PUBLICIDADE

Topo

Switch no Brasil? Nintendo registra componentes em site da Anatel

Testamos o Switch: nossos 5 jogos favoritos do videogame

Start

Do UOL, em São Paulo

01/02/2017 10h04

No início de 2015, a Nintendo encerrou oficialmente suas atividades no Brasil, citando altos impostos e custos de importação para o fim das operações.

Desde então, a empresa tem considerado a ideia de voltar ao mercado brasileiro de alguma forma, lançando os jogos mobile da empresa - "Miitomo" e "Super Mario Run" - e indicando que estudava retornar ao país com o Switch, na época conhecido apenas como NX.

Agora, uma série de registros de produtos feitos pela Nintendo of America para a Anatel nos últimos meses indicam que a empresa pretende, de alguma forma, vender seus produtos no país.

O último registro foi feito em 2 de janeiro de 2017, para um produto conhecido como "iTach Flex Wifi", produzido pela companhia Global Cache, que é responsável por componentes de rede do Nintendo 3DS. 

Outro registro, de 16 de dezembro, faz referência a um "Transmissor para Serviço Auxiliar de Radiodifusão TV".

Os últimos itens homologados pela Anatel à pedido da Nintendo haviam sido feitos em 2014, antes do fim das atividades da empresa no país.

Tudo isso poderia indicar um lançamento do Switch. Em janeiro, porém, o representante da Nintendo na América Latina, Bernardo Guzmán-Blanco, disse em entrevista com UOL Jogos que "ainda é cedo" para falar do novo console no Brasil.

O Nintendo Switch tem lançamento global marcado para 3 de março, e será vendido por US$ 300 nos EUA.

NOTA ATUALIZADA (02/02/2017): As páginas dos produtos foram atualizadas, e agora não mostram mais ligação com a Nintendo of America.

Embora eles ainda estejam listados publicamente no site da Anatel, eles não aparecem mais ao se procurar o nome "Nintendo" na ferramenta de busca da página.

Por enquanto, não há informações sobre os motivos da alteração.