PUBLICIDADE

Topo

Fortnite é removido da App Store e Epic Games entra com ação contra Apple

Epic passou a vender V-Bucks mais baratos em Fortnite, sem passar pela Apple; game foi retirado da loja de iOS na sequência - Divulgação
Epic passou a vender V-Bucks mais baratos em Fortnite, sem passar pela Apple; game foi retirado da loja de iOS na sequência Imagem: Divulgação

Thaime Lopes

Colaboração para o START

13/08/2020 17h52Atualizada em 14/08/2020 11h20

O que começou como uma boa notícia está virando dor de cabeça: depois de anunciar redução de preços para os V-Bucks, a moeda de Fortnite, e uma opção de pagamento que não passava mais pela Apple, a Epic Games viu o battle royale ser retirado da loja de iOS.

Enquanto a Epic acusa a Apple de aplicar taxas injustas na comercialização dos aplicativos, a fabricante do iPhone explica que as mudanças no método de pagamento violam as diretrizes da loja. Na App Store brasileira nesta quinta, a busca por "Fortnite" trazia como primeiro resultado Free Fire, o battle Royale da Garena.

Quer pagar quanto?

Na atualização desta quinta (13), Fortnite ganhou algumas novidades, incluindo novos preços e métodos de pagamento. Essa diminuição de valores chegou também na versão para iOS, com duas opções: pagar mais barato pelas moedas fazendo uma transação diretamente com a Epic ou pagar um pouco mais caro e comprar via Apple —a fabricante do iPhone cobra uma taxa de 30% em cima dos valores arrecadados pelos aplicativos comercializados por sua loja.

Algumas horas depois do anúncio, a surpresa: Fortnite foi removido da App Store.

Em comunicado ao START, a Apple afirmou que o motivo foi a Epic ter violado as diretrizes da loja de aplicativos. "[Como resultado do pagamento direto], o app de Fortnite foi removido. A Epic habilitou um recurso em seu aplicativo que não foi revisado ou aprovado pela Apple, e o fez com a intenção expressa de violar as diretrizes da App Store em relação aos pagamentos no aplicativo que se aplicam a todos os desenvolvedores que vendem produtos ou serviços digitais", diz a declaração.

Pagamentos em Fortnite - Reprodução/Epic Games - Reprodução/Epic Games
Mudança nas opções de pagamentos e preços em Fortnite foi anunciada pela Epic nesta quinta
Imagem: Reprodução/Epic Games

Epic Games critica "monopólio"

Em resposta, a Epic decidiu entrar com uma ação judicial, que começa fazendo menções ao livro "1984", de George Orwell. Na ficção distópica, o autor aborda os efeitos das guerras mundiais e um governo extremamente vigilante e controlador. A liberdade de expressão, por exemplo, é vista como um crime nessa sociedade. No documento, a Epic menciona como o nome do livro serviu de inspiração para a divulgação do lançamento da Apple, lá em 1984. Em seguida, é mencionado que a empresa fundada por Steve Jobs se tornou a mesma coisa da qual reclamava: muito poderosa, com monopólio de tecnologia e controladora. Para cutucar ainda mais a Apple, o Fortnite anunciou que hoje lançaria um novo filme no Party Royale chamado... isso mesmo, 1984.

Apple x Fortnite - Reprodução/Vimeo - Reprodução/Vimeo
Campanha da Epic Games faz menção ao livro 1984 e à uma campanha da própria Apple
Imagem: Reprodução/Vimeo

A ação ainda menciona que a estratégia da Apple de cobrar uma taxa de 30% em cima dos aplicativos é injusta e, por isso, a Epic decidiu tomar medidas que garantam um futuro mais competitivo para todos os apps comercializados via App Store. Em seguida, eles detalham que o sucesso de Fortnite mostra a força que os jogos mobile possuem, mas que não era certo cobrar mais dos jogadores só por conta das taxas estabelecidas pela empresa desenvolvedora do sistema iOS.

O documento completo (em inglês) pode ser lido no link disponibilizado pela Epic no Twitter:

Essa não é a primeira vez que a Epic se pronuncia sobre as cobranças da Apple. Em março do ano passado, o fundador da desenvolvedora do Fortnite, Tim Sweeney, deu entrevista ao The Verge e mencionou que esse modelo de 30% de taxa é ultrapassado. Na ocasião, ele falou que as bandeiras de cartão de crédito Visa e Mastercard cobram 3%, apontando que o lucro da Apple em cima das transações via aplicativos é muito superior ao normal.

Leia abaixo também a declaração completa da Apple sobre a situação:

"Hoje, a Epic Games deu o passo infeliz de violar as diretrizes da App Store que são aplicadas igualmente a todos os desenvolvedores e projetadas para manter a loja segura para nossos usuários. Como resultado, seu aplicativo Fortnite foi removido da loja. A Epic habilitou um recurso em seu aplicativo que não foi revisado ou aprovado pela Apple, e o fez com a intenção expressa de violar as diretrizes da App Store em relação aos pagamentos no aplicativo que se aplicam a todos os desenvolvedores que vendem produtos ou serviços digitais.

"A Epic tem aplicativos na App Store há uma década e se beneficiou do ecossistema da App Store - incluindo suas ferramentas, testes e distribuição que a Apple fornece a todos os desenvolvedores. A Epic concordou com os termos e diretrizes da App Store gratuitamente e nós ' Estou feliz por eles terem construído um negócio tão bem-sucedido na App Store. O fato de seus interesses comerciais agora os levarem a exigir um acordo especial não muda o fato de que essas diretrizes criam condições equitativas para todos os desenvolvedores e tornam a loja seguro para todos os usuários. Faremos todos os esforços para trabalhar com a Epic para resolver essas violações para que eles possam devolver o Fortnite à App Store."

Em resposta ao START, a Epic Games enviou um post (em inglês) sobre as dúvidas mais comuns em relação aos V-Bucks.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol