Topo

Porto Rico vai banir práticas de "cura gay" no Estado

Governador de Porto Rico acredita que as terapias de conversão só trazem dor e sofrimento - Marcello Camargo/Arquivo/Agência Brasil/Agência Brasil
Governador de Porto Rico acredita que as terapias de conversão só trazem dor e sofrimento Imagem: Marcello Camargo/Arquivo/Agência Brasil/Agência Brasil

Da Universa, em São Paulo

23/03/2019 11h28

Ricardo Rosselló, governador de Porto Rico, anunciou na última terça, 19 de março, que assinará um decreto para banir as terapias de conversão, popularmente conhecidas como "cura gay", do Estado. Em sua conta no Twitter, o político compartilhou a entrevista que deu ao "Washington Blade" sobre sua decisão.

"Terapias de conversão não ajudam as pessoas de forma alguma, só causam dor e sofrimento inimagináveis", disse. As práticas, já descartadas por organizações internacionais como a Associação Mundial de Psiquiatria, envolvem qualquer tentativa de mudar a orientação sexual ou a identidade de gênero de alguém.

Em entrevista, Rosselló afirmou que "como pai, cientista e governador de todo povo de Porto Rico, eu acredito piamente na ideia de que mandar pessoas se tratarem somente por causa de sua identidade de gênero ou por quem eles se apaixonam não é só absurdo como também é prejudicial para crianças e jovens que merecem ser tratados com dignidade e respeito".

Carmen Yulín Cruz, prefeita de San Juan, capital de Porto Rico, também usou sua conta no Twitter para apoiar a decisão do governador: "As terapias de conversão são desumanas e visam privar o ser humano de sua dignidade. Amor é amor. É um conceito simples. Os compatriotas da comunidade LGBTT amam e ponto. E o amor sempre supera o ódio: SEMPRE".

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado anteriormente, Porto Rico é um estado dos Estados Unidos da América.

Diversidade