Topo

eSport


Brasileiros perdem torneio internacional de "CS" e oponentes culpam balada

Reprodução
Imagem: Reprodução

Barbara Gutierrez

Do UOL, em São Paulo

11/09/2017 14h15

A Immortals, equipe de "Counter-Strike: Global Offensive" composta por pro players brasileiros, ficou em segundo lugar no DreamHack Montreal. O time sofreu W.O. no primeiro mapa da grande final, e integrantes de outras equipes do campeonato comentaram que os jogadores "passaram a noite festejando", por isso perderam o horário.

O campeonato ocorreu no Canadá e teve sua decisão neste domingo (10), entre a Immortals e a lineup dinamarquesa North, que venceu os brasileiros por 2 a 0.

"Mirage", o primeiro mapa da disputa, foi dado como W.O. por atraso excessivo dos pro players Vito "kNgV-" Giuseppe, Henrique "HEN1" Teles e Lucas "lucas1-" Teles. Ricardo "boltz" Prass e Lucas "steel" Lopes chegaram a tempo para o jogo.

Após a equipe ficar completa, o segundo mapa foi disputado, mas a North aproveitou a vantagem, marcou 16 a 9 e ganhou US$ 50 mil em premiação pelo primeiro lugar.

Acusações

De acordo com Steve "Ryu" Rattacasa, treinador da Counter Logic Gaming, os três jogadores já haviam se atrasado na partida da semifinal, disputada domingo de manhã, e repetiram o feito novamente na final, que ocorreu à tarde.

"Depois de aparentemente passar a noite festejando, os jogadores da IMT se atrasaram para nossa partida esta manhã e agora de novo", diz o Tweet de Ryu.

Lucas comentou o caso em sua página do Facebook:

Pujan "FNS" Mehta, jogador da CLG, também acusou os três jogadores, tweetando que "A pior parte é perder para uma equipe que estava com três jogadores de ressaca".

Kng não se conteve e respondeu "Você terá que provar isso, ou vou te matar!". Alguns dos tweets foram apagados, mas a conversa pode ser vista na imagem abaixo:

Reprodução
Imagem: Reprodução

Outros jogadores brasileiros também comentaram o caso. Gabriel "FalleN" Toledo disse que estava triste pela falta de profissionalismo de alguns dos jogadores da Immortals e Fernando "fer" Alvarenga disse que "O único problema foi chegar tarde, que é falta de profissionalismo. Se eles festejaram, não importa. O resto é drama."

"Independente do que aconteceu para que o trio faltasse ao jogo, não é ético que FNS e Ryu falem sobre o que eles não sabem", disse Felippe "felippe1" Martins, da Team One.

A organização

Noah Whinston, dono da Immortals, escreveu em seu Twitter que a situação não será deixada de lado e que vai ouvir todos os lados da história.

"Peço desculpas aos fãs de 'CS:GO' da Immortals. Nós vamos tratar disso internamente. Ações devem ter consequências. Obrigado à DreamHack por aplicarem as regras", escreveu ele.

ACOMPANHE UOL JOGOS NO YOUTUBE!

Mais eSport