PUBLICIDADE

Topo

Free Fire: conheça os times que subiram para a Série A na Liga Brasileira

Veja quem são e como foram as campanhas das 7 equipes que compõem a Elite da Série A na LBFF - Arte/UOL
Veja quem são e como foram as campanhas das 7 equipes que compõem a Elite da Série A na LBFF Imagem: Arte/UOL

Thaime Lopes

Colaboração para o START

21/08/2020 04h00

A primeira etapa da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) acabou em março, fechando a Série A com 18 times. Teve equipe que caiu, teve time que subiu, e nesse troca troca de vaga, finalmente foram definidas as 18 organizações que formam a elite e as sete equipes que ganharam um espaço no topo do competitivo.

A formação, porém, não veio sem polêmicas: depois do final da Série A, em 15 de março, ficou definido que a PRG e a SKS cairiam para a Série B. Da Série A, subiriam Santos, Peaky, SS, Bounce, Fear, Rage, Florestais e Team Z. Só que a Florestais perdeu sua vaga após um de seus jogadores deixasse outro player usar sua conta durante o torneio.

A Peaky, por sua vez, perdeu a oportunidade ao permitir que jogadores da SKS se passassem por eles na final da Série C. A Bounce passou pelo mesmo problema de troca de conta.

Depois de muita confusão entre quem subia ou não, no final ficou definido que as equipes que teriam uma vaga na Série A seriam:

  • Cruzeiro
  • Fear
  • GOD Esports
  • Kabum
  • New X Gaming
  • Santos
  • SS Esports

Confira a seguir um resumo da trajetória das equipes até a Elite da LBFF:

Cruzeiro

Cruzeiro Free Fire LBFF - Divulgação/Cruzeiro  - Divulgação/Cruzeiro
Imagem: Divulgação/Cruzeiro

O anúncio que o Cruzeiro conseguiria disputar a próxima etapa do torneio na Série A veio em 7 de abril, pouco depois das desclassificações anteriores acontecerem.

Com a participação confirmada, o time teve a oportunidade de demonstrar seu potencial durante a C.O.P.A., que substituiu o segundo split da LBFF, suspenso após a pandemia. Apesar de não terem ficado bem posicionados na tabela, a organização mostrou que seus players Yuri Gabriel "BOYKA", Frederico "Cebolinha" Franco, Patrick Natividade, Victor Hugo "Horus" e Igzinn estão mais do que prontos para enfrentar os pro players das outras equipes.

Uma curiosidade: Natividade foi o vencedor do torneio Rei do Solo, promovido pela BOOYAH!. Na época o jogador representava a Los Grandes e garantiu o prêmio de R$ 10 mil.

Fear

A Fear é uma das equipes que mais se destacou ao longo da Série C. Atuaram bem ao longo do campeonato e conseguiram bons resultados, mostrando que nem só de nome vive uma organização.

Apesar de as redes sociais da equipe estar meio parada, sem uma confirmação oficial de quem representará o time na LBFF, a última line da Fear era composta por: Thiago "Field" Augusto, Igor "IGOR3", Biri e Felipe "zDaark" Paciti, proprietário e capitão do time.

Segundo zDaark contou no instagram, a line havia sido convidada pela Los Grandes para representar a equipe na LBFF, mas ele optou por seguir independente e levar o escudo da Fear para a o torneio.

A decisão parece ter dado certo: de todas as equipes que subiram da terceira divisão, a Fear foi a segunda mais bem colocada na C.O.P.A., terminando em oitavo lugar.

GOD E-SPORTS

GOD Esports LBFF - Divulgação/GODSports - Divulgação/GODSports
Imagem: Divulgação/GODSports

É impossível acompanhar o competitivo do Free Fire sem conhecer a GOD. Uma das organizações mais tradicionais do jogo, fundada por Edson "GOD", a equipe foi responsável pelo início de diversos jogadores profissionais. Depois de diversas mudanças ao longo dos últimos dois anos, hoje a GOD é representada por:

  • Gerson "General" Júnior
  • Matheus "Pato" Souza
  • Deivison "Luffyxx" Aguiar
  • Guilherme "Broco" Brock
  • Gabriel "Alok10"

Faltam 7 dias para a LBFF, quem aí está com saudade? #GoGOD

Uma publicação compartilhada por GOD E-SPORTS (@godesportsoficial) em


A atual equipe tem como técnico Antônio "Zultra" Carlos e a combinação da line com o coach tem rendido bons resultados: durante a participação na C.O.P.A., terminaram em sexto lugar, garantindo uma vaga na competição sul-americana Gigantes. Lá, quase conseguiram levar o título, mas ficaram como vice-campeões.


