PUBLICIDADE
Topo

Deu Tilt #1: Não é lenda! Hackers roubam centavos de bancos até ter milhões

De Tilt, em São Paulo

07/03/2020 04h00

Hackers. O que comem? Onde vivem? Por que usam moletom de capuz para ficar na frente de uma tela cheia de letrinhas verdes. No primeiro episódio do podcast "Deu Tilt", o colunista do canal de ciência e tecnologia do UOL Ricardo Cavallini, o Cava, entrevista dois deles para acabar de vez com esse estereótipo do moleque invasor de sistemas (ouça no arquivo acima o programa).

Hiago Kin, CEO da Deepcript e especialista em análise de perfis alvos de ataques hackers, e Sofia Marshallowitz, especialista em dados e pesquisadora de inteligência artificial, descrevem o dia a dia do profissional de dados e segurança cibernética. O que é um hacker, o que ele faz e quais empresas estão contratando este perfil? Como os hackers estão usando inteligência artificial para nos salvar da burocracia? Como eles agem para nos ajudar? É preciso fazer faculdade para virar hacker? Essas são algumas questões levantadas na entrevista.

O humorista Felipe Xavier, o Dr. Pimpolho, e o escritor Mentor Neto mandam perguntas para os entrevistados e querem saber: o que fazer quando seu computador é sequestrado, tem solução? É lenda urbana que hackers roubam centavos dos bancos até juntar milhões? (a partir de 35:54 no arquivo de áudio acima)

Veja o que os hackers responderam:

O sequestro de sistemas de computador ou arquivos, conhecido como ransomware, tem solução. (a partir de 36:59)

Existem casos em que a infecção do computador seleciona e encripta algumas extensões. Dependendo das condições da máquina e das condições dos arquivos, os dados podem ser desencriptados e, se isso for feito de forma correta, podem ser recuperados. Existe um portal, chamado "No More Ransom" (Chega de Ransom), que reúne gratuitamente as bases de dados de várias organizações do mundo e as pesquisas e vacinas de bons profissionais de segurança.

Quanto dinheiro some de bancos por meio de hackers? O sistema bancários brasileiro é diferente do resto do mundo? (a partir de 39:52)

Os bancos fazem questão de não divulgar os valores, inclusive quando nos contratam, diz Kin. Mas o que dá para falar é que os valores são muito altos e o Brasil é o segundo país do mundo em tecnologia de segurança bancária, é um país de ponta. Então, o número de roubos envolvendo altos volumes de dinheiro é muito baixo. O perfil dos hackers daqui é: muitos ataques, bem-sucedidos, mas de valores baixos, de cerca de R$ 3.000. Então, sim, eles roubam R$ 3.000 de uma senhora às 2h da manhã. "Eles fazem isso 40 mil vezes por mês."

"Existe um grupo bem específico de hackers, o Lazarus Group, especializado em roubos a banco. Do nada somem R$ 40 milhões do banco de forma totalmente indetectável. Eles montam uma RecOps [otimização do recrutamento] com 20, 30 pessoas que fazem um trabalho que nem a NSA [National Security Agency, agência nacional de segurança dos EUA e maior órgão de dados de criptologia do mundo] pega esses caras."

Referências citadas:

  • Série de TV: Mr. Robot
  • Livros: "Mitnick, A Arte de Enganar", de Kevin Mitnick; "Contagem Regressiva até Zero Day", de Kim Zetter

*

Podcasts são programas de áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e lugar —no computador, smartphone ou em outro aparelho com conexão à internet. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição. Você pode ouvir Deu Tilt, por exemplo, no Spotify, na Apple Podcasts, no Deezer e no YouTube.