Topo

FIFA


Fifa: quem é o desconhecido brasileiro que faz sucesso no futebol português

Raúl Silva disputa bola pelo alto com o atacante Bas Dost, do Sporting - Patricia de Melo Moreira/AFP
Raúl Silva disputa bola pelo alto com o atacante Bas Dost, do Sporting Imagem: Patricia de Melo Moreira/AFP

Tiago Alcântara

Colaboração ao UOL

12/03/2019 04h00

Quem buscar os melhores jogadores do Campeonato Português no "Fifa 19" pode se surpreender ao ver um desconhecido brasileiro como um dos destaques, e poucos devem ter ouvido falar sobre ele por aqui.

Trata-se de Raúl Silva, 29 anos, atualmente no Braga, e que pelo Brasil jogou em clubes como Ceará, Figueirense, Criciúma, Sport, Remo, Arapongas e Atlético Paranaense, sempre com rápidas passagens - foi campeão paraense pelo Paysandu e catarinense pelo Figueirense.

O zagueiro canhoto tem se destacado no Fifa no futebol português, conseguindo altas subidas por seu desempenho na liga local. Em sua primeira participação no jogo, ainda em 2016, no Marítimo, começou com a pequena pontuação de 69, ainda na Série Prata. Hoje, Raúl é avaliado em 83 após subir três pontos em relação ao seu nível inicial no "Fifa 19" - começou com 80.

Nas últimas duas temporadas ele atuou pelo Braga e foi um dos destaques do time que vem fazendo campanhas históricas no futebol português. Com 75 pontos em 34 rodadas, foi o quarto colocado no Português, atrás apenas dos três clubes grandes do país: Porto, Benfica e Sporting. O Braga ficou a apenas três pontos da Liga dos Campeões.

O Braga só levou 29 gols, o que fez com que o Raúl fosse destaque e ganhasse credibilidade no jogo. Na atual temporada, o Braga vem aprontando novamente e é o terceiro colocado do Português, superando o Sporting e ficando apenas sete pontos atrás do líder Benfica.

O desempenho defensivo do time é, novamente, um dos pontos fortes, sendo a defesa do Braga a segunda melhor do torneio.

Veja a evolução de Raúl Silva no Fifa

  • Fifa 16 - 69
  • Fifa 17 - 68
  • Fifa 18 - 78
  • Fifa 19 - 80 (chegou a 83)

Veja nossa análise de "Fifa 19"

Siga o UOL Start no

Mais FIFA