PUBLICIDADE

Topo

Valorant: Dicas para dominar o novo mapa Icebox

Valorant Icebox - Divulgação/Riot Games
Valorant Icebox Imagem: Divulgação/Riot Games

Daniel Esdras

Do GameHall

27/10/2020 04h00

O jogo de tiro Valorant adicionou mais um mapa para o conflito eterno de agentes. Icebox é clássico e tradicional, com apenas dois pontos para plantar bomba e as três linhas padrão da maior parte dos FPS. A diferença aqui está no design de cada área, com tirolesas, contêineres que dão uma certa verticalidade para o mapa e alguns caminhos e pontos ideais para determinados agentes.

Neste guia você encontra uma explicação geral do mapa, sugestões de agentes mais indicados para brilhar e dicas para defender e atacar cada ponto. Só vem!

Dicas para o B

Valorant Icebox - Reprodução/Gamehall - Reprodução/Gamehall
Imagem: Reprodução/Gamehall

Como é

Com uma área mais aberta e uma quantidade boa de contêineres criando ângulos e alturas diversos para quem ataca, esse é o local que vai guardar mais defensores em cada round.

Com uma área bem larga e repleta de corredores longos, muitos dos combates aqui vão ser de média e longa distância. Em alguns pontos, como na cozinha e nas curvas que levam do meio para o corredor, é possível utilizar armas de alcance menor para conseguir alguns abates.

Icebox é o primeiro mapa que permite plantar a bomba em alturas diferentes. Em ambos os pontos, A e B, é possível utilizar os contêineres para plantar a bomba longe do chão e dificultar a vida do time que defende.

Na defesa

Se você vai defender a área, uma dica é utilizar a cozinha para visualizar o corredor principal e o primeiro corredor formado por contêineres laranjas, deixando apenas o corredor com os verdes para ser protegido pelos outros companheiros. Vale lembrar que o controle do meio é importante para defender esse último.

No ataque

Para quem está atacando, a dica é abusar dos pontos elevados e habilidades dos agentes para criar confusão nos inimigos. Assim que for possível, plante a bomba em um local elevado e faça o dever de casa para protegê-la.

Dicas para o A

Valorant Icebox - Reprodução/Gamehall - Reprodução/Gamehall
Imagem: Reprodução/Gamehall

Como é

Ao contrário do ponto B, o A é fechado, com ângulos para cobrir em quase todos os movimentos. Além disso, há tirolesas cortando todo o local, permitindo que personagens com alta mobilidade façam estragos na linha defensiva.

Na defesa

Por ser um local menor, é possível cobri-lo até com apenas um jogador, no caso dos defensores, desde que a equipe de ataque não tenha agentes de muita mobilidade na área. Você só precisa ser esperto o suficiente para cobrir bem os ângulos e lembrar que, devido à verticalidade natural do mapa, cada checagem deve ser feita também no alto para não ser surpreendido.

No ataque

Para quem ataca, o ideal é estar preparado para combates de distância maior, já que os defensores vão ficar no outro ponto da área. Armas como a Vandal e a Operator vão se sair bem aqui. Em jogos mais bagunçados, em que muitos jogadores se cruzam, as armas de menor alcance também vão bem por conta dos encontros entre as caixas.

Dicas para o meio

Valorant Icebox - Reprodução/Gamehall - Reprodução/Gamehall
Imagem: Reprodução/Gamehall

Como é

A parte central da Icebox é menos complexa que os pontos A e B. Aqui há poucos pontos de elevação para tirar vantagem, e a boa e velha habilidade de cortar ângulos já na testa do adversário vai definir os embates, que aqui vão rolar mais de longe.

Na defesa e no ataque

Por conta do acesso à rampa para o B, flanqueando os defensores, e as possibilidades de acesso ao A para quem ataca, o meio da Icebox é essencial para ambas as equipes. Os rounds, inclusive, devem ser decididos em boa parte das vezes a favor de quem dominar essa área.

Não há muito segredo aqui: é fazer bem o dever de casa, cobrir todos os ângulos e ganhar a área para o seu time.

Melhores Agentes

Valorant Jett - Divulgação/RiotGames - Divulgação/RiotGames
Imagem: Divulgação/RiotGames

E quais os melhores agentes para fazer bonito aqui? Por enquanto, o meta ainda está estabilizando e várias estratégias estão surgindo, mas já é possível ver alguns sinais do que vai rolar.

Agentes de alta mobilidade, como a Jett, que consegue subir rápido nos contêineres e aproveitar as vantagens da verticalidade estão presentes em quase todas as lineups. Combine uma arma de longo alcance com ela, como a Operator, e caçar frags vai ser a diversão da partida.

O Sova também está sendo bastante utilizado, já que se aproveita muito dos corredores que levam do meio para o ponto B do mapa. Com boas flechas, ele pode revelar bem a posição dos inimigos e dar a vantagem para o time, especialmente os defensores.

Por conta das passagens estreitas e a necessidade de um agente ter que tentar segurar um ponto de bomba sozinho, tanto a Killjoy como o Breach estão sendo bastante utilizados. Com os agentes inimigos fechados por corredores, as armadilhas da Killjoy fazem a diferença.

Menções honrosas para a nova agente, Skye e os clássicos Omen e Raze, que também podem se aproveitar tanto dos corredores estreitos como da necessidade de cobrir uma área sozinhos.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol