Topo

FIFA


Muito além de Messi: os craques da Copa América com mais prestígio no FIFA

Brasil e Argentina lideram seleção da Copa América no "FIFA 19"; em campo, seleções têm tropeçado  - Divulgação
Brasil e Argentina lideram seleção da Copa América no "FIFA 19"; em campo, seleções têm tropeçado Imagem: Divulgação

Tiago Alcântara

Colaboração para o START, em São Paulo

21/06/2019 04h00

A Copa América 2019, realizada em território brasileiro, ainda não tem nenhum time favorito, e as grandes seleções andam tropeçando. Mas como será que está a situação segundo o "FIFA 19"?

START foi conferir as notas mais altas do Modo Ultimate do "FIFA 19", considerando as atualizações dos cards na temporada, para montar a seleção dos sonhos, que poderia brilhar nos gramados brasileiros.

Seleção Copa América FIFA 19

Um time com os melhores jogadores da Copa América no "FIFA" fica assim: Alisson; Dani Alves, Godin, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Ángel Mena e Di Maria; Messi, Aguero e Suárez. No total, são 5 brasileiros, 3 argentinos, 2 uruguaios e 1 equatoriano.

Alisson (Brasil) - 95
Dani Alves (Brasil) - 92
Godin (Uruguai) - 96
Thiago Silva (Brasil) - 95
Alex Sandro (Brasil) - 93
Casemiro (Brasil) - 93
Ángel Mena (Equador) - 94
Di Maria (Argentina) - 95
Messi (Argentina) - 99
Aguero (Argentina) - 96
Suárez (Uruguai) - 98

Surpresas e novatos

Apesar de estar em baixa com os torcedores, sobretudo após o empate sem gols contra a Venezuela na terça-feira, a seleção brasileira ainda é a que mais têm atletas no time de melhores do continente, com 5 dos 11. Mas chama a atenção que o país tem se destacado apenas com jogadores de defesa ou contenção, como Dani Alves e Thiago Silva.

Takefusa Kubo, recém-contratado pelo Real Madrid - Miguel Schincariol/AFP
Takefusa Kubo, recém-contratado pelo Real Madrid
Imagem: Miguel Schincariol/AFP
A "democratização" do "FIFA 19" também é interessante, com a entrada do pouco conhecido Ángel Mena, da seleção do Equador. O veterano meia de 31 anos joga no Léon, do México, e teve a altíssima pontuação de 94, mesmo jogando em uma liga sem tanto prestígio. Seu desempenho foi incrível: fez impressionantes 14 gols em 21 jogos por seu time. Para se ter uma ideia, ele começou com 72 de rating, mas teve várias atualizações por conta de seu desempenho.

A lista de reservas de luxo desse time também teria: os colombianos James Rodriguez (91) e Dúvan Zapata (94); o chileno Arturo Vidal (89) e talvez até a promessa japonesa, Takefusa Kubo, que ainda tem um rating baixo de apenas 79 pontos no FUT, mas foi recém-contratado pelo Real Madrid. Será que o "Messi japonês" deslancha na Copa América?

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado, o jogador Di Maria é da Argentina, não do Brasil. O conteúdo já foi corrigido.

FIFA