Topo

Testamos: Kinect do Xbox One é mais esperto e funciona em espaços menores

Théo Azevedo

Do UOL, em Seattle*

22/05/2013 11h42

Não é exagero afirmar que o Kinect foi uma espécie de "2º lançamento" do Xbox 360: com mais de 20 milhões de unidades vendidas, o acessório tornou-se tão conhecido quanto a marca Xbox - certamente você já ouviu alguém se referir ao console pelo nome Kinect.

Para começar, se você é uma daquelas pessoas que nunca conseguiu usufruir o Kinect por falta de espaço na sala de estar, aqui vai uma boa nova: a câmera agora possui um alcance melhor, possibilitando que o jogador fique mais perto do acessório. Até o raio de visão ficou mais "largo".

Para o Xbox One a Microsoft quer elevar o Kinect a um novo patamar. Durante o evento de anúncio do console, na última terça (21), o UOL Jogos teve a oportunidade de testar algumas das novidades por trás do novo Kinect, muito mais engenhoso e elaborado que o seu antecessor.

Baseando-se no conceito de que o acessório representa "os olhos e ouvidos do jogador", a Microsoft investiu esforço para triplicar a definição do Kinect.

O que isso significa na prática? Bem, agora a máquina consegue distinguir dedos, dobras nas roupas, expressões faciais (neutra e feliz, por enquanto) ou mesmo se a sua boca está aberta ou fechada.

VEJA O VÍDEO DE APRESENTAÇÃO DO XBOX ONE

  •  

Além disso, o Kinect também saberá que você é... você. Isso mesmo: uma vez que o Kinect tenha o seu "perfil", toda vez que você ficar em frente à câmera ele saberá de quem se trata, o que inclui a sua voz. E isso vale para seus parentes, amigos etc.

Outra novidade promissora está no fato de que o Kinect será capaz de medir pressão, batimentos cardíacos e até força: durante o teste, feito com uma demonstração tecnológica, o periférico reconheceu um soco ou mesmo a mudança de pressão entre uma perna e outra.

São características que, nas mãos certas, podem dar novas formas de interação com o Xbox One, não apenas em jogos, mas em aplicativos de exercícios, por exemplo.

O que fica no ar é se tais novidades vão funcionar bem em jogos convencionais, algo que o atual Kinect não conseguiu lá fazer muito bem. A pergunta deve começar a ser respondida na E3, que acontece de 11 a 13 de junho, nos EUA, quando serão mostrados os jogos do Xbox One.

UOL Jogos estará no evento para ver de perto as novidades.

* O jornalista viajou a convite da Microsoft.

Start