PUBLICIDADE

Topo

Agressores dizem que casal gay vai 'arder no inferno' em ataque homofóbico

De Universa

10/03/2020 14h18

Dois adolescentes foram condenados a 32 meses de prisão cada um por agredirem um casal gay nas ruas de Manchester, na Inglaterra. Ao perceberem que os dois homens estavam de mãos dadas, os agressores os atacaram com chutes e socos e disseram que eles "arderiam no inferno". Um dos responsáveis pelo ataque acrescentou que o casal era "nojento".

O ataque aconteceu na madrugada do dia 3 de agosto de 2019, e a sentença foi definida nesta semana. Além da agressão, os dois adolescentes também tentaram roubar as vítimas. O casal sofreu ferimentos leves, e os golpes quebraram os óculos e o celular de um deles.

Os agressores são David Bailey, de 18 anos, e Ashley Roberts, de 19. Ambos se declararam culpados por tentativa de assalto. O advogado de defesa de Bailey, Paul Bryning, afirmou no julgamento que na época ele era "jovem e imaturo", e que "ele é claramente uma pessoa que não pensa direito quando bebe". A defesa de Roberts também citou o consumo de álcool, e alegou que ele não bebe desde o incidente.

A juíza Suzanne Goddard disse aos dois agressores que o comportamento deles na noite do ataque é "inaceitável". E acrescentou: "Eles tinham todo o direito de andar como estavam, de mãos dadas."

Diversidade