PUBLICIDADE
Topo

Antena móvel em carro de polícia, SAMU e barco circula internet pelo Brasil

Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC), lançado pela Telebras - Reprodução/Thales Alenia Space
Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC), lançado pela Telebras Imagem: Reprodução/Thales Alenia Space

Renata Baptista

De Tilt, em São Paulo

25/02/2021 12h02

Áreas do Brasil que não têm acesso à internet vão receber, em breve, um protótipo de antena móvel que permite o acesso à rede por conexão via satélite. Com cerca de 40 quilos e 1,30 metro de diâmetro, ele será fixado no teto de ambulâncias, carros de polícia e embarcações de órgãos federais, segundo anunciou na terça-feira (23) o Ministério das Comunicações.

A antena foi criada com o apoio da Agência Espacial Europeia e aproveita a internet do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGCD), do Governo Federal, que é operado tanto pela Telebras como pela Viasat, operadora norte-americana.

Ela mantém a conexão com o SGCD a velocidades de até 185 km/h e vai ser alimentada a partir da bateria do carro ou da embarcação em que a antena for instalada.

"A solução tecnológica usa a banda Ka, do satélite, e a LTE, do 4G, e faz a comutação automática de uma para outra. Com isso, as pessoas não percebem quando se está usando uma ou outra rede", afirmou o presidente da Telebras, Jarbas Valente.

Nas últimas semanas, o protótipo foi apresentado para 17 potenciais clientes da esfera pública. Os Correios estão entre aqueles que demonstraram interesse. A tecnologia também será apresentada à iniciativa privada, para utilização em ônibus durante viagens intermunicipais e interestaduais, por exemplo.

As aplicações da tecnologia são diversas, segundo Valente. Entre os exemplos que ele citou está o de ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), para atualizar a equipe médica sobre o estado do paciente, e por equipes do Corpo de Bombeiros ou do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no combate a focos de incêndio.

Protótipo de antena de internet móvel via satélite para veículos - Marcello Casal Jr/Agência Brasil - Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Protótipo de antena de internet móvel via satélite para veículos
Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Em torno de 20% da população brasileira ainda não tem internet, o que corresponde a 45 milhões de brasileiros. A maioria das falhas na cobertura está nas regiões Norte e Nordeste do país.

Segundo o ministro da Comunicações, Fabio Faria, foram instalados 13.600 pontos de internet gratuita, ilimitada e de alta velocidade com o programa Wi-Fi Brasil, mas em algumas localidades é mais caro o uso por fibra óptica. Daí a necessidade de outras alternativas como a antena.