Mais informação com menos tempo de leitura
Topo

Menino de 11 anos acha carcaça de mamute de 30 mil anos na Rússia

Do UOL

Em São Paulo

04/10/2012 22h26

A carcaça de um mamute que viveu há aproximadamente 30 mil anos foi encontrada na região da Sibéria, na Rússia, por um menino de 11 anos que estava passeando com seu cachorro.

Parte da carcaça, que pesa cerca de 500 quilos, teria sido preservada pelo gelo. Segundo a Academia Russa de Ciências, é o segundo mais bem preservado mamute na história da paleontologia e a primeira descoberta "de qualidade" desde 1901. Cientistas dizem que o animal tem partes bem preservadas de pele, carne e alguns órgãos.

Calcula-se que o mamute teria entre 15 a 16 anos de idade no momento da morte, idade considera jovem, dada a expectativa de vida média dos mamutes de 60 a 80 anos. A criatura foi apelidada Zhenya.

O local da descoberta fica perto de uma estação meteorológica na península Taimyr, no norte da Sibéria. O mamute foi levado para a região de Krasnoyarsk e deve ser levado para pesquisas em Moscou.

As informações são da imprensa russa.

Mais Tilt