Topo

Quais são as chances de "bola de fogo" vista em 2017 atingir a Terra?

iStock
Imagem: iStock

De Tilt, em São Paulo

23/10/2019 10h42

Um estudo realizado por astrônomos apontou que a "bola de fogo" que explodiu no céu do Japão em 2017 está ligada a um enorme asteroide que pode atingir a Terra no futuro. Porém, a possibilidade de o evento ocorrer é de apenas 6% nos próximos 10 milhões de anos.

O estudo, publicado na revista Arxiv, relaciona a "bola de fogo" do Japão ao asteroide binário conhecido como 2003 YT1. Ele é composto por duas rochas que orbitam entre si - uma com 2 km de diâmetro e outra com 210 m de comprimento.

O fragmento que passou pelo Japão em 2017, porém, era bem menor e inexpressivo. O tamanho era similar ao de uma bola de tênis de mesa (2,7 cm de diâmetro).

A conexão com o asteroide 2003 YT1 foi realizada a partir de estudos que analisavam como a bola de fogo se movia e da engenharia reversa de sua órbita. Ainda não se sabe como o fragmento se desprendeu.

Descoberto em 2003, o asteroide 2003 YT1 faz parte do grupo Apollo, cujas órbitas são consideradas próximas à da Terra dentro dos parâmetros estabelecidos pelos astrônomos.

Tilt