Topo

Quero fazer o que ninguém fez, diz jovem que pode ser a 1ª a pisar em Marte

Alyssa Carson se dedica ao sonho desde que era criança - Divulgação
Alyssa Carson se dedica ao sonho desde que era criança Imagem: Divulgação

Bruna Souza Cruz

De Tilt, em São Paulo

21/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Alyssa Carson tem 18 anos e quer ser a primeira pessoa a pisar em Marte
  • Ela passou os últimos 11 anos se dedicando e quer uma vaga na missão de 2033
  • Pouca idade, currículo vasto: visitou 14 centros e 3 acampamentos da Nasa
  • Após vários treinamentos e certificações, ela está apta para participar de treinamentos oficiais

Aos 18 anos, muitas pessoas sonham em iniciar uma faculdade, trabalhar para ter independência financeira, pagar os boletos. Alyssa Carson quer algo bem diferente: ser uma das primeiras pessoas a pisar em Marte. E, se depender da Nasa, essa missão já tem até data: 2033.

Nascida em Hammond, no estado da Louisiana, a norte-americana atualmente cursa faculdade de astrobiologia no Instituto de Tecnologia da Flórida e é uma forte candidata. Mesmo com a pouca idade, Alyssa já tem um currículo promissor.

A estudante passou os últimos 11 anos se dedicando e fortalecendo os planos para "conquistar" o planeta vermelho. Hoje, Alyssa é considerada a astronauta mais jovem em treinamento para uma viagem espacial. E nem mesmo a possibilidade de ser uma viagem só de ida a assusta.

Estou fazendo coisas que gosto e que no futuro serão benéficas. Quanto aos riscos [da missão para Marte], tenho muita fé no programa espacial. Se a única opção fosse ter uma viagem de mão única, eu ainda gostaria de ir. A ideia de fazer algo que ninguém fez antes é emocionante
Alyssa Carson, em entrevista ao Tilt

Para a jovem, conhecer os profissionais que trabalham no programa e ver a paixão que todos têm pelo que estão fazendo só fortalece sua decisão.

Alyssa em um dos acampamentos que participou quando criança - Reprodução/Nasablueberry
Alyssa em um dos acampamentos que participou quando criança
Imagem: Reprodução/Nasablueberry

A estudante esteve no Brasil recentemente para palestrar no Innovation Lab, evento oferecido pelo Experience Club, plataforma de networking para empresas.

Marte e os Backyardigans

Não entendo muito do desenho "Os Backyardigans", mas sei que são animaizinhos aventureiros que viajam para lugares imaginários. Tendo essa premissa, não espanta o fato de Alyssa ter descoberto o planeta vermelho por meio deles.

Com três anos, já dizia para o pai que queria ser astronauta e que seria uma das pessoas a pisar em Marte. Determinada, não?

"Aprendi sobre Marte quando eu era muito jovem. Sempre fiquei fascinada com o espaço e adorava aprender sobre ele. Minhas matérias favoritas na escola eram matemática e ciências", lembrou a estudante.

Esse fascínio pelo desconhecido direcionou Alyssa para o seu primeiro acampamento da Nasa —que ensina ciência e astronomia a crianças nos EUA— aos sete anos. Participou de outros encontros do tipo nos anos seguintes e teve a oportunidade de visitar algumas instalações da agência espacial.

Alyssa começou a fazer parte do programa PoSSUM, que oferece treinamento para quem quer dar os primeiros passos na carreira de astronauta, com 15 anos. Ela foi a mais jovem a ser aceita. Na sexta (18) ela foi ao programa testar um traje espacial e divulgou a experiência em seu Instagram.

No ano seguinte, se formou na Advanced Space Academy, outra importante preparação na área. Mais uma vez foi a mais nova entre os participantes.

Alyssa em simulador da Nasa - Reprodução/Nasablueberry
Alyssa em simulador da Nasa
Imagem: Reprodução/Nasablueberry

Depois de ir até 14 centros de visitantes da Nasa (e bater outro recorde por ser a mais nova a fazer isso), acompanhar alguns lançamentos e participar de três acampamentos da agência espacial, Alyssa está apta para participar de treinamentos oficiais para viagens espaciais. E consequentemente, dos processos seletivos para futuras missões.

"Todo o treinamento que fiz foi absolutamente incrível. Gostei muito da pesquisa em que pude ajudar ao longo do caminho. Eu sempre fui a mais nova, o que foi difícil no começo, mas agora me sinto parte da família deles", afirmou a astronauta trainee.

Como está a preparação para Marte

O caminho até o planeta vermelho vai levar muito mais do que bons anos. A concorrência é alta e Carson vai precisar fortalecer ainda mais o seu currículo, terminar a sua graduação e encontrar mais formas para se destacar.

Ela ressalta que entende bem o quão competitivo é o processo e que está fazendo o que pode para mostrar que é capaz.

"Confio que a tripulação correta será escolhida e, se não estiver incluída, tentarei ajudar a tripulação o máximo que puder da terra", destacou. "Estou me formando em astrobiologia. Escolhi porque é uma mistura de todas as ciências e se aplica a projetos diferentes relacionados ao espaço e aqui na Terra."

Alyssa acredita que as primeiras missões para Marte não devem envolver uma viagem apenas de ida. Isso porque seria interessante que os astronautas retornassem para que consigam fazer análises mais aprofundadas do que for encontrado por lá.

"Acredito que estamos no ponto em que poderíamos colonizar outros planetas. Acho que Marte é o nosso primeiro passo para fazer isso e também para deixar as pessoas mais confortáveis", concluiu.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Astronomia