Com tanta coisa boa acontecendo, parece que a nova formação da GOD promete (e muito) dar trabalho para as outras equipes da Série A.


KaBuM! Esports

KaBuM Liga NFA - Divulgação/KaBuM - Divulgação/KaBuM
Imagem: Divulgação/KaBuM


Mistério é a palavra que define o que vai rolar com a equipe campeã da terceira temporada Liga NFA na LBFF. Desde que levaram o título do torneio, voltado para times de emulador, a Kabum não falou muito sobre a preparação para a próxima etapa da LBFF.

A equipe entrou no competitivo de Free Fire em setembro do ano passado, com os jogadores Charles "THANOS" dos Santos, João Vitor "PROZIN" de Meira, Murilo "Murilo" de Souza, Ronald "Ronald" Souza e Robert "PRICE" Oliveira, que faziam parte do time Stars.

Agora, segundo o site oficial da Liga, a line-up será composta por: Thanos, Allê "Onyx77" Medeiros, Emerson "Lee77", Hairon "Laga" Borba, Johnnathan "Dimaior" Fernandes e MOG.

New X Gaming

New X Gaming - Reprodução/Thaime - Reprodução/Thaime
Imagem: Reprodução/Thaime

A New X já é conhecida de quem acompanha Free Fire há algum tempo: os campeões da segunda temporada da Pro League, liderados por Ramon "GGeasy" optaram por comprar a vaga do Team Rush e estrear na LBFF já na Série A.

Para voltar ao competitivo com tudo, a New será representada nessa nova fase por Luan "NEPHIRO" Dalves. Marcello "Raposo" Giannella, Felipe "Argonot" Santos, Porcão e PSilva. Desses, Raposo é o nome que mais chama a atenção: o jogador foi campeão do primeiro split com a Team Liquid.

Eae oque acharam desse time pra LBFF ?

Uma publicação compartilhada por NEW PORCÃO (@porcao__) em

Ainda não pudemos ver a line em ação, mas se depender da experiência de GGeasy, os jogadores vão tirar a LBFF de letra.

Santos HotForex e-Sports

Santos HotForex e-Sports - Reprodução/Thaime - Reprodução/Thaime
Imagem: Reprodução/Thaime

O Peixe ganhou o nome da HotForex em janeiro desse ano e, de lá para cá, tem mostrado potencial para se igualar a outro time do futebol que fez uma transição bem sucedida para o Free Fire - o Corinthians.

Os primeiros passos para firmar o nome do Santos no competitivo do Frifas começou com a equipe sendo a grande vencedora da Série C da LBFF, superando outros 1500 times. Na ocasião, eles garantiram uma vaga direta para a Série A e participaram também da C.O.P.A., tendo terminado em 13º lugar e por pouco não garantindo um slot na final do campeonato.

Pouco se sabe sobre quem vai vestir a camisa do Peixe no terceiro split. Por enquanto, foi anunciado que o jogador Tallyson "BOSS" saiu, enquanto San Maswell chegou essa semana. No site oficial da LBFF, ainda consta a line antiga: Felipe "Flock", Matheus "Lobato", Marllon "mvR" e Zikka.

SS Esports

SS Esports - Divulgação/SSEsports - Divulgação/SSEsports
Imagem: Divulgação/SSEsports

O primeiro time com mulheres na LBFF é o SS, que subiu da Série C em final emocionante da terceira divisão. Além da representatividade feminina, a equipe se destacou na primeira fase pelo entrosamento rápido - segundo os jogadores, a line foi formada oficialmente três dias antes do início da etapa.

Atualmente a SS é composta por Tamires "Tami" Letícia, Matheus Antunes e Junior "Aranha". Laura, que havia participado da Série C, agora representa a ALLBANKS. Tami, que continua representando as mulheres, já teve passagem pela equipe feminina da Los Grandes.

Apesar do bom desempenho ao longo da Série C, a SS não conseguiu se destacar durante a C.O.P.A., terminando o torneio na última colocação.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol