PUBLICIDADE
Topo

Venda do iPhone 5 atrai centenas em Londres; primeiro da fila arrecada R$ 9.843 para doação

Ryan Willians, 21, conseguiu arrecadar R$ 9.843 para uma instituição de pesquisa contra o câncer enquanto esteve na fila - Ana Macchi/UOL
Ryan Willians, 21, conseguiu arrecadar R$ 9.843 para uma instituição de pesquisa contra o câncer enquanto esteve na fila Imagem: Ana Macchi/UOL

Ana Macchi

Do UOL, em Londres

21/09/2012 10h04

A fila para o lançamento do iPhone 5 na maior loja da Apple na Europa, no Centro de Londres, já reunia centenas de pessoas na região de Covent Garden na manhã desta sexta-feira (21). O primeiro "felizardo" a garantir o aparelho foi Ryan Willians, 21 anos, que vive dia de celebridade, posando e dando entrevistas para dezenas de jornalistas do Reino Unido e do mundo. O jovem, além de conseguir o iPhone 5, arrecadou 3 mil libras (cerca de R$ 9.843) para doar a uma instituição do Reino Unido que pesquisa a cura da do câncer.

“Tudo isso está sendo muito legal, valeu a pena fazer plantão na frente da loja por uma semana, pois conseguimos alcançar o nosso objetivo de divulgar a pesquisa do câncer”, disse o jovem, que enfrentou a fila para conseguir doações para a “Cancer Research UK”. Willians conseguiu superar em 1.000 libras a expectativa de arrecadação.

A deficiente visual Keole Doyle, 25 anos, viajou de Dublin, na Irlanda, para Londres para comprar o iPhone 5. “É o melhor smartphone para o deficiente visual usar, nem se compara com os outros, podemos navegar na internet e enviar e-mails com facilidade”, disse a jovem, que lamenta apenas não ter chegado antes na fila. “Estou em Londres desde quarta-feira, mas as pessoas que me hospedaram não quiseram vir. Acabei vindo para a fila apenas hoje de manhã”, disse a jovem, que já deu o seu antigo celular – um iPhone 4S – para a irmã.

''Clima Apple''

A fila que não para de crescer em Covent Garden surpreende até os seguranças contratados para organizar o local. Já o bem estar dos clientes está sendo garantido pelos funcionários da loja, que distribuem água para as centenas de pessoas que esperam por sua vez de comprar e que enfrentam um frio de 13 graus. Os funcionários da loja também buscam cada cliente na fila para concretizar a compra. A Apple organizou um grupo de funcionários para aplaudir todos que saem da loja com o lançamento.

Mian Usman e M. Irfan fazem parte de uma equipe de cerca de 50 pessoas contratadas para manter o clima calmo nas proximidades da Apple. “É um ambiente animado, tem muito trabalho, mas é bom porque o tempo passa rápido. Vamos trabalhar das 7 da manhã às 7 da noite.”

A compra em primeira mão foi motivo de orgulho para o estudante Mohamed Kheu, 24 anos, de Dubai. “Fui o 15º a comprar, cheguei às 2 horas da tarde de ontem (quinta-feira), passei a noite na fila, mas valeu a pena. Comprei um para mim e outro para o meu irmão”, comemorou o jovem.

  • Luke MacGregor /Reuters

    Centenas de pessoas enfrentam fila para comprar o iPhone 5 na Apple Store de Covent Garden

Outro fanático pela marca, o indiano Setinder Singh, 26 anos, conta que nunca se arrependeu de passar a noite ao relento para comprar o aparelho antes dos amigos.  Ele já planeja sua presença na fila para a ocasião do lançamento do próximo iPhone. “Fiquei na fila para comprar o iPhone 4S e agora para comprar o 5.  Foi tranquilo, todo mundo é muito educado. Eu e o meu primo chegamos ontem (quinta-feira) às 16h e dormimos em uma barraca. Essa foi a maior fila que já vi”, completa.

Para o paquistanês Mustafa Rafiq, 21 anos, a jornada de 17 horas de espera pelo aparelho, que é seu primeiro iPhone, foi cansativa. “Não dormi e nem deitei, fiquei só no senta, levanta, fuma, senta, levanta, fuma”, disse o estudante de Administração de Empresas.

O movimento de pessoas atraídas pelo lançamento aumentou a quantidade de gente em Covent Garden, mas parece não ter contribuído muito para alavancar o comércio local. “Se tivemos um aumento nas vendas de 5% foi muito”, reclama Moe Khen, proprietário de um negócio na região por onde a fila passa.