PUBLICIDADE

Topo

Podcast

Sexoterapia

A sexóloga Ana Canosa e a jornalista Marina Bessa conduzem o papo sobre sexo e relacionamento.


Sexoterapia#16: "Amo meu marido, mas mantenho um amante virtual há 15 anos"

De Universa

03/04/2020 04h00

Durante 14 anos, a historiadora mineira Luiza* viveu um relacionamento extraconjugal à distância. Apesar de amor o marido, ela passava por um momento infeliz em sua vida. Conheceu Pedro em uma sala de bate papo e acabou se envolvendo por ele, pelo seu charme e sua inteligência. Luiza e Pedro mantiveram-se conectados entre idas e vindas até 2019, quando finalmente se conheceram pessoalmente (escute a história de Luiza a partir do momento 24:23 do vídeo acima).

É possível amar uma pessoa que você nunca viu na vida? O que se pode esperar de um relacionamento como esse? Dá para conciliar o amor pelo marido e um namoro virtual cheio de desejos?

Ana Canosa, sexóloga e apresentadora do podcast Sexoterapia, afirma que sim. "Relação virtual é aquilo que pode vir a ser, o que fantasiamos, o que idealizamos", diz. Segundo ela, Luiza estava vivendo "refúgio amoroso" — uma forma de fugir de momentos de frustração e sofrimento vivenciados no relacionamento em que estamos, e direcionar nossas fantasias de relacionamento perfeito para outras pessoas ou situações.

Relacionamentos como o de Luiza são repletos de desejo justamente porque o desejo surge a partir da falta — nós normalmente desejamos o que não temos, idealizando um momento que nunca vivemos, fantasiando situações que desconhecemos na vida real.

"Estou vivendo um desejo reprimido"

Leia a íntegra do depoimento de Luiza:

"Há 15 anos me envolvi em um relacionamento virtual. Na época, eu tinha 3 anos de casada, amava meu marido, mas estava infeliz e vivendo uma vida que nunca planejei. Casar tão nova deu uma sangrada em mim. E eu soube disto quando conheci o Pedro, em 2005, num chat do UOL. Ele era solteiro, parecia solitário.

Desde o início, o que gostei nele foram o charme despretensioso, a sutileza e as abordagens inteligentes. As nossas conversas duravam horas. Estava tudo indo muito bem, até que ele partiu, me deixou sem qualquer comunicado. Sofri, chorei, mas passou. Houve mais duas separações e reaproximações, até que, em 2011, ele me procurou dizendo que havia se mudado para SP e que iria se casar. Retomamos a relação mais intensamente. Mas ele se casou, e a gente se distanciou.

Em meados de maio de 2019, o Pedro me procurou no Instagram e propôs um encontro, que aconteceu em outubro, após 14 anos de relação virtual. Ele está infeliz no casamento, mas eu sou muito feliz no meu. Mas nesse momento, estou vivendo esse desejo, reprimido por tantos anos. Seguimos assim, só não sei por quanto tempo".

*Luiza é um nome fictício, usado para preservar a identidade da personagem.

Acompanhe o Sexoterapia

Relacionamento à distância é o tema do décimo sexto episódio do podcast Sexoterapia, um espaço criado por Universa para falar de sexo e relacionamento.

Nesse episódio, as apresentadoras Marina Bessa, editora chefe de Universa, e Ana Canosa, sexóloga, recebem Bárbara dos Anjos Lima, editora de comportamento de Universa. Sexoterapia está disponível no UOL, no Youtube de Universa e nas plataformas de podcasts, como Spotify, Apple Podcasts, no Castbox e Google Podcasts.

Sexoterapia