PUBLICIDADE
Topo

Suposto rastro de fogo no céu surpreende moradores em SP; entenda fenômeno

Acervo pessoal/Gabriel Miceli
Imagem: Acervo pessoal/Gabriel Miceli

Fabiana Marchezi

Colaboração para o UOL

19/04/2018 20h00

Um rastro de fogo que se movia lentamente pelo céu chamou a atenção de moradores de Santos e São Vicente, no litoral de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (18). Apesar de facilmente confundido com um cometa, meteoro, ou destroço de aeronave, segundo um especialista ouvido pelo UOL, o fenômeno é na verdade bem comum -- e nada tem a ver com fogo. Trata-se da trilha de condensação de um avião a jato; ou seja, uma variante avermelhada daquele rastro normalmente branco que aeronaves deixam nos céus.

“O ar estava frio e as imagens foram feitas no final da tarde, com o sol já baixo. Quando se está próximo ao horizonte, o rastro fica avermelhado. As nuvens iluminadas pelo sol próximo ao horizonte são sempre avermelhadas”, explicou Roberto da Costa, professor no Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da Universidade de São Paulo (USP).

Leia também:

Foi a cor vermelha e intensa que prontificou a ação do advogado Gabriel Miceli, de 27 anos, que registrou o fenômeno em vídeo. Ele fotografava o entardecer da sacada de seu apartamento. “O céu estava incrivelmente limpo e ensolarado. Quando eu vi o rastro, que parecia de um avião, já comecei a filmar”, disse.

    Ainda de acordo com Costa, as imagens deixam claro que se trata mesmo da trilha de condensação de um avião a jato. “É muito evidente que se trata de um avião. Se fosse um objeto caindo em queda livre, poderia mesmo ser lixo espacial, ou até uma mecha de balão de ar quente caindo. Mas o relato e as imagens mostram uma movimentação lenta, diferente do que ocorreria nesses casos”, concluiu.