque
Horário: de segunda a segunda, das 8h às 20h
Endereço: Setor A2 / Chegadas Nacionais

CONSULADO-GERAL DO BRASIL EM BUENOS AIRES
Endereço: Carlos Pellegrini, 1363 - 5º Piso
Telefone: (00 54 11) 4515-6500 / 11
Email: cg.baires@itamaraty.gov.br
Site da repartição: http://cgbuenosaires.itamaraty.gov.br/

CLIMA NA CIDADE

Buenos Aires tem uma temperatura média anual de 18ºC. O mês mais frio do ano é julho e, durante o inverno, as temperaturas caem consideralvemente à noite. Já o verão é marcado por um calor úmido (janeiro e fevereiro são particularmente bem quentes).

As temporadas mais chuvosas, por sua vez, são o outono e a primavera (de março a junho e de setembro a dezembro). As chuvas, entretanto, muitas vezes não são intensas o suficiente para atrapalhar os passeios turísticos. Abril e novembro, por exemplo, são meses com temperaturas agradáveis para explorar a metrópole portenha.

Roteiros internacionais