PUBLICIDADE

Topo

Free Fire: 5 coisas legais que esperamos para 2022

Divulgação/Garena
Imagem: Divulgação/Garena

Daniel Esdras

do GameHall

10/01/2022 04h00

Ano novo é promessa de muitas novidades no decorrer das diversas temporadas que chegarão ao Free Fire. Os jogadores do game mais jogado pelos brasileiros fazem suas listinhas de desejos para 2022, e o Start não poderia ficar de fora.

Pensamos em cinco coisas bem interessantes que esperamos ver ao longo do ano no Frifas. Mas e você? Conta para a gente nos comentários o que espera para o battle royale neste ano.

Mais parcerias com a cultura brasileira

Free Fire - AmandaFleure/UOL - AmandaFleure/UOL
Montagem Free Fire CBF
Imagem: AmandaFleure/UOL

Não é novidade no Free Fire: temos o personagem inspirado no DJ Alok, autor da música do Mundial de 2019, e, mais recentemente, o Free Fire se tornou patrocinador oficial da Seleção Brasileira de Futebol.

No entanto, acreditamos que a quantidade de jogadores brasileiros que se dedicam ao jogo merecem ainda mais, principalmente em eventos de skins especiais para personagens e equipamentos. O Brasil tem fenômenos culturais como a Turma da Mônica de Maurício de Souza, ídolos como Ayrton Senna e vários jogos independentes de sucesso, além de diversos músicos com alcance global.

As possibilidades não são poucas e colaborações desse tipo geram oportunidades de difundir ainda mais a cultura brasileira mundo afora.

Personagens mais diversos

Free Fire - Reprodução - Reprodução
Samira Close Streamer
Imagem: Reprodução

A Garena vem aumentando cada vez mais o número de personagens jogáveis em Free Fire - já são mais de 40 neste início de 2022. No entanto, ainda falta um longo caminho para que todos os jogadores possam se sentir representados no jogo.

Um exemplo claro é a escassez de mulheres negras no plantel. Shani pode ser considerada a única mulher negra do jogo, enquanto há cerca de 15 mulheres brancas para os jogadores escolherem.

Além disso, a comunidade LGBTQIA+ também carece de representação. Free Fire conta com streamers fortíssimas na comunidade, como Samira Close, e ainda assim não há um personagem representativo confirmado pela Garena.

Outros jogos competitivos com foco em personagens e com comunidades vibrantes contam com uma grande diversidade de opções, e seria legal a desenvolvedora pensar com mais carinho nessa questão ao longo de 2022.

O retorno definitivo dos campeonatos presenciais

Frifas - Divulgação/Garena - Divulgação/Garena
Free Fire Mundial
Imagem: Divulgação/Garena

Sabemos que este desejo vai muito além do Free Fire. Estamos chegando ao terceiro ano da pandemia de Covid-19 e tudo o que queremos é que isso acabe de vez.

Com o aumento do número de pessoas vacinadas no Brasil, os eventos de esporte começaram a ter público novamente no final do ano passado. Se a tendência criada pela Riot Games for seguida, a vacinação dos jogadores também será obrigatória no Free Fire e teremos um ambiente mais seguro para o retorno pleno das competições.

Campeonatos como o Free Fire World Series de 2019, que aconteceu no Rio de Janeiro, marcam a história do cenário e aproximam ainda mais a comunidade do jogo. Que 2022 seja marcado pela volta destes eventos com grandes públicos presentes.

Maior variedade de mapas

Alpine - Divulgação/Garena - Divulgação/Garena
Free Fire mapa Alpine
Imagem: Divulgação/Garena

Essa expectativa começou a ser atendida logo no início do ano! Ainda assim, acreditamos que a Garena demora muito para lançar novos mapas no modo Battle Royale, o que acaba impactando também o modo Contra Squad - foram dois anos sem mapas novos desde Kalahari.

Alpine, o mais novo mapa que foi adicionado agora no início de 2022, vem atraindo jogadores de volta. Mapas novos trazem consigo a necessidade de aprender os melhores locais para fazer loot, novas estratégias de combate e de fuga. Caso isso aconteça mais vezes ao longo do ano, o número de jogadores só irá crescer e o cenário competitivo se tornará cada vez mais interessante.

Mais possibilidades para adquirir personagens gratuitamente

Free Fire - Reprodução - Reprodução
Alok Free Fire
Imagem: Reprodução

Nossa última expectativa é a mais difícil de ser atendida, uma vez que mexer de forma radical na economia de um jogo é algo raro. No entanto, acreditamos que houve mudanças significativas no sistema de níveis dos personagens, que passaram a permitir melhorias de nível ao investir tempo, e não somente dinheiro real - seria interessante ir além e ter essa opção na hora de adquirir novos personagens.

Free Fire é um jogo competitivo em que a combinação de habilidades do personagem pode definir partidas. Muitos jogadores não têm condições de comprar cada um dos novos personagens que são lançados, ou mesmo aqueles que são poderosos e extremamente caros como Alok. As promoções até acontecem, mas são raras.

Dar aos jogadores a opção de comprar os personagens com a moeda adquirida no jogo, como diversos outros já fazem - Pokémon Unite é um bom exemplo - torna a competitividade mais inclusiva e incentiva os jogadores a investirem mais seu tempo diariamente.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol