PUBLICIDADE

Topo

Donald Trump diz que videogames deixam os jovens violentos

15.fev.2018 - O presidente dos EUA, Donald Trump, faz pronunciamento sobre o ataque a tiros a escola na Flórida - Evan Vucci/ AP
15.fev.2018 - O presidente dos EUA, Donald Trump, faz pronunciamento sobre o ataque a tiros a escola na Flórida Imagem: Evan Vucci/ AP

Do GameHall

23/02/2018 11h36

Durante um encontro com o procurador-geral da Flórida nesta quinta-feira (22), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, relacionou a violência nas escolas norte-americanas com games e filmes violentos. A reunião aconteceu uma semana após tiroteio em uma escola na Flórida, onde 17 pessoas morreram.

VEJA TAMBÉM

"Eu tenho escutado cada vez mais que o nível de violência nos videogames está moldando as mentes dos jovens. E indo um passo além, lá estão os filmes. Esses filmes são muito violentos, se não houver cenas de sexo, uma criança pode assistir um filme com assassinatos, e talvez vamos precisar de um sistema de classificação indicativa para isso. Esses filmes estão sendo lançados e são muito violentos, com mortes e tudo o mais, e talvez precisamos pensar sobre isso", disse ele.

Essa não é a primeira vez que Trump expressa sua opinião sobre o assunto. Em 2012, após o massacre na escola Sandy Hook, ele disse que "a glorificação e a violência em videogames precisa ser parada, estão criando monstros!"

Na semana passada, o governador de Kentucky, Matt Bevin, também culpou os videogames pelos tiroteios em massa no país.

"Há jogos que sim, estão listados para o público maduro, mas as crianças jogam eles e todos sabem disso e não há nada para evitar que os joguem, celebrando a cultura da morte", comentou em uma entrevista de rádio.

O assunto causa polêmica desde a década de 90, principalmente com o lançamento de títulos como "Mortal Kombat" e "Doom". 

Start