PUBLICIDADE

Topo

Fortnite: Zenon, fenômeno de 10 anos, cria seu próprio time de esports

Em 2020, o jovem comoveu a comunidade gamer, que levantou a hashtag "Free Zenon" - Reprodução/Instagram/Zenon.gp
Em 2020, o jovem comoveu a comunidade gamer, que levantou a hashtag "Free Zenon" Imagem: Reprodução/Instagram/Zenon.gp

Amanda Fleure, do Start

Em São Paulo

12/10/2021 04h00

Com apenas 10 anos de idade, Vitor Hugo "Zenon" já é dono de sua própria organização de esports, a Team Sneakers. O time, que conta com jogadores profissionais e criadores de conteúdo na faixa dos 16 anos, disputa nas modalidades Solo, Duo, Trio e Squad no Fortnite.

No último domingo (10), Fernanda Otake, influencer da casa, se consagrou campeã da Copa dos Criadores de Fortnite. A organização é gerenciada pelo pai de Zenon, Rodrigo Satoru, que apoia o sonho do garoto em se tornar jogador profissional. Para ele, a criação da Snakers tem como missão fomentar grandes talentos no Fortnite brasileiro.

Em entrevista ao Start UOL, Rodrigo revelou que abriu mão do seu antigo trabalho para apoiar o sonho do filho:

Zenon Streamer Fortnite - Reprodução/Instagram/Zenon.gp - Reprodução/Instagram/Zenon.gp
Imagem: Reprodução/Instagram/Zenon.gp

"Não 'perturbo' ele de jogar, mas também quero no mínimo nota 7 nas provas. Esse lance de querer escolher a profissão do filho é coisa do passado, com conversa dá para organizar e fazer algo bem feito, hoje nossa renda vem toda do entretenimento. Eu tinha uma empresa de construção civil e deixei de lado para gerenciar a carreira dele"

Rodrigo Satoru, pai de Zenon e CEO da Team Snakers

O jovem ficou famoso em 2020 após ser banido dos modos competitivos do Battle Royale por não ter a idade mínima de 13 anos para jogar profissionalmente.

O garoto foi banido ao vivo durante uma transmissão, ele tinha 9 anos e havia sido banido por 1460 dias, tempo até completar os 13 anos necessários para competir, segundo a Epic Games.

Zenon Streamer Fortnite - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

A reação do garoto, que chorou em live, comoveu a comunidade gamer que levantou a campanha #FreeZenon nas redes socias. Influenciadores como Felipe Neto e Whindersson Nunes pediram que a Epic Games reconsiderasse. A empresa publicou, logo depois, uma declaração de que iria rever o banimento e que Zenon estava livre para jogar o modo Arena em outra conta.

Rodrigo afirmou que o banimento continua na conta principal do jovem, mas o surgimento da organização trouxe uma nova perspectiva sobre as novas gerações:

Zenon Streamer Fortnite - Reprodução/Instagram/Zenon.gp  - Reprodução/Instagram/Zenon.gp
Imagem: Reprodução/Instagram/Zenon.gp

"Hoje o mundo dos games e é um dos que mais movimenta o mercado, antes crianças queriam ser jogadores de futebol, hoje querem ser streamers e pro players. Existe muito mercado para ser explorado e pessoas para consumir seu conteúdo"

Rodrigo Satoru, pai de Zenon e CEO da Team Snakers

Atualmente, Zenon soma mais de 1 milhão de seguidores nas redes sociais, além de se destacar por suas lives diárias no Facebook Gaming e contar com patrocínio de marcas como Razer, fabricante de periféricos.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol