Topo

Carta sobre descobrimento do DNA é leiloada por mais de R$ 10 milhões

Em Nova York

10/04/2013 16h27Atualizada em 11/04/2013 12h30

A carta que o cientista britânico Francis Crick escreveu a seu filho para comunicá-lo sobre o descobrimento do DNA junto com James Watson, foi leiloada em Nova York por um preço de US$ 5,3 milhões (cerca de R$ 10,4 milhões), em um evento organizado pela casa Christie's nesta quarta-feira (10).

Há 60 anos, Crick enviou uma carta de sete páginas a seu filho Michael, que então tinha 12 anos, na qual explicava no que consistia o ácido desoxirribonucleico (DNA) e enumerava as bases que o compunham: adenina, citosina, guanina e timina.

O interesse que a carta despertou entre os colecionadores se reflete no fato de que o preço da venda superou em muito as expectativas da casa de leilão, que tinha estimado que seria adquirida por entre US$ 1 milhão e US$ 2 milhões (de R$ 1,9 milhão a R$  3,9 milhão).

"Leia isso cuidadosamente para que entenda", é possível ler na carta datada de 19 de março de 1953, que Crick enviou a seu filho, quando o menino estava em um colégio interno britânico.

Segundo explicou à Agência Efe, o especialista em livros e manuscritos da casa de leilões Christie's, Patrick McGrath, esta foi a primeira vez em que falaram sobre o achado histórico, pois a carta foi enviada algumas semanas antes de os dois pesquisadores publicarem a pesquisa na revista científica Nature.

"Crick não queria somente documentar o descobrimento. Como pai, queria expressar sua emoção para seu filho amado, que também se interessava muito pela ciência", acrescentou McGrath.

Assim, este documento não é somente importante do ponto de vista científico, mas também pelo lado emotivo, pois é um pai falando com seu filho com carinho, que termina a carta dizendo: "com muito amor, papi".

O cientista expressa sua "emoção" nestas páginas perante este descobrimento que ele mesmo classifica como "muito importante".

"Acreditamos ter encontrado o mecanismo básico de cópia de que a vida procede da vida. Imagine o quanto estamos emocionados", escreveu o cientista.

Além disso, o manuscrito está ilustrado com desenhos feitos à mão por Crick da dupla hélice do DNA, com os quais buscava fazer mais compreensível o descobrimento a seu filho.

Agora, Michael Crick, o filho do cientista, decidiu vender este manuscrito para destinar a metade da quantidade arrecadada para o Instituto Salk de Estudos Biológicos na Califórnia, onde Francis Crick ingressou em 1973 para desenvolver pesquisas de neurociência.

No leilão, também foi vendido um retrato a lápis de Francis Crick  feito por sua mulher, Odile, por um preço de US$ 14 mil (R$ 27,6 mil), assim como um livro de notas de quatro páginas do cientista por US$ 17 mil (R$ 33,5 mil).

Crick faleceu aos 88 anos em 2004 e foi agraciado com o Prêmio Nobel de Medicina em 1962 junto com James Watson e Maurice Wilkins.

Mais Tilt