PUBLICIDADE
Topo

Poste de luz pode dar choque durante temporal? Veja que cuidados tomar

Homem morre eletrocutado em ponto de ônibus na avenida Rio Branco, em São Paulo - Willian Moreira/Futura Press/Estadão Conteúdo
Homem morre eletrocutado em ponto de ônibus na avenida Rio Branco, em São Paulo Imagem: Willian Moreira/Futura Press/Estadão Conteúdo

Bruna Souza Cruz

De Tilt, em São Paulo

09/01/2020 18h44Atualizada em 10/02/2020 18h20

A temporada de chuvas recomeçou e, infelizmente, as notícias não são boas. A mais recente envolveu a morte de um rapaz de 22 anos que foi eletrocutado após encostar em um poste de iluminação pública durante um temporal. O caso reacendeu uma série de dúvidas sobre os riscos reais de tragédias assim acontecerem.

Segundo a Polícia Militar, o rapaz era um morador de rua que tentava pular uma grade de ferro na tentativa de chegar até um ponto de ônibus na região central de São Paulo para se proteger da chuva. Nisso, acabou encostando no poste de luz e recebeu a descarga elétrica fatal.

Para Edson Martinho, engenheiro eletricista e presidente-executivo da Abracopel (Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade), as chances de tragédias assim acontecerem não são grandes. Mas existe sim um risco mediano.

Os postes de luz, via de regra, não devem oferecer riscos. Mas, a falta de manutenção constante, instalações erradas e o vandalismo são fatores concretos que prejudicam a segurança desses sistemas. O período de chuvas também é um fator que preocupa ainda mais.

Por que a chuva e eletricidade não combinam?

A resposta para a pergunta acima pode soar até obvia para muitas pessoas. Mas é sempre bom lembrar: que a água e circuitos elétricos não combinam.

A água (não pura) funciona como um bom condutor de eletricidade. Uma vez energizada, é choque na certa. E ele pode ser fatal.

Tentando simplificar, a corrente elétrica funciona com base em elétrons que ficam se movimentando de um lado para o outro. Essa dinâmica acontece porque existe um meio de propagação propício para isso. No caso das chuvas, a água se transforma em um desses caminhos. E dos bons.

Em uma descarga elétrica, o corpo humano passa a receber toda essa energia. Os impactos disso tudo podem envolver formigamentos, queimaduras e até parada cardiorrespiratória.

A tragédia de São Paulo reuniu dois ótimos condutores de eletricidade: a água da chuva e o metal da grade, no qual o jovem de 22 anos estava.

Para Martinho, uma possível falha interna no poste de luz (talvez um fio tenha se partido) pode ter sido o motivo por ele ter se energizado indevidamente.

"Com essa energização do poste, a pessoa deve ter encostado e fez o caminho da eletricidade para a terra. Como estava molhado, tudo isso foi potencializado e o choque acabou virando fatal", explicou Martinho.

A polícia ainda segue investigando os detalhes do caso. A Prefeitura de São Paulo afirmou que lamenta o ocorrido e aguardará o laudo pericial que vai identificar as causas do acidente.

Precauções

Em um texto publicado no site do Ministério da Saúde, o consultor técnico do órgão, Ricardo Sales, alerta que é preciso checar a situação da vítima antes de qualquer atitude. "Se a pessoa que recebeu a descarga está em uma situação de risco, em contato com a rede elétrica, é preciso solicitar o socorro do Corpo de Bombeiros para desativar a fonte antes de qualquer coisa", explica.

Em um acidente envolvendo um poste ou fios da rede elétrica pública, os bombeiros devem verificar a situação antes de qualquer pessoa se aproximar ou tocar nos objetos. Se for em uma residência, dá para desligar a chave geral de força ou retirar da tomada o aparelho envolvido no choque.

Mais outras precauções do Ministério são:

  • Nunca mexa na parte interna das tomadas com dedos ou objetos, principalmente metálicos
  • Nunca deixe as crianças brincarem com as tomadas
  • Ao trocar lâmpadas, toque somente na extremidade do suporte (de porcelana ou plástico) ou no vidro da lâmpada. Se possível, desligue a chave geral antes de fazer a troca
  • Nunca toque em aparelhos elétricos quando estiver com as mãos ou o corpo molhados
  • Não mude a chave de temperatura (inverno/verão) do chuveiro elétrico com o corpo molhado e o chuveiro ligado
  • Ao manusear objetos metálicos, tenha cuidado para que não esbarrem em nenhum cabo elétrico
  • Nunca pise em fios caídos no chão nas ruas
  • Não sobrecarregue as instalações elétricas com vários utensílios ao mesmo tempo, pois os fios esquentam e podem ocasionar um incêndio
  • Observe se os orifícios e grades de ventilação dos eletrodomésticos (como TV, vídeo e forno de microondas) não se encontram vedados por panos decorativos, cobertas etc.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS