PUBLICIDADE

Topo

Nintendo Switch vendeu mais jogos em 2021 e deve bater recorde de usuários

De START

Em São Paulo

05/11/2021 12h06

O mais recente relatório trimestral da Nintendo traz importantes revelações sobre a saúde e longevidade do Switch. Dados revelam que a plataforma cresceu em total de games disponíveis e em vendas desses games. Além disso, ela está em ritmo acelerado para bater seu recorde de usuários.

Nintendo Switch - gráfico de público em 2021 - Reprodução/Nintendo - Reprodução/Nintendo
Imagem: Reprodução/Nintendo

No ano fiscal de 2021 (que terminou em março), o console tinha cerca de 5.600 softwares disponíveis na eShop, sua loja eletrônica. No total, foram vendidas 230 milhões de unidades. Já no atual ano fiscal (que acabou de passar pela metade), o acervo chegou a mais de 6.700, e as vendas alcançaram 93 milhões.

Nintendo Switch - gráfico de público em 2021 - Reprodução/Nintendo - Reprodução/Nintendo
Imagem: Reprodução/Nintendo

O dado mais significativo, porém, é o total de "usuários anuais", ou seja, pessoas que jogam com o Switch pelo menos uma vez por ano. Em todo o ano fiscal de 2021, esse valor foi de 87 milhões. Nos primeiros seis meses do ano fiscal de 2022, ele já chegou 79 milhões.

Nintendo Switch - gráfico de público em 2021 - Reprodução/Nintendo - Reprodução/Nintendo
Imagem: Reprodução/Nintendo

Ainda segundo os dados, a base da comunidade do Switch está entre 20 e 30 anos. O segundo grupo mais importante é dos 30 aos 40.

A faixa infantil e adolescente é relativamente pequena. Por um lado, é sinal de que o Switch não é visto como um "videogame para crianças", como detratores gostam de dizer; por outro, significa que a Nintendo está falhando em conquistar novos fãs, que poderão ser fieis à marca por toda a vida.

Com dados saudáveis, não foi surpresa que uma das conclusões do relatório é que a Nintendo ainda não tem planos concretos para um console de nova geração - embora o Switch seja três anos mais velho que os rivais PlayStation 5 e Xbox Series S e X, lançados em 2020.

Durante a apresentação do relatório, o presidente da empresa, Shuntaro Furukawa, disse apenas que "a respeito da nova geração, ainda não estamos vendo isso agora (...) Ainda estamos passando por discussões internas sobre conceito e timing [de lançamento]."

Ele reforçou que o Switch ainda está "no meio" do seu ciclo de vida, o que pode significar pelo menos mais quatro anos como foco principal da empresa, sem um sucessor.

Shuntaro está tão confiante que acha possível que o próximo ano fiscal também veja crescimento nas vendas, pela sexta vez consecutiva: "Seria algo que nunca vivenciamos antes no nosso setor de plataformas de videogames", afirmou. E isso aconteceria mesmo com a redução nas previsões de vendas do ano por causa da escassez de microchips que afeta todo o mercado de eletrônicos atualmente.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol