PUBLICIDADE

Topo

Nintendo cancela mais um projeto de fã baseado em "Pokémon"

Projeto está em desenvolvimento desde 2008 - Reprodução
Projeto está em desenvolvimento desde 2008 Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

26/12/2016 11h31

Após o episódio envolvendo "Pokémon Uranium", a equipe legal da Nintendo cancelou mais um projeto de fã envolvendo sua popular franquia.

"Pokémon Prism", um projeto criado pelo engenheiro de software Adam Vierra e em desenvolvimento há 8 anos, foi abandonado após um pedido de advogados que representam a empresa. A página do game foi substituída por uma frase agradecendo o apoio da comunidade, e um link para a ação legal enviada pela Nintendo.

Ao contrário de "Uranium", que era um jogo completo utilizando os conceitos da série, "Prism" era um ROM Hack, que simplesmente altera o código do game original - algo que, até agora, não parecia causar problemas com a Nintendo.

Em seu Twitter, Vierra lamentou o cancelamento forçado, se culpando por criar um trailer para o game e chamar atenção demais para o projeto.

"O trailer foi pensado só para os fãs e talvez alguns extras. Eu não esperava 1,4 milhão de visualizações para ele", escreveu.

Vierra também olhou pelo lado positivo, tendo aprendido vários conceitos para desenvolver games.

"Posso dizer isso: os 8 anos não foram desperdiçados", declarou. "Ganhei muita experiência como um desenvolvedor de games que a Nintendo nunca vai poder tirar de mim."

Conhecida por ser extremamente protetora de suas propriedades intelectuais, em 2016 a Nintendo também removeu "AM2R", remake por fãs de "Metroid 2", e acabou removendo ele e "Pokémon Uranium" da categoria de Melhor Criação de Fãs da premiação The Game Awards.