PUBLICIDADE

Topo

Jogamos: Nova interface faz "Diablo III" renascer com qualidade no PS3

Rodrigo Guerra

Do UOL, em Boston*

23/03/2013 02h47

Por mais que “Diablo III” não tenha agradado a todos, a qualidade do game, tanto em gráficos quanto na história, é algo indiscutível. Agora esse conto da batalha entre o céu e o inferno está chegando para os donos de PlayStation 3 - e, numa data ainda incerta, também para o PS4.

A Blizzard levou para a PAX East 2013 a versão console do game e a impressão é que os caras trabalharam muito para fazer com que o game rodasse redondo no console, praticamente sem engasgos e, melhor ainda, com uma interface que deixa tudo mais claro para o jogador.

A demonstração tem como cenário o 3º ato e permite que os jogadores passem pelo cenário nevado e diversas dungeons aleatórias para serem exploradas. À disposição do jogador, duas classes: o Bárbaro e a Caçadora de Demônios. Ambos bem equipados e no nível 26, ou seja, com diversas habilidades para serem testadas pelos jogadores.

Para começar, basta dizer que a interface do console está pronta para os televisores da sala de estar. A energia do personagem agora é mostrada em forma de barra, deixando o clássico formato de frasco. A tela também tem à disposição um mini mapa no canto inferior direito, ficando mais fácil de ser consultado.

Mas é nos menus internos que tudo mudou de forma radical. Agora os equipamentos são adicionados ao seu personagem em uma interface circular, assim basta girar a alavanca direita do DualShock para selecionar o item que deseja quer trocar. Antes de efetuar a troca, pode-se apertar o botão quadrado para ver lado a lado quais são as diferenças entre o item equipado e o novo.

O menu interno funciona com abas, basta apertar L1 ou R1 para acessar outras opções, como habilidades. Falando nelas, o game permite fazer mudanças rápidas, o que é muito bom, tendo em vista que o jogo não pausa quando o jogador acessa os menus.

Diablo III
Diablo III
#dev_albumEmbed015('tagalbum','38911+AND+16715')

Pancadaria desenfreada

Vamos agora ao que mais importa: a pancadaria. Fãs de longa data de “Diablo” podem não acreditar, mas o game funciona perfeitamente nos controles do videogame.

Cada botão é responsável por uma das habilidades e o jogador tem liberdade para configurar os ataques da maneira que achar melhor. Em alguns casos, essa versão PS3 parece levar vantagem sobre os computadores: afinal, quem nunca se irritou com o barulho do mouse quando é necessário clicar freneticamente. Além disso, fugir de hordas de monstros se mostrou mais eficaz no joystick do que com o mouse.

A Caçadora de Demônios perdeu um pouco de sua precisão, mas nada que comprometa demais seus disparos mortais. No PC o ataque vai sempre para o monstro no qual o jogador clicar, já no videogame isso não é possível e o ataque invariavelmente vai para o monstro mais próximo da direção que o jogador estiver apontando com o direcional.

Fora esses pequenos detalhes, a impressão é de que “Diablo III” foi, desde o início, projetado para o PS3 (aliás, será que não foi mesmo?). Os gráficos estão simplesmente fabulosos, lembrando o visual do PC nas configurações mais altas - mas, vale lembrar, o game não requer uma máquina lá muito forte para rodar ‘no máximo’.

Até o momento a Blizzard não revelou a data de lançamento de “Diablo III” para PS3. O jogo também está marcado para chegar ao PlayStation 4, também sem data prevista.

VEJA COMO FICOU "DIABLO III" RODANDO NO PS3

  •  

* O jornalista viajou a convite da Blizzard.