PUBLICIDADE
Topo

Leitor digital Kindle começa a ser vendido no Brasil nesta quarta, por R$ 300

Kindle chega oficialmente ao Brasil. Novidade estará disponível em uma loja virtual e uma física - Divulgação
Kindle chega oficialmente ao Brasil. Novidade estará disponível em uma loja virtual e uma física Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

18/12/2012 21h42Atualizada em 18/12/2012 21h53

A Amazon anunciou nesta terça-feira (18) que o leitor digital Kindle começará a ser vendido nesta quarta-feira (19) no país por R$ 300. Até então, os brasileiros podiam efetuar a compra pelo site internacional da Amazon, mas pagavam mais caro pelo aparelho (que custa US$ 69 nos EUA, ou cerca de R$ 145). A novidade estará disponível inicialmente na loja virtual do Ponto Frio e também na Livraria da Vila.

A versão do Kindle que será vendida no Brasil é a mais simples. Ele conta com conexão Wi-Fi, tela de 6 polegadas (convencional, não é sensível ao toque) com a tecnologia e-ink e capacidade para armazenar até 1.400 livros eletrônicos. A carga de bateria do leitor digital pode chegar a um mês com a opção de Wi-Fi desligada. 

Em entrevista ao UOL Tecnologia, David Naggar, vice-presidente de conteúdo Kindle, disse que a companhia tem intenção de trazer toda a linha de produtos da Amazon (que é composta por leitores digitais e tablets), mas não deu uma previsão de quando virão e se, de fato, serão vendidos no Brasil. 

De modo geral, o preço dos livros na Amazon é um pouco mais baixo que a versão impressa.  O livro “Cinquenta Tons de Cinza”, por exemplo, é vendido, em média, por R$ 29,90 nas livrarias. Em e-book, o livro custa cerca de R$ 22. Porém, há exceções: A biografia de Steve Jobs, escrita por Walter Isaacson, é vendida no formato e-book por R$ 32,50, enquanto a impressa custa cerca de R$ 30. 

Questionado se existe, baseado na experiência da Amazon em outros países, um determinado período para a redução do preço dos títulos, Naggar informou que depende muito do mercado. “Na Alemanha, por exemplo, tem uma lei que fixa o preço de e-books, mesmo assim os usuários de lá têm gostado muito da loja. Qualquer baixa de preço que obtivermos junto aos nossos parceiros, nós, com certeza, repassaremos aos consumidores."

A Amazon informa que sua loja contém mais de 5.000 títulos gratuitos de autores clássicos como Machado de Assis e Eça de Queiroz. Ao todo, serão 13 mil títulos disponíveis em português. Os livros eletrônicos comprados na Amazon podem ser lidos em dispositivos Android, iOS, computadores com sistema Mac e Windows desde que tenham um aplicativo do Kindle instalado.

A varejista americana informa que, por enquanto, os únicos serviços que vão disponibilizar no Brasil são a venda de livros virtuais e do leitor de e-books Kindle.