PUBLICIDADE

Topo

Os inimigos mais irritantes de Streets of Rage 4

Alguns dos inimigos de Streets of Rage: a versão "retrô" e os modelos atualizados - Reprodução
Alguns dos inimigos de Streets of Rage: a versão "retrô" e os modelos atualizados Imagem: Reprodução

Jefferson Kayo

Colaboração para o START

20/05/2020 04h00

Streets of Rage 4 é capaz de despertar nossos instintos mais primitivos e selvagens. Um grito de guerra abafado, raiva incontrolável, vontade de quebrar alguma coisa sempre que um inimigo surge do nada com uma rasteira ou —pior ainda— uma faca bem afiada.

Desde o lançamento do jogo, o START está ajudando como pode: dicas para iniciantes, como encontrar os chefes secretos, como vencer os chefes mais difíceis. Mas chega uma hora que só restar sentar e chorar: vamos falar dos inimigos mais chatos de Streets of Rage 4.

Diamond e a voadora teleguiada

Diamond - Reprodução - Reprodução
A voadora da Diamond quase atravessa o cenário, então fique de olho
Imagem: Reprodução

Mesmo o jogador mais paciente acaba enfurecido depois de levar duas voadoras seguidas na fuça e cair num buraco. Diamond é o nome dessa demônia que leva nossa honra embora, já que sua voadora teleguiada o acerta mesmo quando você acha que não vai acertar. Coloque na cabeça desde já que não existe "não vai acertar" —principalmente quando você estiver cercado por três Diamond.

Barbon e o chute giratório

Barbon - Reprodução - Reprodução
É difícil sair ileso da luta contra Barbon
Imagem: Reprodução

Difícil sair ileso da briga contra Barbon, o chefe da quinta fase, "Underground". Ele está num pátio cercado de motos e exerce um grande "controle de área", deixando você refém da pancadaria. Quando ele começa a brilhar, sai da frente: lá vem o chute giratório quebrando tudo. Cada pancada tira um bom naco de energia, além de acabar com sua auto-estima.

Francis e a voadora tripla

Dylan - Divulgação - Divulgação
Esse é o Dylan, mas ele e o Francis só se diferenciam pelas cores (e agressividade)
Imagem: Divulgação

Streets of Rage 4 é bastante bondoso com o jogador: ele dá avisos bem claros de quando você vai apanhar. E, mesmo assim, nós tomamos socos e chutes como se fossem Toddynho.

Isso acontece com o camarada Francis. Ele é um lunático que vai testar seus impulsos mais primitivos de ir para cima dele e deitá-lo na porrada. Não bastasse ficar na retranca, com a mão no bolso, o desgraçado ainda tem uma voadora tripla que a utiliza sempre que tem chance. Não caia nas provocações!

Galsia, o "mano da faquinha"

Galsia - Divulgação - Divulgação
Ele vai puxar seu pé à noite
Imagem: Divulgação

Dito isso, nada, mas absolutamente nada o prepara para o pior dos piores: Galsia. Aquele bucha de canhão que aparece em praticamente todo cenário do jogo e nunca faz nada, mas é um oportunista como poucos, está sempre do seu lado para arrancar o último suspiro de vida que lhe resta. E não é com um combo avassalador nem nada, ele te dá só um soquinho, simples, eficiente, bem posicionado e mortal. O verdadeiro One-Punch Man de Streets of Rage.

Galsia consegue usar praticamente qualquer arma que esteja dando sopa pelo chão. Muitos personagens também pode fazê-lo, mas com Galsia é diferente. Facas, tasers, garrafas quebradas, granadas, canos de pvc, qualquer coisa. Quando está munido de uma arma, sua letalidade sobe 300%. Depois que ele escolhe um alvo, só lamentamos a vida perdida.

É munido de um objeto perfurante que o delinquente brilha. Com precisão cirúrgica ele corre no cenário em busca do adversário mais vulnerável. É incrível como um ataque tão lento pode ser tão letal. E não é como se fosse um ataque furtivo, já que de longe é possível ver o exato momento da investida criminosa.

Streets of Rage 4 traz à tona nossas piores qualidades com o melhor desafio que um jogo de videogame pode nos proporcionar. E que continue assim, difícil, irritante, maravilhoso.

Bônus: nossos próprios amigos

SoR 4 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Jogar em dois ou mais jogadores é uma experiência excepcional, já que é possível quadruplicar a sua raiva. Se já não estava dando certo sozinho, por que acha que daria certo com mais pessoas ao seu lado?

Ligar o "fogo amigo" é assinar seu próprio atestado de óbito por ataque cardíaco. Não bastasse apanhar dos capangas dos irmãos Y, é preciso sobreviver também aos socos e pontapés de nossos aliados.

Os pecados são vários: aquele amigo que "come tela", sem respeitar o trabalho em equipe; aquele que está sempre comendo o sagrado franguinho assado do chão, mesmo quando não precisa; aquele que acerta uma leve porrada em você "sem querer", quebrando aquele combo maravilhoso.

Honey - Divulgação - Divulgação
Honey: cuidado com as cabeçadas!
Imagem: Divulgação

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol