Topo

Call of Duty


"Call of Duty: Modern Warfare": Tudo que sabemos sobre o novo jogo da saga

Divulgação
Imagem: Divulgação

Do GameHall

28/07/2019 04h00

Faltam poucos meses para a chegada de "Call of Duty: Modern Warfare", um dos jogos de tiro mais esperados do ano.

Diferentemente de "Call of Duty: Black Ops 4", que é totalmente focado no multiplayer, o reboot de "Modern Warfare" volta ao sistema de campanha voltada para um jogador, modelo mais tradicional da série.

Reinventando o fenômeno "Modern Warfare"

Em vez de fazer uma sequência para a saga, a produtora Infinity Ward decidiu reiniciá-la por meio de um reboot. Por ter sido a responsável pelo jogo original e suas sequências diretas, eles têm tudo para entregar algo de qualidade e repetir o tremendo sucesso do jogo de 2007, que fez "Call of Duty" se transformar no sucesso que é hoje.

Conforme podemos ver no trailer de revelação, o reboot trará o retorno do Capitão Price, personagem bem conhecido dos fãs da série. O que ainda não sabemos é se sua personalidade será a mesma de antes, já que o jogo apresentará uma releitura da história original.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Os personagens

Price não apenas estará de volta, como também contará com um novo dublador, Barry Sloane, que substituirá Billy Murray, responsável por ter dado vida ao capitão do exército britânico nos três jogos originais.

Por enquanto não há indícios que levem a crer que o jogador controlará Price. No começo do jogo, o personagem jogável será o ex-soldado britânico, Kyle Gerrick, que junta-se a Price após um ataque da al-Qaeda no Piccadilly Circus, em Londres. Há também um operador chamado Alex que o jogador controlará, mas não sabemos detalhes a respeito dele por enquanto.

Outros NPCs importantes incluem os irmãos combatentes Farah e Haider, juntamente com o vilão, que é um general russo renegado inspirado no Coronel Kurtz do filme "Apocalypse Now".

Reprodução
Imagem: Reprodução

A história

Conforme dissemos anteriormente, "Call of Duty: Modern Warfare" não é uma sequência dos jogos anteriores, mas sim um reboot que fará uma releitura de seus acontecimentos.

De acordo com o que o diretor de arte, Joel Emslie, disse ao jornal "USA Today", o jogo trará tudo aquilo que os fãs gostam a respeito do universo de "Modern Warfare", mas "reimaginado no mundo de hoje para ser mais próximo, mais realista e algo que você poderia associar como o mundo em que você vive."

Detalhes a respeito de trama ainda não vazaram. O que sabemos é que haverá uma mistura de ficção e realidade, algo característico da franquia. O jogo começará com um ataque terrorista da al-Qaeda no Piccadilly Circus, em Londres, e muito da história também ocorrerá em volta dos rebeldes do país fictício de Ursekstão, localizado no Oriente Médio e que serve aparentemente como substituto para as nações satélite soviéticas.

O diretor de design, Jacob Minkoff, disse esperar que o jogo consiga mostrar da melhor forma possível "uma história pés no chão de soldados e as dificuldades que enfrentam na guerra."

Reprodução
Imagem: Reprodução

Modos de jogo

Após ficar ausente em "Black Ops 4", a campanha para um jogador retornará com tudo em "Modern Warfare", juntamente com o modo "Special Ops", mostrado pela última vez no terceiro jogo dessa saga.

Este modo permite que dois jogadores aproveitem as missões da campanha juntos, com um protegendo a retaguarda do outro.

Modos zumbis e battle royale por enquanto não foram confirmados em "Modern Warfare". Entretanto, a Infinity Ward revelou um novo modo multiplayer chamado Gunfight.

Nele duas equipes de dois jogadores se enfrentam em um mapa de tamanho reduzido. As rodadas são rápidas e os jogadores recebem armas aleatórias, significando que precisam bolar estratégias com aquilo que lhes é fornecido. Por não haver possibilidade de curar ou reviver os companheiros, uma rodada pode terminar em poucos segundos.

