PUBLICIDADE

Topo

Jogar "Pokémon GO" diminui risco de problemas no coração, diz estudo

Do UOL, em São Paulo

10/03/2017 11h10

Uma pesquisa apresentada na quarta (8) para a American Heart Association (Associação Americana do Coração, em português) revela que jogadores de "Pokémon GO" tem menos riscos de sofrer com doenças cardíacas, graças ao aumento e atividade física proporcionado pelo jogo.

O estudo, que usou dados de 167 jogadores, mostra que eles andaram em média 2 mil passos a mais por dia desde o lançamento do jogo para capturar monstrinhos no mundo real, o que pode significar uma redução de até 8% no risco de ataques cardíacos ou derrames em pacientes de alto risco.

Quem tinha uma vida mais sedentária antes do lançamento do jogo ficou ainda mais ativo, andando até 3 mil passos a mais diariamente. O game também ajudou pessoas a alcançar 10 mil passos em 28% dos dias após seu lançamento, quando anteriormente este número chegava a 15%.

É importante notar, porém, que outro estudo divulgado em dezembro - que usou dados de mais de 1.182 pessoas - revelou que ganhos deste tipo são temporários para muitos, já que vários jogadores deixaram o jogo de lado ou pararam de explorar tão avidamente após algumas semanas.

O estudo apresentado para a AMA pode ser conferido por aqui (em inglês).