Topo

Ciberataques afetam centenas de escolas e prefeituras dos EUA

Hackers sequestram sites e cobram resgate em criptomoedas - Tommaso79/Getty Images
Hackers sequestram sites e cobram resgate em criptomoedas Imagem: Tommaso79/Getty Images

01/10/2019 13h53

Centenas de prefeituras, escolas e organizações de saúde dos Estados Unidos foram afetadas por ataques de ransomware (sequestro de dados) em 2019, que causaram grandes interrupções dos serviços - informaram investigadores nesta terça-feira (1º).

A empresa de segurança Emsisoft disse que pelo menos 621 entidades governamentais, prestadores de serviços de saúde, distritos escolares e universidades foram afetados por ransomware nos primeiros nove meses de 2019.

Os ataques, que bloqueiam as redes de computadores se o resgate não for pago, levaram à interrupção dos serviços municipais e médicos e ao fechamento de algumas escolas, segundo o relatório.

Os pesquisadores não tinham dados do ano passado para comparar, mas disseram que o ransomware parece estar surgindo à medida que hackers buscam a vulnerabilidade das redes de computadores mais antigas e usam criptomoedas para receber dinheiro anonimamente.

"Não há razão para acreditar que os ataques serão menos frequentes em um futuro próximo", disse o diretor de tecnologia da Emsisoft, Fabian Wosar.

"As organizações precisam tomar uma decisão muito simples: preparar-se agora, ou pagar depois", completou.

Os investigadores disseram que o uso do seguro cibernético pode estar tornando o ransomware mais lucrativo do que seria e "incentiva novos ataques".

Um relatório preparado no início deste ano pela Internet Society constatou que as perdas globais de ransomware aumentaram 60% no ano passado, chegando a US$ 8 bilhões.

A Emsisoft disse que pelo menos 68 entidades estatais, de condados e municipais foram atacadas por ransomware, incluindo incidentes amplamente divulgados em Baltimore, Maryland e New Bedford, Massachusetts.

Hacker