As equipes em Gunfight ganham um ponto por eliminar os outros dois jogadores, com as regras da rodada mudando se ela dura mais de 40 segundos. A primeira equipe que marcar seis pontos vence a partida.

Mais informações sobre o multiplayer serão reveladas pela Activision no dia 1º de agosto.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Edições e passe de temporada

A Activision descartou incluir um passe de temporada em "Modern Warfare", optando por disponibilizar conteúdo extra e mapas novos gratuitamente.

No que diz respeito às edições, no Brasil até o momento existem três disponíveis por meio da PSN, Xbox Live e Battle.net. A tradicional, de R$ 199,90; a Operador, de R$ 279,90; e a Operador Enhanced, de R$ 349,90.

Quem efetuar a compra em pré-venda receberá uma Ficha Prestígio em "Black Ops 4" juntamente com o personagem Capitão Price clássico para ser usado no modo Blackout de "Black Ops 4" e uma faca tática personalizada. A edição Operador dará pacotes de operador para serem usados em "Modern Warfare", enquanto a Enhanced dará também 3.000 pontos Call of Duty, que servem para comprar itens cosméticos para usar no multiplayer.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Vai ter Crossplay?

Pela primeira vez na história da franquia, sim, haverá crossplay entre PC, PS4 e Xbox One e estará disponível já no lançamento.

Conforme relatado pela "Forbes", a inclusão do crossplay em "Call of Duty" é uma mudança bastante significativa, pois representa a padronização disso nos jogos.

O game também localizará partidas de acordo com a forma que os jogadores estiverem jogando, ou seja, quem estiver nos consoles usando controle tradicional não sofrerá nas mãos das pessoas que contam com a precisão maior do mouse e teclado no PC.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Novo motor gráfico

O trailer de "Modern Warfare" garante que aquilo que está sendo mostrado é, de fato, o jogo rodando em tempo real, servindo para mostrar do que o novo motor gráfico usado no game é capaz de fazer.

O jogo terá suporte a resolução 4K e em PCs com placas GeForce RTX, poderá ser jogado com a tecnologia Ray-tracing. Os visuais contarão com iluminação, texturas mais realistas, um novo sistema de renderização e a promessa é que este será o "Call of Duty mais bonito já feito."

Reprodução
Imagem: Reprodução

As Perks

A Activision ainda não confirmou oficialmente quais Perks/Vantagens os jogadores poderão usar no multiplayer de "Modern Warfare", portanto as informações abaixo devem ser consideradas rumor por enquanto.

De acordo com o site "TheGamingRevolution", que aparenta ter uma fonte bastante confiável a respeito do desenvolvimento do jogo, os Perks de "Modern Warfare" incluem Battle Hardened, que reduz a eficiência da granada de luz do adversário; Bounty Hunter, que pega as mortes em sequência de um jogador como se fossem suas; Cold-Blooded, que lhe deixa imune a UAVs; Double Time, que faz você correr mais; EOD, que diminui o dano de granadas em você; Heavy Metal, onde mortes em sequência contam em cima de outras mortes em sequência; High Alert, que te avisa quando alguém te ver; Hunter, que mostra pegadas dos inimigos; Munitions, que adiciona uma segunda arma primária; Restock, que recarrega suas granadas; Scavenger, que lhe permite pegar munição de quem morreu; Shrapnel, que lhe dá granadas mais eficientes; Spotter, que destaca os equipamentos dos inimigos; Tune-Up, que lhe permite carregar mais granadas; e Warhead, que faz o lança-foguetes recarregar mais rápido.

Também foi dito pelo site que essas Perks/Vantagens podem ser anexadas à armas específicas ao invés de somente no personagem.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Lançamento

"Call of Duty: Modern Warfare" sairá no dia 25 de outubro de 2019 para PC, PlayStation 4 e Xbox One. Uma versão para Switch não está nos planos da Activision, ao menos por hora.

Call of Duty